segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Creme de Baunilha com Gelatina de Maracujá, para alegrar meu coracão...



Impressionante como eu tenho usado a comida para me alegrar os meus dias. Eu devia era seguir a recomendação de Chicó(*) e comprar um canário ao invés de ficar pensando em comida o tempo todo. Ontem foi este creme de maracujá, que tem a cor dos canários, que me trouxe o sabor da satisfação.

Preciso reclamar que os maracujás daqui não são iguais ao maracujás do Brasil, claro que não seriam de jeito nenhum (nada neste mundo se compara ao sabor brasileiro, não é mesmo?) Apesar do Brasil ser o maior produtor de maracujá do mundo, de existirem mais de uma centena de tipos de maracujás nativos do Brasil, o maracujá que se acha por aqui vem de outros cantos e é bem ruinzinho. Eles são de casca roxa, ou vermelho bem escuro, por fora e muito clarinhos por dentro. São muito doces, uma delícia para comer puro mas tem um sabor suave demais. É possível maracujá ser suave demais? Sim, é que se você cresceu provando o mais comercial dos maracujás brasileiro ( o maracujá amarelo, azedo e grande) vai estranhar o sabor do maracujá doce, ou amar. Outra praia. Eu não gosto de maracujá assim tão doce, eu gosto mesmo é do maracujá normal que é mais azedo do que adocicado.



Gosto daqueles maracujás grandes, amarelos, levemente esverdeados e de pele lisa. Ouvi dizer por aqui que o maracujá grande e amarelo do Brasil aqui se chama maracujá 'Panamá'. Por que será? Já o maracujá roxo pequenininho, também nativo do Brasil, apesar de doce não rende muito pois é muito pequeno. Mas enfim, é o que tenho e não estou aqui para ficar reclamando não. É apenas um comentário. Se por um lado eles são menos saborosos, os maracujás roxos são lindos. Olha que cor, que contraste, que texturas e a pele estala que é uma beleza, adoro o som da casca de maracujá, uma delícia. Sempre gostei de sentir a pele do maracujá e ouvir o som estalado que faz.



O creme foi uma alternativa para a torta mousse que estava na minha cabeça. Pensei em fazer uma torta mousse de maracujá a semana inteira mas estes maracujás apesar de lindos estavam muito caídos para fazer uma torta, não ia ter gosto de nada. A última vez que eu fiz uma torta mousse de maracujá com maracujá roxinhos ficou com gosto de ovo, pode? Por isso fiz uma gelatina de maracujá (com pouca água) e um creme de baunilha ultra suave no meio para deixar realçar mais o sabor suave deste tipo de maracujá.

Na hora de fazer a gelatina eu usei pouca água e pouco açúcar para não anular o sabor do maracujá pois este maracujá tem um gostinho simbólico, muito suave. Se for usar o maracujá amarelão vai render muito mais pois o sabor forte pede mais água e mais açúcar na gelatina.



Creme de Baunilha com Gelatina de Maracujá

Gelatina de maracujá:
4 maracujás roxos ou dois maracujás brasileiros
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de gelatina em pó sem sabor
8 colheres de sopa de água fria

Como o creme leva duas camadas de gelatina, uma camada embaixo e uma em cima, você precisa dividir as quantidades em dois pois as camadas de gelatina são feitas separadamente.

Para a primeira camada coloque duas colheres de sopa de água fria em um pires e salpique meia colher de chá de gelatina e deixe a gelatina amolecer no pires. Enquanto isto coloque a polpa de dois maracujás pequenos numa panelinha juntamente com duas colheres de sopa de água fria e uma colher de sopa de açúcar e leve ao fogo baixo. Mexa a mistura até que o açúcar derreta e a mistura ferva levemente.

Retire a mistura do fogo e deixe esfriar por um minuto antes de adicionar a gelatina derretida à mistura de maracujá. Leve a panelinha de volta ao fogo baixo e deixe ferver levemente. Mexa para derreter a gelatina e incorpora-la totalmente ao maracujá e quando ferver distribua no fundo de quatro potinhos de vidro refratário ou de porcelana. Deixe esfriar em temperatura ambiente e leve para gelar.

Quando o creme de baunilha estiver gelado e levemente duro prepare a segunda camada de gelatina da mesma forma usando a outra metade dos ingredientes e divida a segunda parte da gelatina de maracujá sobre o creme de baunilha nos potinhos. Leve à geladeira e deixe gelar por pelo menos 30 minutos.

Obs. Eu não retiro as sementes do maracujá pois gosto de come-las e acho que fica mais bonito com elas. Mas se você preferir sem sementes basta coar a polpa antes de levar à panela.



