segunda-feira, 23 de março de 2009

Considerações sobre o branco e bolas de neve



Adoro branco, tudo branco. Paredes pintadas de branco, móveis brancos, piso branco, louça branca, lençóis brancos, toalhas de banho e de mesa brancas, cortinas brancas e roupas brancas em geral. Claro, não gosto de sapatos brancos, mas amava um par de havaianas brancas que eu tive, sem bandeirinha, sem nada, branco total. Cariocas mais tradicionais, acho que cariocas em geral, amam roupas brancas. Uma coisa clássica regional, para além da figura do malandro num terno de linho branco. Eu, como boa carioca, amo roupas brancas. Não há ano novo que chegue e não me encontre de roupas brancas, muito natural considerando a profunda influencia macumbeira, ops umbandista, na minha formação pessoal.



Como não podia deixar de ser, eu adoro chocolate branco. Gosto de todos os tipos de chocolates e o branco não fica de fora, ainda que chocolate branco não seja chocolate de fato já que são feitos com manteiga de cacau ( além dos demais componentes habituais, i.e. leite em pó, açúcar, leticina de soja, baunilha etc...). Ontem era nosso dia de bodas, acordei e fui direto picar e derreter 200 das 400 gramas de chocolate branco suiço separadas para uma mousse de chocolate branco. Queria muito comer uma mousse de chocolate branco, com caldinha de maracujá, mas ela zicou e zicou bonita, talhou por completo, minha mousse de chocolate branco virou manteiga. Eu sempre tomo o maior cuidado para não esquentar demais, mexo com cuidado mas ou o chocolate era muito ruim, mas era suiço! Agora preciso pegar as 200 gramas restantes para investigar!



No dia das nossas bodas a mousse (uma receita de todo dia, sem mistério) zicar deve ser sinal de alguma coisa, não é mesmo? Mas não para mim que não ando atrás e não me interesso por sinais. E, sinceramente, não vejo sinal em nada. Se era sinal era de neve, muita neve. Sim, 'só para contrariar', para me contrariar, nevou o domingo inteiro e hoje, segundona, ainda nevava até alguns minutos atrás.


Eu espero em breve parar de falar de neve, ignora-la totalmente, mas é que aqui nestas playas ela é dominante por tempo demais e fica difícil ignorar o ambiente branco ao meu redor. E o pior é que a presença da neve está influenciando significativamente meu mundo branco pessoal e eu já considero pintar as paredes do meu quarto de dormir de uma cor mais intensa (tipo lilás ou vinho, ui, o Per que me segure) e assim alterar a lógica branca predominante. Já coloquei umas cortinas de veludo grossas vinho e ficaram lindas com o edredon de veludo vinho. Só acreditam vendo? Vou tentar fotografrar qqdd (i.e. qualquer dia desses).

A neve está por aqui desde de novembro e a coisa não desaparece totalmente antes do final de abril. Para combinar com a neve fresca dos últimos dias, um biscoitinho branco, tipo alpino, lindo. Puro açúcar, amendoas e baunilha. Fazia um tempo que as amendoas não apareciam por aqui não é mesmo... Este biscoito tem vários nomes ao redor do mundo, o mais conhecido é Swedish Tea Cakes ou Russian Tea Cakes. A receita que eu descobri aqui os chamam de bolas de neve e eles são as próprias bolas de neve, não?



Bolas de Neve de Amendoas


1/2 xícara (100 gramas) de manteiga com sal em temperatura ambiente
1 xícara (180 gramas) de farinha de trigo
1/4 xícara (40 gramas) de açúcar confeiteiro
1/2 xícara (50 gramas) de farinha de amêndoas
1 colher de chá de extrato natural de baunilha
1/2 colher de canela em pó


Coloque todos os ingredientes num processador e processe até formar uma massa macia e homogênea. Se preferir bata a mão ou com uma batedeira. Faça uma bola com a massa, passe filme e leve à geladeira por 30 minutos. Aqueça o forno a 180C. Com uma colher de chá retire pedaços da massa e faça bolinhas não muito pequenas, tipo brigadeiros. Coloque num tabuleiro forrado com papel manteiga e asse por 15 minutos sem deixar escurecer. Asse até os biscoitos ficarem resistentes ao toque e apenas levemente dourados em baixo. Como conferir? Retire do forno, pegue um biscoito com a mão, com cuidado para não se queimar, e veja se dá para pegar sem amassar e se o fundo está apenas douradinho.

