sábado, 19 de setembro de 2009

Fechando a colheita com chave de ouro: ameixas, arandos e mais mirtilos...



A casa está cheia, cheia de frutas, ameixas em especial. Depois de quase uma semana inteira de chuva o sábado foi de muito sol e colheita das últimas frutas do ano. Per foi colher ameixas amarelas na ameixeira do vizinho e ameixas-cereja (cherry plums) nas nossas duas ameixeiras. As ameixas do vizinho estão ultra doces e ultra maduras, macias, vão virar compota e geléia já que não vamos dar conta. E as nossas ameixeiras estavam carregadas e Per colheu muito, mais de cinco potes grandes de ameixas, mas ainda temos mais ameixas para colher.



As fotos da colagem acima eu fiz há umas duas semanas, num outro dia de sol, quando eu fui passear pelo jardim e namorar minhas ameixinhas. Clique na colagem para ver as fotos em tamanho grande! Estas ameixinhas são bem diferentes, pequeninas, com cabinhos longos como cerejas, uma espécie de ameixa-cereja, do gênero prunus spinosa. Estas ameixinhas são ótimas para fazer licor e eu vou experimentar fazer uns licores para ver como ficam, de repente consigo dar alguns de presente de natal.



Vou fazer com cachaça, claro. Eu acho que a cachaça é uma bebida ótima para usar na doceria e fantástica na produção de licores. Em 2007 eu trouxe do Ceará algumas garrafas de cachaça e licores de frutas feitos com cachaça. Ainda tenho uma garrafa de licor de graviola fechadinha. Mas a cachaça já está quase toda acabada pois eu tenho usado bastante. Para fazer o licor com as ameixinhas vou comprar cachaça por aqui mesmo. Infelizmente só há um tipo de cachaça disponível aqui na Noruega, a 51, mas melhor do que nada...



E o Per saiu com as crianças e foram colher arandos (Vaccinium vitis-idaea), em norueguês tyttebær e em inglês lingonberry. Arandos são muito confundidos com oxicocos, conhecidos em inglês como cranberry (Vaccinium Oxycoccus) uns baguinhos da América do Norte que não brotam por aqui. Os arandos não são comidos frescos, nem secos como os oxicocos que são deliciosos secos, mas na forma de geléia. A geléia de arandos, ou doce de arandos, não é consumida da mesma forma que as demais geléias. Ninguém coloca tyttebær syltetøy (geléia de arandos) na torrada, não, a geléia de arandos é usada para acompanhar carnes, bolinhas de carne em especial.




Na hora de pegar arandos a floresta ainda estava cheia de mirtilos, maduros, suculentos, enormes e as crianças se fartaram. Apesar do freezer cheio, Per colheu mais mirtilos além dos arandos. Amanhã vamos todos pegar mais arandos se o domingo for de sol, claro... E nipe, rosehips, que não encontrei tradução para o português. Acho que é rosa mosqueta, mas não estou certa. Nós vamos colher nipe, cereja da rosa mosqueta, uma rosa ultra perfumada, para fazer gelatina com essas cerejas de rosas, ou geléia, que eu adoro apesar do trabalho insano que dá colher cerejas com luvas e limpar as danadas...



Hoje eu saí "solo", fui as compras, voltei e limpei a sala de TV, troquei lençóis, lavei roupa (a máquina lavou, claro!) e cozinhei aos montes. O forno ficou ligado por horas, fiz um monte de coisas gostosas, creme brulee, mousse de chocolate, pão de centeio e línguas de gato. Eu estou feliz por ter sido um dia super proveitoso, lindo, cheio de sol, de ruas cheias, com os cafés todos cheios, mesas na calçada e, talvez, o último sábado de sol morninho em Trondheim. Um dia lindo para ficar na memória, um dia de muitas frutas.

20 comentários:

Camila Hareide disse...

Ai, vou chorar... Eu sou tarada por ameixas... Mas tenho que comprar, infelizmente. Quem sabe ano que vem não dou uma assaltada no seu quintal ;P Gosto de comê-las frescas,suculentas. Ai,ai...

Gina disse...

O povo daí precisava ver seu blog para inspirar-se a aproveitar melhor as poucas frutas que são produzidas na terra. E você o faz de modo espetacular.
Comprei cachaça para fazer umas receitas numa lojinha que tinha 200 variedades, coisa de louco! E é pouco perto de mais de 5000 que existem.
Vou esperar para saborear com os olhos as geleias que virão nos próximos posts.
Bjs.

Glau disse...

af maria, que lugar lindo que vc mora! que paisagem!
Sua Marinete interior trabalhou pacas, hein? Mas a sensação é ótima, né? Bjos lindona.. bom domingo

Dani disse...

Claudia do céu!

