terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Terça feira gorda: cheesecake com calda de goiabas



Para que chorar o que passou? Amanhã o carnaval será parte do passado e minha vida voltará ao normal. A agonia chegará ao fim. Tudo porque eu tenho uma vocação para sofrer se não estou em algum lugar do planeta onde eu possa ver, ouvir, cheirar, comer e sentir o carnaval. Amo o lado voyeur do carnaval, acho que é uma delícia poder assistir as pessoas se divertindo, dançando, caindo na folia. Melhor, claro, é sair atrás de um bloco, qualquer um, gastar as solas das sandálias e cair no corpo-a-corpo da folia. Lavar a alma, suar e renovar as energias.

Mudando de assunto totalmente, ando tentando uma explicação para o fato de não conseguir publicar aqui nenhuma das muitas receitas salgadas que produzo diariamente. O mais curioso é que mesmo cozinhando duas ou três vezes mais pratos salgados eles ainda continuam impublicáveis. Esta semana a coisa poderia ter ficado bonita se eu conseguisse pois foram muitas coisas lindas e gostosas que rolaram na minha cozinha, mas simplesmente não aconteceu. O principal motivo, acho eu, é que não há fotos, os pratos vão direto para a mesa e são devidamente atacados pelo meu faminto time de colaboradores. Outro lance que dificulta é o meu estado de espírito pois quando preparo jantares e almoços para a turba eu costumo estar tão concentrada na comida, no tempo, na espera, na mesa, que não dá para pensar uma luz, um angulo para fotografar. Sem foto eu não me inspiro para escrever e por aí vai, não saí nada.



Já as sobremesas são trabalhos solitários, que produzo em geral sozinha na cozinha, pensando na morte da bezerra. As sobremesas eu fotografo com calma, em geral com péssima luz, mas sem ninguém a espera delas. É uma situação totalmente diferente. As sobremesas em compensação são bem menos diversificadas e mais repetitivas do que os pratos principais já que os cardápios para um crescimento humano saudável precisam ser mais diversificados. Tantas palavras para dizer que, apesar de manter um blog para falar de comida, os melhores pratos que saem da minha cozinha permanecem acessíveis apenas aqueles que frequentam a minha casa. Mil perdões. O que posso dizer é que vou tentar mudar esta realidade.

As sobremesas dão voltas e caem sempre no mesmo lugar. E para demonstrar a minha falta de criatividade, mais uma torta de queijo (cheese cake) mas desta vez com calda de goiaba e pedaços de goiaba. A receita é a mesma de sempre mas ficou um pouco mais salgada do que a normal pois o queijo que eu usei desta vez era mais salgado do que os queijos que eu usava antes. Usei um queijo cremoso com baixo teor de gordura (light) de uma marca gigante mundial (Kraft) que é mais salgado do que a marca concorrente norueguesa. Não costumo usar esta marca (Philadelfia) mas comprei pois estava super barata. Nunca mais faço economia porca pois não gosto da marca e não gostei do resultado com o queijo salgado deles.



Cheesecake com calda de goiaba

(Receita do Tim, amigo de um amigo...)

Massa:
100 a 120 gramas de biscoitos levemente adocicados da sua preferência (usei as sobras desse biscoito cuja última forma ficou tempo demais no forno e acabaram ficando duros e morenos demais)
3 colheres de sopa de manteiga derretida
1 pitada de canela em pó

Misturar biscoito com a manteiga derretida até incorporar bem e formar uma massa esfarelada. Pressionar a massa no fundo de uma forma refratária, ou de torta, untada e forrada com papel manteiga também untado.

Obs. Se desejar uma massa com lateral basta aumentar a quantidade de biscoitos e manteiga.

Recheio:
800 gramas (4 pacotes de 200 gramas) de queijo cremoso ou ricota
1/2 xícara de açúcar
1 colher de chá de extrato natural de baunilha
2 colheres de sopa de mel
4 ovos

Bater queijo e açúcar até ficar homogêneo. Adicione o mel e a baunilha e bata um pouco mais. Por fim adicione os ovos, um de cada vez, batendo até incorporar bem os ovos à massa.

Transferir a massa para a forma preparada com a massa de biscoito e assar em forno pre-aquecido 180C por 40 minutos. O 'meinho' da torta estará um pouco mole mas vai endurecer quando esfriar.

Deixe esfriar e leve à geladeira. Servir gelada com calda de goiabas ou outra calda de frutas de sua preferência.


(Uma garotinha que não gosta de caldas gosta de comer cheese cakes assim)

Obs. Usei uma forma retangular pois eu gosto de cortar pedaços quadrados e retangulares e gosto de torta mais fina, por isso uso uma forma um pouco maior. Além disso eu gosto de torta de queijo com massa apenas na base, não gosto de massa lateral, mas isso é questão de gosto. A torta de queijo pode ser assada na forma e com o tipo de massa que você preferir.

