domingo, 14 de junho de 2009

O cuscuz e a despedida



Como escrevi antes, o cuscuz de ontem foi minha contribuição para a quadrilha gastrônomica da Ana do blog Eu Mulher. Quando eu li sobre a quadrilha na mesma hora pensei no cuscuz que é um doce que eu amo e que no Rio de Janeiro virou doce de praia. Daqueles que se come no final de tarde, depois de longas horas 'lontrando' ao sol.
O doce foi planejado para o sábado, dia de Santo Antônio, aquele simpático italiano padroeiro de pelo menos metade das cidades no sertão cearense. Em 2007, quando eu fiz trabalho de campo para minha tese no sertão do Estado do Ceará, fiquei impressionada com a quantidade de devotos de Santo Antônio no Ceará. As festas para Santo Antonio eram muitas, em todas as cidades. Em Quixeramobim, por onde pousamos, é a festa mais importante da cidade.



O cuscuz de Santo Antônio acabou servido numa festa relâmpago da nossa pequena comunidade lusófona. A festa era uma despedida para três membros da comunidade. Três moçambicanos encerraram seu estudos na NTNU e ainda essa semana voltam para Maputo, deixando nossa comunidade de expatriados de língua portuguesa menor e mais triste. A festa foi na casa de um casal de amigos portugueses, o apaixonado casal da foto, que adoram uma celebração. Apesar de portuguesa minha amiga nasceu em Moçambique e mantém ativos os vínculos entre as duas nações. No cardápio um arroz de mariscos maravilhoso produzido pelas mãos hábeis de outro português. O arroz estava tão bom, mas tão bom que não pude resistir e trouxe uma sobrinha para casa.



A colagem mostra alguns momentos da nossa festa de ontem, mas as fotos nã ficaram boas. Apesar de ter feito muitas imagens foi difícil editar pois as fotos não ficaram boas. Havia muito sol, as cortinas foram fechadas para dar uma aliviada na luz, mas o auto-focus da câmera simplesmente não conseguiu trabalhar rápido o suficiente naquele cenário de movimento intenso. O resultado é pobre mas feliz. Tive que publicá-las mesmo assim. Nem a foto do cuscuz com calda conseguiu escapar.



Mas a estrela da festa foi este panelão de mariscada, caldeirada de frutos do mar, arroz de marisco, muitos são os nomes deste prato. Sem dúvida este é um dos meus pratos favoritos. Eu simplesmente amo de paixão arroz com frutos de mar. Tudo estava tão saboroso, perfeito, e feito com o maior carinho por um dos mais antigos membros da nossa comunidade lusófona, este ultra simpático português da região do Douro que vive na Noruega há 15 anos.



E claro, a minha sobremesa não foi a única. Além do cuscuz de tapioca com côco minha amiga, e anfitriã da noite, ainda fez um doce que eles chamam de "baba de camelo", uma espécie de mousse de doce de leite com especiarias diferente das mousses de doce de leite que se encontra pela aí mas que fica uma delícia. Depois de derretido a mousse ainda serviu de calda para o cuscuz.



O cuscuz eu servi com uma calda de caramelo bem fina, bem amarelinha, exatamente do jeito que eu gosto.



Na foto, com a anfitriã da festa, os nossos três amigos moçambicanos que voltam para casa mas que vão deixar saudades na nossa pequena comunidade de língua portuguesa.

13 comentários:

Nana disse...

Clau, esses encontros tem um valor danado na nossa vida!
Adorei saber quando você se divertiu e me deu fome de ver essas comidinhas.
Bjsssss e uma ótima semana para ti.

Mari disse...

Claudinha querida, esses momentos são preciosos demais, né? É o que levamos de bom da vida, é a nossa bagagem mais leve e gostosa de se carregar... =D
As comidinhas estão todas fabulosas... quantas delícias foram servidas!
Bjo grande,

Mari

Alcina disse...

Claudia isso é o que por aqui se chama uma bela patuscada :-) adoro esse tipo de convivio, com muita comidinha boa e boa companhia.
Ah e também adoro arroz de marisco, aliás é um dos meus pratos favoritos.Esse está com um aspecto excelente :-)

Sarinha disse...

Claudia, que delicia de festa!!! As comidinhas então!hummmmmmmm
Bjos

Gina disse...

Cláudia, que coisa boa reunir os amigos, ainda que seja uma despedida, mas marcar presença, jogar conversa fora, compartilhar momentos... e comer umas comidinhas típicas.
Bjs.

Magia na Cozinha disse...

Mesmo as fotos não tendo ficado como vc esperava, deu para registrar a alegria do encontro de vcs.
Pequenos momentos um dia se tornam grandes lembranças.
Bjs :)

Carol disse...

Essa mega encontro foi muito bem guarnecido pelas comilanças heim!!! Beijos

Canela disse...

Esse teu doce tem ar de delícia,mas estes momentos de convívio bom são os que perduram nas nossas memorias.
Gostei de ver a festa,as comidas e as pessoas!
Bj

Eu Mulher disse...

Querida, esses momentos são maravilhosos! Ainda bem que você fotografou e postou para vermos a felicidade de todos.

A foto do cuscuz ficou arrasadora de tão apetitosa! Uau!!


Beijão e obrigada por sua maravilhosa participação.


Beijos

Isabel disse...

Cláudia, que bom que você tem aí uma comunidade de língua portuguesa na Noruega. Esses encontros são maravilhosos. Fiquei com vontade de comer baba de camelo, há tanto tempo que não como!
Mas não posso deixar de fazer uma correção:
Santo António, não é italiano é português!!!!! Nasceu em Lisboa e apesar de ter vivido a maior parte da sua vida adulta em Itália, isso não lhe retira a nacionalidade!
Ai, ai, a querer retirar a nacionalidade ao nosso santo padroeiro!
Bjs

gasparzinha disse...

Clau, que energia boa - só gente bonita, de alegria!

Apesar da despedida, estes momentos de partilha à mesa são das maiores riquezas que a vida tem.
Foi uma refeição bem portuguesa, com o toque da sua sobremesa para dar o gosto do samba.

Beijos. :)

maria fernanda disse...

Claudinha q festa gostosa ! Q maravilha compartilhar c esses amigos. MMo q a saudade venha dps... Bjinhos saudosos Fer

Moira disse...

Esse deve ter sido um jantar maravilhoso, em muito boa companhia.
Sabes que o meu marido nasceu em Moçambique?
Bjs
Moira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...