domingo, 29 de novembro de 2009

Mini tortinhas de doce de leite (sem massa) com romãs



Estes dias que passaram foram tão cheios e os que virão serão ainda mais cheios. Eu cheia de coisas para fazer mas sem me conformar com o fato do ano ter passado tão rápido. Preciso simplesmente relaxare aceitar vê-lo acabar sem ter feito tudo o que desejaria. No meio da correria, totalmente a mercê das crianças, eu fiz um docinho para me agradar, uma torta de doce de leite. Mas fiz uma torta do meu jeito, uma torta sem massa já que não é segredo para ninguém que eu adoro sobremesas cremosas e densas. No fim todo mundo amou. Servi com romãs pois comprei umas maravilhosas, doce, suculentas, tudo de bom.



Eu gosto de abrir as romãs sem arrebentar nenhum gominho e não perder nada do suco. E para descascar as romãs sem arrebentar basta cortar a coroinha, depois cortar uma cruz bem superficial que corte a pele apenas e então basta ir puxando a pele a partir das partes cortadas. Quando a casca tiver saído é só ir retirando os gomos com as mãos, ou sacodir. Assim é bem melhor do que cortar a fruta ao meio e sacodir as partes para os gominhos cairem. Além de que cortando ao meio arrebenta de cara um monte de gominhos e perde-se muito do suco.



Eu acho as sementes das romãs a coisa mais linda, todas juntinhas, apertadinhas, presas umas as outras. O amor que eu tenho por romãs é de família, foi herdado da família do meu pai. Minha avó e minha tia, a irmão do meu pai, acreditam que romãs podem curar tudo. Romãs são mesmo uma espécie de remédio e serve para aliviar muitas doenças, principalmente infecção na garganta. Sempre que eu vejo romãs, que compro romãs eu me lembro da minha tia, irmã do meu pai, que sempre tem romãs em casa e sempre serve romãs, seguindo o exemplo da sua mãe, minha avó. Romãs também me lembram a Grécia, a ilha de Patmos em especial, onde eu fiquei hospedada numa casa e a minha janela dava para uma imensa árvore de romã carregadinha durante os dias em que eu lá estive.



Tortinhas individuais de doce de leite sem massa

250 gramas de queijo cremoso em temperatura ambiente
300 gramas de doce de leite pastoso
2 colheres de sopa de mel
3 ovos
1 colher de chá de extrato puro de baunilha

Como:

Pré-aqueça o forno a 180C. Num pote coloque o queijo, o doce, o mel, os ovos e a baunilha e bata até formar um creme bem homogêneo e não muito grosso. Divida o creme em cinco potes refratários individuais untados com manteiga. Asse por 20 ou 25 minutos. Ao retirar do forno o centro da torta ainda vai estar molinho, mas as bordas mais duras. Deixe esfriar totalmente antes de colocar na geladeira. Deve ser servida gelada com gomos de romã ou outra fruta da sua preferência.

Obs.

Se assar demais a torta vai perder a consistência cremosa e vai ficar quebradiça. Além disso, depois de muito tempo a torta vai começar a crescer e pode quebrar, como acontece com tortas de queijo em geral, ficando cheia de rachaduras.

Se o seu doce de leite for grosso demais misture um pouco de leite para deixa-lo mais pastoso.




Essas tortinhas não duraram nada. As crianças adoraram e devoraram... É que elas não gostam muito da massa de biscoito das tortinha de queijo e assim, sem massa, fez o maior sucesso.

17 comentários:

Gina disse...

Cláudia, acho as romãs belíssimas, até encontro graúdas, mas suculentas já é uma outra conversa... Apesar de serem realmente saudáveis, nunca foram corriqueiras em nossa família.
Se você tem acesso a elas desse jeito, tem mais é que aproveitar mesmo.
Bjs.

Beth/Lilás disse...

Menina, que coisa mais linda e deliciosa!

Fiquei com água na boca aqui e tô esperando o pé de romã que plantei este ano começar a dar que já sei onde tem a receita das boas.

Muito legal!

bjs cariocas

Tânia disse...

Cláudia...nas fotos, as sementes parecem jóias, lindas!
Como a Gina, aqui não temos muito hábito de consumi-las, talvez porque ainda não tenha encontrado romãs doces...
O hábito maior é usar a casca em forma de chá (gargarejos)para nos males da garganta - receita de avó que é comprovadamente ótima:D.
Bjs

Dani disse...

