segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Torta de chocolate com biscoitos de amêndoas



E aqui está a tal tortinha de chocolate e amaretti que eu estava louca para experimentar. A minha versão é uma reformulação desta receita aqui que na minha opinião é bem mambembe. Eu achei a idéia de uma tortinha mágica, feita em 15 minutos no processador muito fraca e o resultado é uma torta seca e quebradiça. Não precisei fazer do jeito que a autora recomenda para perceber. Resolvi então adaptar já que eu sou fissurada em bolos sem farinha e fondants. A regra básica para dar volume, separar claras e gemas. O pulo do gato nesses caso está em bater as claras em neve e adiciona-las no final sem bater demais a massa. E, como eu previa, a coisa funcionou super bem.



Eu assei 12 tortinhas no domingo pela manhã para levar para a casa dos meus sogros e no final eu não comi nenhuma. Provei um pedaço da Estela, mas as crianças amaram e devoraram. As tortinhas eu coloquei em forminhas e decorei com açúcar colorido, a pedido das crianças.

Eu tinha reservado 22 amarettis para fazer as tortinhas e usei apenas 12. No domingo a noite eu vi que ainda tinha 10 amarettis sobrando e resolvi que ia assar uma segunda rodada hoje. A segunda torta fiz numa forma grande. Com menos biscoitos e torta ficou ainda melhor. Ao invés dos 12 eu usei 10 e de resto tudo foi idêntico. Eu dei uma reduzida na quantidade de amêndoas da receita original pois eu acho que iria ficar ainda mais seca. Eu adorei a minha receita e a cobertura não afunda demais nem fica muito quebrada. Na verdade nas tortinhas elas ficaram perfeitas.




Bolo de chocolate e biscoito de amêndoas
Para conferir o original clique aqui


12 biscoitos de amêndoas do tipo amaretti (na segunda versão eu usei apenas 10)
meia xícara de 250ml de amendoas
meia xícara de 250ml de açúcar de confeiteiro
3 ovos separados
6 colheres de açúcar branco comum
100 gramas de chocolate amargo (usei 70% de sólidos de cacau)
8 colheres de sopa de manteiga

Como:

Pré-aqueça o forno a 180C. Unte com manteiga e forre o fundo com papel manteiga uma forma refratária média e unte o papel. Em banho maria derreta o chocolate com a manteiga e reserve. Num processador ou liquidificador processe as amendoas com os biscoitos e o açúcar de confeiteiro e transfira a mistura para um pote grande. Num outro pote bata com um fouet (ou um garfo) as gemas com 3 colheres de açúcar até dar uma leve esbranquiçada. Adicione a mistura de chocolate derretido as gemas batidas e bata com o fouet bem para incorporar. Adicione a mistura de chocolate a mistura de biscoito, amêndoas e açúcar de confeiteiro e bata bem, até incorporar. Num outro pote bata as claras em neve. Quando as claras começarem a espumar adicione as 3 colheres de sopa de açúcar restantes e continue batendo até formar um suspiro brilhante. Adicione as claras a mistura de chocolate e amêndoas e com uma espátula ou uma colher de pau mexa apenas o suficiente para incorporar a misturar, sem perder o volume. Coloque a massa na forma untada, ou forminhas e asse por 30-35 minutos ou até que um palito saia seco. Se for assar em forminhas asse por 15 a 20 minutos. Deixe esfriar e cubra com a cobertura de chocolate e sirva com iogurte natural com mel ou extrato puro de baunilha.

Serve 8 a 10 porções.



Cobertura de chocolate

100 gramas de chocolate amargo (usei 60% de cacau)
1/2 xícara de creme de leite
2 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de água

Como:

Pique o chocolate e coloque num pirex. Numa panelinha de fundo grosso em fogo médio coloque o creme de leite, o açúcar e a água e mexa até ferver. Derrame o creme fervido sobre o chocolate e mexa para derreter totalmente o chocolate e formar um creme brilhante e homogêneo. Coloque a cobertura sobre a torta, ou tortinhas e leve a geladeira para que a calda endureça levemente. Em temperatura ambiente a cobertura também vai endurecer, mas vai demorar um pouco mais.



Eu prefiro a textura da cobertura que secou em temperatura ambiente por isso deixei a torta esfriar e endurecer fora da geladeira enquanto fui pegar as crianças na escola. Ficou muito boa, a mistura de chocolate com amêndoas é fantástica.