Obs 2. Asse a torta sempre em forma forrada com papel manteiga untado pois evita que a massa se queime mais rapidamente e além disso fica mais fácil para desenformar.

10 comentários:

Alcina disse...

Gostei da sua explicação para a falta de salgados aqui no seu espaço :-) É uma coisa sobre a qual já tenho pensado, como conseguem as blogueiras com familia postar sempre coisas tão bonitas e boas, é que cá em casa somos só dois e há sempre comentário sobre as fotografias á mesa hehe. Isso dava um belo desafio, pode ser que alguem se lembre hehe
Quanto ao docinho está lindo e deve ser bem bom :-)
bjinhos

Heloísa disse...

Cláudia,
Que delícia
Adoro cheesecake, principalmente com goiabada. Acho que, quando for experimentar sua receita, vou fazer com ricota. Também fica cremosa?
Amanhã já é quarta-feira. Deixe sua tristeza de lado.
Beijos

Claudia disse...

Alcina,

Fica difícil postar os pratos quando as crianças estão sentadas a mesa esperando, mas bem que eu gostaria de tentar. Fiz umas fotos da feijoada de domingo mas não ficaram boas, mas vou tentando.

Beijos,


Heloísa,

A versão com ricota costuma ficar ótima, se por acaso a massa final ficar muito aguada adicione um pouco mais de açúcar (uma xícara de 240ml inteira) ou uma colher de sopa de maizena no final. Eu fazia muito com ricota no Brasil pois a ricota é mais acessível, em geral sem sal e mais leve.

Beijos,

Claudia

Lucia Campos virtual disse...

Oi Cláudia,
Falando em voyeur...hehehehe, é assim que me sinto ao surfar pelos blogs das "magas da cozinha"! Dá quase para sentir o sabor!
Eu sou péssima cozinheira, mas ótima cliente de gostosuras...vc poderia me ensinar como fazer geléia de uva rosada? Aquela com casca? Vi só de relance num canal de tv, talvez vc possa me ajudar!
Kisses

Magia na Cozinha disse...

Eu adoro Cheesecake e ainda não provei com Calda de Goiabada. Deve ficar maravilhoso!
Achei interessante tb a presença do mel.
Eu só consigo fotografar as comidas salgadas, pq meu marido é muito paciente e não reclama, hehe...
Mas, na maior parte das vezes, o prato fotografado fica para mim, que tem que ser requentado depois de ter sido fotografado 1 trilhão de vezes. Haja paciência!
No fim, acabo recaindo nas mesmas fórmulas, mas não me importo, desde que a foto fique boa.
A maior parte dos meus pratos só ficam bem se fotografados assim que ficam prontos.
Tudo é um processo que a gente vai inventando.
Bjs :)

EU MULHER disse...

Claúdia, lendo seu post senti como se você estivesse conversando comigo, quase ouvi sua voz,rsrs. Sério! Não e mentira não! Achei ótima essa conversa das comidinhas salgadas e da pressa nesse momento.

Eu amo cheese cake, já estou com os ingredientes para fazer.

Mil beijos para você e sua família

Isabel disse...

Eu gostos dos teus doces, são maravilhosos. E para ser sincera fascinam-me mais as sobremesas do que os pratos principais!
Claro que com a família não dá para pensar em deixar tudo bonitinho para por no blog. Eu fiz uns muffins com toda a família em casa e foi a maior confusão! Uns querendo tomar o pequeno-almoço, outros querendo fazer o almoço e eu no meio a tentar tirar fotos bonitinhas dos meus muffins. Foi a a loucura!
Que musiquinha boa, aqui no blog!
Bjs

Nana disse...

Eu sou apaixonada por essa sobremesa.
Sobre a comida salgada, eu também tenho dificuldade de fazer foto legal por que a fome reina em casa, isso que prejudica hehe
Bjss

Lucia Campos virtual disse...

Querida,
Muito obrigada, vou fazer amanhã. Tirando as sementes com a faquinha. Depois te conto o resultado...a cor fica muuuuuuito linda. Adoro!
Kisses

Glau disse...

Clauzinha, sabia que eu tbém tenho o dom de sofrer por querer estar em determinados lugares.. mas o mais louco é que às vezes eu nem gosto tanto do lugar, mas fico imaginando como seria estar lá.. ver as pessoas, o que fazem..

Então, não sei pq mas no fundo eu acho sem graça postagem de comidas salgadas.. só mto mais as doces! e viva as formigas!

bjos, glau

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...