domingo, 8 de novembro de 2009

Pudim de tapioca com leite de coco, amburana e uma compota de maças...



Eu andava com o estômago meio sensível e fui fazer meu remédio favorito para aliviar estômagos sensíveis: um mingau de tapioca com amburana. Sou meio viciada em mingau com amburanas já que essas maravilhosas sementinhas são uma maravilha para o estômago. Em geral eu não uso nada além de leite e um pouquinho de açúcar. Quando quero servir como sobremesa eu adiciono leite de coco. Desta vez usei um leite de coco integral e ficou muito bom. Tenho usado leite de coco de baixa calorias em quase todas as receitas mas o leite de coco normal é bem melhor. Um milhão de anos mais perfumado e saboroso.



Eu comi o primeiro prato ainda quente e bem líquido, da panela para o prato, com canela em pó, o par perfeito para dar uma revigorada no meu estômago. O resto eu dividi em potinhos e levei para gelar. O amido da tapioca endurece e forma um pudim macio maravilhoso. Com os potinhos na geladeira há mais de 24 horas eu ainda não sabia o que fazer o pudim para acompanhar o ultra suave pudim. Até que saracutiando pela aí eu vi essas maçazinhas aqui e enlouqueci e preparei minha versão pensando numa compota de maças que eu comia na casa da minha avó materna.




Pudim de tapioca, leite de coco e semente de amburana de cheiro


1 litro de leite desnatado
500 ml de leite de coco
1/2 copo de 250 ml de açúcar (use a quantidade que preferir)
12 sementes de amburana de cheiro
1/2 copo de 250ml de pérolas de tapioca

Como:

Numa panela grande de fundo grosso coloque o leite, leite de coco, açúcar, tapioca e as sementes de amburana de cheiro e cozinhe em fogo médio mexendo o tempo todo para evitar que grude no fundo da panela. Quando ferver reduza o fogo e deixe cozinhar até que as pérolas fiquem transparentes e macias, de 15 a 20 minutos. Com uma escumadeira retire as sementes de amburana e descarte-as. Distribua o creme em potinhos deixe esfriar e leve para gelar. Se, como eu, você preferir sirva quente, ou morno, com canela em pó ou compota de maças salpica de paçoca de amêndoas.

Rende 6 porções


Compotinha de maças
Inspirada nessa compotinha aqui

6 maças descascadas e picadas em pedaços bem pequenos
1 xícara de açúcar (use mais ou menos se preferir)
1 colher de sopa de suco de limão
1 xícara de água
1 pau de canela
1 a 2 colheres de chá de canela em pó

Como:

Coloque o açúcar num pote e vá adicionando as maças ao açúcar enquando pica e mexendo para não escurecerem. Quando todas as maças estiverem picadas adicione o suco de limão e mexa com uma colher para distribuir o suco pelo açúcar e frutas. Coloque a mistura de maças, açúcar e limão numa panela de fundo grosso, adicione a água e as canelas e deixe ferver em fogo médio. Quando ferver reduza o fogo e deixe cozinhar por cerca de 20 minutos ou até que as maças estejam bem transparentes e a calda esteja levemente reduzida e tenha engrossado. Retire do fogo, transfira para um pote de vidro de deixe esfriar. Quando estiver fria coloque uma colherada generosa da compota sobre os potinhos de pudim e salpique com paçoquinha de amêndoas picadas.



Obs. Se preferir use raspas de uma fava de baunilha no lugar das sementes de amburana, mas a baunilha não tem o mesmo poder revigorante para o estômago que a amburana.

16 comentários:

milu disse...

Migucha!Tudo parece uma delicia, mas oh que eh amburana? Nunca escutei essa palavra....me explica que to roxa de curiosidade!!!

Claudia disse...

Milu, tem um link na palavra amburana na lista de ingredientes do pudim que leva para uma postagem que tem tudo sobre amburanas!

Obrigada pela visita,

C.

Flavia Pantoja disse...

Menina, voce está numa fase "brasil" total!!! Só precisa um pouquinho desse calorzinho aqui do Rio... bjs e boa semana!

Claudia disse...

Flávia,

Eu sou puro Brasil, 365 dias por ano! (risos!)

C.

Glau disse...