Eu amo ameixas, tento comê-las todos os dias. Aqui na vizinhança, descobrimos umas ameixeiras carregadas, mas ainda não deu para irmos lá, e acho que nem vai, porque viajamos esta quarta... :-(
E cranberry... Sou viciada no suco, é super refrescante, mesmo com o ligeiro amarguinho no final. Arandos são uma superfood, combatem uma bactéria específica no nosso organismo, além de antioxidantes e manterem a saúde do aparelho urinário em dia. É uma dessas bençãos da natureza.
Enfim, que delícia de colheita!

Um beijão

Dani disse...

PS. E as rosas... Se for mesmo a mosqueta, ela tem propriedades maravilhosas também. Os cosméticos da Weleda têm toda uma linha desta flor, e eu babo. Adoro tudo que se relaciona a rosas...
Olha, quem sabe não dá para fazer uns sabonetinhos ou coisa do gênero? Eu já fico sonhando...
Beijos,

Claudia disse...

Camila,

eu compro ameixas o ano inteiro, mas quando elas dão sopa por aqui eu ataco. Claro que as ameixas sulafricanas ou, sei lá, chilenas, que vão chegar no inverno são melhores do que as norueguesas, mas as ameixas amarelas estão bem doces. Eu já publiquei tanta coisa com ameixas, enfim, sinta-se convidada a colher conosco no ano que vem, traga potes grandes...
Bj.

Gina,

eu aprendi a amar frutas no Brasil onde minha mãe nos acostumou com muita fartura e eu sempre gostei de plantar e de colher. Mas aqui a coisa é o oposto da fartura por conta da natureza fria. Por isso quando eu vejo alguma fartura, mesmo que pouca, eu aproveito. Poucas são as frutas nórdicas que eu realmente amo mas é o que eu tenho e por isso eu curto muito...

Ah, ainda vou fazer uma postagem sobre a cachaça na comida, doces, bolos, sovetes e para fazer extratos e licores. Serve para coisas ótimas e pouco se fala sobre ela, você me lembrou a diversidade de pingas em Minas, uma loucura...
Bj.

Glau,

Aqui ou você vira Marinete ou não vive pois não há quem faça nada. Por isso que eu te falo para valorizar pois o mundo está mudando rápido... aqui é bom, mas bem, não é igual aí...
Bj.


Dani,

Eu também amo ameixas e compro o ano inteiro e eu uso para tudo. Suco, geléia, caldas, bolos e como puras. Minha filha ama e come direto puras. Mas sabe que no fundo eu prefiro outras frutas, mas pelo fato de ter eu aproveito. Já os oxicocos (cranberries) eu gosto secos, açucarados, uma amiga dos EUA sempre me dá de presente quando vem de viagem. Mas arandos são muito ruins, só dá para comer o molho doce com carne, mas faço e como...

A tal rosa tem um perfume de louco, muito bom, uns espinhos assassinos, enormes e a tal cereja tem cara, cor e sabor parecidos com a goiaba, sério... Bj.

C.

Luciana Håland disse...

Cláudia, respondi lá seu comentário.
Menina, ninguém me entendeu, uns acharam que eu tava falando que os brasileiros em geral, incluindo euzinha aqui, somos desonestos; outros entenderam que realmente tem essa sensacão que a qualquer momento vão nos passar a perna, mas acharam que aqui era diferente, o paraíso; outros acharam que eu tava dizendo que os noruegueses são assim desonestos, eita, escrevi ruim pra caramba.
Mas enfim, fiz outro post, pra explicar, mas aí desisti, mas ainda nao deletei, agora já fiz outro explicando para os comentários. Não comparei Brasil com Noruega, mas acredito e vejo que gente desonesta tem em todo canto do mundo, mas sem neuras. Queria umas fotos pra ilustrar o meu post, daqui, que a gente encontra drogados nas ruas, oferecendo drogas, mendigos, o povo que oferece uma flor e a gente acredita que é de graca mas vem pedir dinheiro em pagamento, roubos que tem aqui, noruegueses que roubam nas lojas, bom, enfim, você sabe de tudo isso. Mas tenho medo de fazer as fotos e verem, mas umas boas fotos mostrariam que nada é paraíso.

...
Menina, fico doida com esse festival de frutas que tá rolando por aí na sua casa, aqui só comprando, e nem comprando, porque estão sumindo dos supermercados, pelo menos aqui no meu cantinho, tá ruim de comprar fruta, mas essa semana vi uns melões chegando, prefiro melancia (minha paixão), mas quem nao tem cão, vai de melão mesmo, ah, e as tangerinas.

Camila Hareide disse...

Aqui tem nipe por todos os lados, mas ninguém usa. Outro dia arranquei um no vizinho e provei - não deu pra sentir muito o sabor. Mas um parente do Lars faz vinho de nipe, efica com um sabor de sherry, bem interessante. Minha sogra disse que geléia de nipe era muito comum por aqui, mas hoje já não fazem mais. Acho que o povo virou preguiçoso, dada a oferta de comida pronta e horrorosa nos mercados. Depois posta a receita da gelatina de nipe, essa eu consigo com a vizinhança!