Retire do forno e passe no açúcar de confeiteiro ainda morno, com cuidado para não melar e reserve. Depois de frio passe os biscoitos novamente sobre o açúcar e sirva.
Com a segunda camada de açúcar a cobertura vai ficar mais homogênea formando a bola branca que dá o nome ao biscoito.

Rende 28 a 30 biscoitos

14 comentários:

Moira disse...

olá Cláudia,
Não sei o que gostei mais, se dos biscoitos se das fotos que estão lindas, principalmente a das frutinhas e a do ribeiro.
Também sou fã do branco, mas é mais nas coisas da casa, adoro pratos brancos, mas quando chega a altura de vestir gosto de preto sempre combinado com outra cor para não parecer viúvinha. Quando era mais nova a minha mãe zangava-se comigo por causa da minha mania de vestir preto.
Bjs e parabéns por suas bodas
Moira

Patanisca disse...

Olá. Não conhecia este blog. Encontrei-o hoje por acaso e adorei!!! Muitos parabéns.

Patanisca disse...

Olá. Não conhecia este blog. Encontrei-o hoje por acaso e adorei!!! Muitos parabéns.

Heloísa disse...

Claudia,
A composição das 4 fotos está linda. O casal que está se beijando é o que estava comemorando as bodas?
Parabéns!
beijos

Nana disse...

Querida, parabéns!!!
Que lindo vocês dois na foto, agora sobre o chocolate suiço hehe nem tudo é perfeito.
bjs

Edilia disse...

Este doce me parece uma delícia, e rende bastante, já anotei a receita.
Edilia.

Simone Izumi disse...

Como diria a minha baby:
UOOOOWWWW.........Ela está na fase uow de vida...e eu acho isso lindo.rs....
C., post perfeito e inspirador...que fotos embasbacantes, que bolinhas maravilhosas!! Viva o branco!!!
O meu irmao mora em estocolmo, claudia! pertinho de vc!!!rs
Depois entre no http://flowkick.com , assista o clipe do gelo...ficou bem legal!!
bjao

mesa para 4 disse...

Bem eu adoro branco mas só na natureza hehe...não tenho uma única parede branca em casa, tirando a da rua, claro :-) e nunca visto branco...mas é sem dúvida uma cor linda mesmo, principalmente nessas bolinhas maravilhosas, pena que vç não deu uma trinca nelas, fica tipo marzipan por dentro ?

Isabel disse...

Que post bonito, Cláudia. Adorei tudo. A composição das 4 fotos está linda. Que casal lindo vocês fazem. Parabéns pelas bodas!
Eu também adoro branco, na decoração da casa, na roupa, e nessas bolas de neve maravilhosas.
Acho que vou tentar fazer. São tão bonitinhas.
Bjs

Glau disse...

Lindona, adorei o post, as fotos
tbém curto branco.. até tento colocar umas corzinhas, mas depois acho brega, me cansa!

parabéns pelas bodas
bjao querida

Mari Azevedo disse...

Clau querida, parabéns pelas suas bodas... que você e o Per (estão lindos na foto... amoooo fotos de beijo.. rs) sejam eternamente felizes e realizados!!!
Essas bolinhas de neve estão com um aspecto fabuloso... imagino o quão deliciosas não são!!
Sabe que eu também adoro branco? Minha casa era toda branquinha... até o sofá era branco!! Até que o Marcelo chegou, e botou cores em tudo.. risos... ficou bonito também, mas que eu adoro branco... ahhh, adoro, e muito!!
Bjo grande querida, saudade!

Mari

Cláudia M. disse...

Cláudinha,

como sempre, passar por aqui deixa a nossa alma branquinha também.

Tudo lindo! O texto, as fotos, as bolinhas brancas... que tentação!!

Depois de tanto branco aí na sua paisagem, imagino a sua emoção ao ver aquela praia em Goa...

Beijos

Margarida disse...

Adorei encontrar esta receita ! Obrigado por partilhar.

Sam disse...

Olá! Descobri esse blog e exatamente esse post por acaso e realmente adorei essa receita! Eu jamais havia feito nada na cozinha e queria fazer algo gostoso, não muito comum, e como minha primeira experiência na cozinha fiz esses Sweedish Tea Cakes hahaha. E como primeira experiência não poderia ter saído melhor (acho). Ficaram uma delícia! Também acho que com uma receita tão detalhada não tinha como não sair hahaha. Muito obrigado por partilhar =) passarei aqui mais vezes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...