16 comentários:

Docinhos e Miminhos da SweetSofia disse...

Que tortinhas deliciosas.. amei mesmo!.. Também gostei muito das formas são lindas..
beijinhos (*.*)

Pratos da Bela disse...

Hummmmmm
Babei-me...
maravilhoso
Bjihos

Cláudia M. disse...

Cláudia,
PELO AMOR DE DEUS!!!!! Que aspecto, a textura está fabulosa, afinal quando é que vc abre um salão de chá? :) Seria um bom pretexto para eu ir à Noruega...


P.S. - mambembe?? (a palavra é engraçada, mas desconheço-a totalmente...; no entanto, acho que percebi o sentido :))

Ah, obrigada pelas explicações quanto ao abacaxi.


bjs

Sarinha disse...

Cláudia, que perfeição! Quanto capricho!!!

Esse recheio está com uma textura fora do comum! Parabens!!!

Bjos

Claudia disse...

Sweet Sofia,

Obrigada. Eu também sou louca por essas formas de porcelana. Abs.


Bela,

Obrigada.


Claudia,

Eu adoraria ser dona de um salão de chá e contratar, ouviste bem, contratar cozinheiros muito talentosos para fazer o trabalho. Mas eu não tenho a menor talento para fazer disso uma profissão, eu cozinho para que eu possa comer o que gosto e oferecer coisas boas para minha família já que qualidade e diversidade são escassas por aqui. Os noruegueses que não me leiam, mas se eu estivesse no Brasil eu cozinharia muito menos isto é certo.

Espero que vc encontre um outro motivo para vir nos visitar.

Deu para entender o mambembe? Uma coisa de má qualidade, ordinária, amadora. É um termo originário do teatro amador de antigamente mas que se usa muito no Rio como sinônimo de coisa sem qualidade.

Bj.


Sarinha,

É uma textura que eu adoro, de bolos sem farinha, tipo fondant, mas tem os pedacinhos de amêndoas que dão um textura crocante ótima.

Bj,

C.

Bj.

SoraiaSilva disse...

Hummmm..
Mas que coisa tãaaaao deliciosa :)
Beijinhos*

Marlene João disse...

Mas q tortinha tão perfeitinha e deliciosa concerteza :D
É tão bom ver as pessoas apreciarem o nosso trabalho:D
As taçinhas são um máximo!
Beijinhos doces *.*

edinha disse...

Que delícia que deve ser :)
Beijinho

Magia na Cozinha disse...

Ai que vontade que dá!!
Ainda não provei Amaretti, preciso checar se vendem por aqui.
Esta torta ficou muito tentadora!
Bjs :)

Canela disse...

O bolo deve ser bom,mas essas tortinhas são um mimo!Lindas mesmo!

Moira disse...

Cláudia,
Essa tarte ficou uma perfeição, e as pequeninas então, ficaram um mimo.
Acho que é mais um doce que eu vou ter que experimentar.
Beijinhos
Moira

Téia disse...

LINDA, LINDA, LINDA, AMEI! Cláudia, achei perfeita esta torta, é mesmo uma combinação maravilhosa. Bj grande.

nai disse...

Claudia, não vai ter jeito vou ter que fazer este também, depois te conto como foi, parece delicioso.
Estive em Brasília este final de semana, saboreando as delícias do cerrado, conhece o pequi?
abs

Nai

Artes da Quel disse...

Aix, isso é judiação!
To aqui com uma fome e olho essa fotinho. ainnnnnnnn
eu queroooooooooooooo
Mas nunca ouvi falar nos "amaretti"...
Beijocasssss

Carlinha disse...

oi... estou procurando uma receita em que a massa de bolo cresça e depois "afunde" no meio... nesta torta acontece isso?

Claudia disse...

Carlinha,

Sim, esta receita cresce e depois o centro desce e o topo fica levemente craquelado... isso acontece em geral receitas de bolo sem farinha.

Na minha opinião os bolos sem farinha devem ser assados lentamente, a forno mais baixo e retirados do forno um tanto antes de estarem totalmente assados pois isso evita que fiquem secos, esfarelentos e que craquelem demais. Se você tira do forno um pouco antes do bolo crescer demais, enquanto assa o centro da massa, você reduz os efeitos da ascensão e queda do topo do bolo e ele fica mais cremoso... Exatamente como este meu da foto... mais dúvidas? Me avise.

Bj,

Cláudia

Mas se você deseja um bolo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...