Claudia disse...

Lu,

somos todos feitos da mesma matéria, sem dúvida, mas a cultura tem um papel super importante que faz a diferença. Eu sou muito orgulhosa da minha cultura (como se ainda não tivesse dado para perceber!) mas sei me divertir com tudo e com todos.

Aqui a gente faz o que pode com as frutas que tem. Não que eu seja louca por groselhas, arandos ou ameixinhas, muito pelo contrário, mas me divirto com o que tenho. Eu sou bem eclética. E economizo bastante...

Bj,

C.

Claudia disse...

Camila,

Vou tentar convencer o super colhedor, Per, a ir colher nipe hoje. Ele está com preguiça hoje e ontem eu fugi... Nipe é chato de colher pois os espinhos da roseira machucam mesmo e tem que usar luvas e depois tem que limpar por dentro a cerejinha que tem pêlos. A geléia eu compro e sempre de uma amiga do Per que tem uma fábrica em Larvik, lá no sul, tem um jeitão de goiaba vermelha, sem o perfume...

C.

Cláudia M. disse...

Que fotos lindas, Cláudia.
Este ano tb comi ameixas maravilhosas, super doces e suculentas.
E obrigada pelos seus ensinamentos, aqui aprende-se muita coisa, mesmo!!

bjs

Isabel disse...

Que dia lindo, Cláudia!
Armazena a memória destes dias de sol para resistir (e vencer) o inverno.
Tanta fruta boa. Adoro toda a variedade de ameixas. Também comi muito este verão dessas que você tem no seu quintal. São uma delícia.
Arandos nunca provei, são uma fruta muito mais típica aí do Norte. Aqui é raro aparecerem.
Vou passar por aqui para ver as coisas maravilhosas que você vai fazer com elas.
Já agora, qual a marca de cachaça que você considera melhor?
Bjs

Claudia disse...

Claudia,

Te mandei um email...
Bj.

Isabel,

Mulher, tem tantos tipos de cachaça que não dá para dizer qual é melhor. No Brasil são milhares de tipos, desde caseiras até pequenas indústrias e, em geral, a gente compra depois de provar, tipo vinho em vinhedos. Você vai numa loja, num sítio ou fazenda, e eles te dão uma prova e você compra ou não. Mas entre as comerciais, da grande indústria, a Ypióca do Ceará é a minha favorita e eu tenho usado para várias coisas diferente na cozinha. Bj.

C.

Tatiana disse...

Coisa mais linda essas frutas! Que benção essa abundância!
Fui criada em chácara, cercada por frutas e legumes de toda sorte! Hoje moro em apartamento e só me restam os hortifrutis.

Bom domingo!

Tathy disse...

Ameiiii o seu blog. Consigo até sentir o cheiro das frutas. Virei aqui sempre que precisar fazer uma receitinha delícia.

Bjsssssss

maria fernanda disse...

Oi Clau q dia maravilhoso! E q frutas lindas. Gostaria q vc me dissesse como faz o licorBjs Fe Saudades

Alex disse...

Minha mulher me chamou para ver as imagens da Noruega porque sabe que admiro os países escandivavos, e levei uma susto quando soube que o blog é feito por uma brasileira que vive na Noruega, carioca e que se chama Cláudia. Minha mãe tem uma amiga que se casou com um norueguês, mas pela sua formação vc não é a Cláudia que conheço. Mesmo assim não é uma grande coincidência duas pessoas o mesmo nome, mesma naturalidade, com histórias tão parecidas, vivendo num país tão distante ?

Alcina disse...

Que lindo este post, fiquei a babar com tanta fotografia linda de ameixinhas e arandos, sabe que eu pensava que mirtilhos e arandos eram a mesma coisa!!pensava que se tratava de tradução!! enfim sempre a aprender :-)
As minhas ameixas lá da quinta já acabarm :-) e sabe que o meu menino adora ameixa, penso que a seguir ás bananas são as ameixas a perdição dele :-)
bjinhos

Moira disse...

Cláudia,
Quanta frutinha boa, já estou a imaginar a produção de compotas.
Curiosamente e apesar de saber que a geleia de arando é para acompanhar carne eu gosto dela nas torradas por ser pouco doce, também a uso nos folhados com queijo :) Aqui só tenho acesso à que se vende na loja sueca do costume.
Beijos
Moira

Sabrina Mix disse...

Ai, Claudia!

Essas ameixas amarelas têm o sabor da minha infância. Nunca encontrei pra comprar. Snif, snif...

Beijos e sucesso!!!

ATENÇÃO, MEU BLOG É: http://www.sabrinamix.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...