Clau, vc come mingau quando não está mto bem do estômago.. fiquei pensando no que eu como quando não estou legal.. juro que não tenho nada definido.. se tivesse que escolher neste exato momento, seria uma banana (apesar de todo mundo dizer que é pesado.

Vi amburana pra vender em Cocalzinho de Goiás..naqueles mercadinhos com cara de faroeste. No começo estes mercadinhos me deprimiam, mas agora me divirto com eles.. tem cada coisa doida..umas cafonalhas ótimas.

bjo queridona

Mari disse...

Claudia querida, estou louca para experimentar as amburanas!! Vou pedir ao Marcelo para me levar até o Mercado da Lapa só para isso, já que no Municipal e no Ceasa nunca as vi... risos. Ele vai ficar doido, mas é super bonzinho e acaba cedendo!Adorei teu mingauzinho... hummmmmmmmmmmmmmmmmmmm... mais confort food, impossivel.. amo!
Bjo enorme,

Mari

cacahuete disse...

Que sobremesa deliciosa.

Bjs

Sarinha disse...

Claudia, conheço a árvore e as sementes da amburana, mas nunca comi.
Sei que tem poderes medicinais...minha vó fazia uns remedinhos com elas!

Deve ser mto boa...essa combinação ai hein!? Divina!

Bjos

Odete disse...

Claudia, pois eh estou de volta depois de uma viagem bem atrapalhada. Na minha lista de coisas a trazer estava as tao desejadas amburanas (que conheci aqui no seu blog), mas de tao atrapalhada esqueci por completo...ficou pra proxima.
Adorei o mingalzinho reconfortante, adoro tapioca. Mas meu mingalconsertaestomago eh de fuba amarelo com leite e canela...bem ralinho...cada uma neh!

Beijos e uma linda semana

Beth/Lilás disse...

Claudia,
Eu não sabia da história toda da tal amburana e fiquei fascinada, mesmo porque tenho os móveis de cozinha da minha casa de Petrópolis em Angelim que é uma madeira linda e amarelada e não sabia que era o mesmo que a Amburana.

Você é incrível com esta ligação que tem daí tão longe com nosso Brasil, até muito mais que nós que estamos aqui dentro e não sabemos de coisas como essa.

Só não faço as receitas, pois não curto mais cozinhar nem fazer doces, principalmente depois que engordei 10 kg na menopausa. Fujo da cozinha, mas encontro-os nas ruas e quando vejo coisas assim tão boas e bem feitas, como mesmo, sem dó nem piedade.
Adorei saber da amburana.
bjs cariocas super quentes

prosasdeoutono disse...

Olá Claudia,

Como é que vivendo tão longe, consegues ter isso tudo à mão??

Beijos
Alex

Tatiana disse...

Claudia eu não conheço amburana, mas só de ter tapioca na receita eu já gostei. Tudo que vai tapioca eu amo!!! Adoro a leveza, a textura, tudo...
Lindo!!!

thecookieshop disse...

Pudim com compotinha de maçã, totalmente comida-conforto! Ó, eu passei aqui também pra te deixar esse tutorial de biscoitos de Hello Kitty sem cortador: http://clumbsycookie.blogspot.com/2008/11/hello-kittyed-out.html

bj
Paula

Isabel disse...

Toda a gente anda a fazer compota de maçã e a encher-me de desejo de comer muuuuuita compota de maçã. Tenho que fazer também :)
Esse mingauzinho também faria maravilhas para o meu estômago velho e cansado (risos)
Bjs

Elisabete disse...

Adorei seu post sobre esse mingau maravilhoso. vou falar dessas sementes pro meu marido, ele vem sofrendo bastante com o estômago ultimamente (dps de ter parado de fumar)e como vamos ao Brasil em janeiro, quem sabe achamos essas sementes. Eu amo mingau de tudo e mais alguma coisa.
Sua sobremesa ficou 10.
Beijos

Carol disse...

Clau, não tenho nada contra a Ana Maria Brega, ops, Braga, ela é uma excelento profissional, e guerreira por tudo que passou. Mas como apresentadora não gosto dela, acho ela sem graça,´na minha opinião. Adoro suas receitas mas sou da mesma opinião que a Nana, quando ela era da outra emissora era bem melhor o programa, coisas de Laurinha!!! Amburanas, conheci aqui mas nunca achei, e adorei saber que fazem bem ao estomago (sou a rainha dos enjoos). Adoro mingaus. Beijão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...