Que desbunde, Claudia! Que combinação linda! Amo doce de leite, amo romãs e o seu suco, são mesmo o que chamam de superfood, um poderoso antioxidante.
Esta entrou para o imaginário e da lista do "a fazer", embora não tenha visto rastro de romã por estas bandas... Ainda não estou 100%, a cozinha anda às moscas.
Beijocas,

Glau disse...

Clau, nunca tinha visto uma romã com sementes tão vermelhas... as que tive contato são infinitamente mais pálidas... adoro romã e adoro doce de leite (considero um irmão do chocolate)

um beijo querida e boa semana
glau

Verena disse...

Claudia, fiquei aqui sonhando com essas tortinhas...imagine se eu tivesse estado na ilha grega com vista para a árvore de romãs...meu Deus como a vida pode ser bela! Parabéns, o jeito que você descreve a sua vontade de comer a sobremesa me deixa totalmente rendida e louca para experimentar!
Na minha família também se usa romãs para dor de garganta, secamos as casquinhas no forno ou sol, trituramos e misturamos ao mel para tomar. E suco de romã? Já tomou? Heavenly...!
Beijos e ótima semana!

Tatiana disse...

Um poesia das mais lindas!!! As româs parecem pequenos rubis!
Encantadoras!!!
Bjs

Mariza Matheus disse...

Que maravilha é essa?

Qual a época de Romã?

Abraço

Mariza

Magia na Cozinha disse...

Eu tb gosto muito de romãs, mas só vim a conhecer aqui nos EUA.
Elas são bem vermelhas e suculentas normalmente, mas meio caras.
Dá pena de ver, pois ninguém compra e vai tudo para o lixo.
A sobremesa ficou ótima! Eu já fiz o seu cheesecake de doce de leite e gostei, mas aquele com a massa.
Bjs :)

Julia @ Mélanger disse...

Just delightful. I love pomegranate!

Julia @ Mélanger disse...

Just delightful. I love pomegranates!

cacahuete disse...

Oi Claudia,

Adorei esta sobremesa, super bonita. E pena onde eu moro nao conseguir arranjar romas, mas vou fazer esta sobremesa na mesma, mas vou utilizar outro tipo de fruta.

Voce so se esqueceu foi de referir qual e a quantidade de baunilha.

Obrigada. Beijinhos

Claudia disse...

Obrigada pelos comentários, a vida esta semana está uma loucura e não pude parar e responder a todas.

Cacahuete, obrigada pela leitura atenciosa, depois que você mencionou eu adicionei a baunilha e agora a receita está correta.

Beijos,

C.

Camila Hareide disse...

Fiz, amamos e comemos tudo de uma vez... Mas comprei um queijo de 200 g, acabei usando menos do que pedia a receita, e no fim ficou quase um pudim! Sem romã, mas não se pode ter tudo na vida!

Um beijo pra você e publique mais coisas natalinas, por favor!!!! Já esgotei teus arquivos, rsrsrs!!!

Alcina disse...

Eu também adoro romãs e adoro passar um tempão escolhendo os baguinhos e comendo, mas cá em casa sou a unica, ninguem tem nem paciencia nem gosto pelos ditos baguinhos :-)
As tortinhas tem um ar delicioso, não admira que voassem :-)
bjs

"Amehlia Digital !" disse...

Clau!!
Que lindas essas tortinhas, viu?!
Nunca imaginei comer dessa forma...vc sempre com novidades para nos ensinar, né?!:D
Vou ficar sentinha aqui na sua cozinha para apreciar todos os quitutes...qdo vc voltar...faz um cafezin prá mode nóis prosiá, tá?!
Um bejim!!

Glau disse...

Minha nega, já ia te mandar um email pra perguntar do seu sumiço!
Clauzinha, este final de ano está uma loucura, né? Por aqui tbém mto corrido! ontem e hj que consegui respirar melhor

Clau, adorei seus recados.. a árvore tem minha cara mesmo, né? assim que terminei de fazer pensei a mesma coisa! E seu comentário da autora do livro foi ótimo...

Olha só, estarei em SP dia 11-Fev.. vai coincidir com sua passagem por lá? bjao minha querida

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...