Creme de Baunilha:

400 ml de creme de leite (serve creme de leite fresco)
80 a 100 gramas de açúcar (depende do seu gosto por doce)
2 colheres de chá de gelatina sem sabor
Raspas de meia fava de baunilha

Dissolva a gelatina num pires com duas colheres de sopa de água fria. Enquanto isto leve o creme de leite com o açúcar e as raspas de baunilha ao fogo baixo e mexa sempre até ferver (**). Retire a mistura do fogo e adicione a gelatina dissolvida em água. Leve a mistura de creme com gelatina novamente ao fogo baixo e mexa bem para que a gelatina dissolva totalmente. Deixe ferver novamente. Coe para remover sólidos e divida nos potinhos sobre a camada inferior de gelatina de maracujá. Deixe esfriar em temperatura ambiente e leve à geladeira para gelar e endurecer.

Quando o creme estiver durinho prepare a segunda camada de gelatina de maracujá e divida nos potinhos sobre o creme. Leve para gelar por pelo menos mais uma hora e então sirva.



(*) Eu imagino que todos saibam quem é Chicó, o parceiro de João Grilo, ambos personangens de Ariano Suassuna.
(**) As raspas de baunilha costumar ficar todas emboladinhas e é preciso separar as sementinhas pressionando as bolinhas com a colher de pau para elas se desfazerem.

9 comentários:

Mari Azevedo disse...

Claudia, que sobremesa deliciosa! Adoro maracujá (o asiático nunca provei, mas o nosso azedinho realmente é maravilhoso), e baunilha é de longe meu sabor predileto... ia ficar feliz demais com esse creme também!!! :)
Acho que estou em sintonia contigo.. sabe que ando com torta mousse de maracujá na cabeça, de umas semanas pra cá? risos... quem sabe no fim de semana não faça, já que durante, meu tempo é escasso?
Bjo grande,

Mari

Nana disse...

Claudia, apesar de São Paulo encontrarmos um pouco de tudo, ainda não arrisquei a comprar algumas frutas de outros países.
Concordo com você, uma comida é capaz de alegrar o dia e nos dar um conforto meio que infantil.
bjs

Claudia disse...

Mari,

Faça a torta sim e coma uma fatia bem grande por mim. Vou fazer por aqui a de limão. A foto da tua me deu água na boca! Beijos,

Nana,

Sinceramente, não perca seu tempo nem seus recursos comprando frutas importadas. Na verdade, se não for para comprar cerejas, compre frutinhas locais pois nossas frutas são as melhores do mundo. Maracujá asiático não tem sabor algum... Assim, suavizinho... Beijos,

C.

Isabel disse...

Cláudia, sabes que já tive um pézinho de maracujá no quintal da casa dos meus pais, no Alentejo? Mas nunca deu fruto de jeito. Nós plantámos por graça e pegou mesmo, cresceu bastante, mas os frutos eram uma desgraça, pequinininhos e enrugadinhos! O frio do Inverno dava cabo dele, tadinho. Tivemos que cortar.
Adoro o sabor do maracujá. É especial. Eu gosto muito em suco.
Bjs

Glau disse...

Clau, "só sei que foi assim.." meu cpt morreu e to sentindo uma falta doida disso tudo aqui..

bjo minha linda

Leonor de Sousa Bastos disse...

Olá Cláudia!!!

A comida consegue mesmo alegrar-nos e os doces então, conseguem ter um efeito completamente viciante.
Ainda outro dia falavamos na aula de dietética aplicada da euforia que pode causar uma boa dose de açúcar. :)

Maracujá é a minha fruta favorita...sou louca pelo gostinho ácido do maracujá...não há nada que se lhe equipare!
Essa sua gelatina de maracujá com o creme de baunilha deve ficar com um gosto bem exótico!
São dois sabores que adoro e que ficam maravilhosos numa só tacinha! :)

P.S Sempre estive habituada a ver maracujás com essa cor vermelha escura por fora.
Uma vez, comprei uns amarelos e grandes que tinham um sabor horrível: não eram ácidos, nem doces, mas muito azedos e pálidos por dentro.
Gostava de provar esse maracujá brasileiro de que fala! Pode ser que um dia tenha a oportunidade de provar essa fruta deliciosa!

Beijos!

O Profeta disse...

A terra adormece no nevoeiro
Tenho a pressa do vento
Um coração errante procura
A doçura de terno momento

Frágil e palpitante luz
A beleza voa com a manhã
O mar solta na terra ternos murmúrios
Perde-se na espuma toda a palavra vã


Dança comigo ao som da Lira


Boa semana


Mágico beijo

Moira disse...

Oi Cláudia,
Esta sobremesa tem um aspecto delicioso e tentador. Nunca provei maracujá brasileiro, mas esses da foto são meus conhecidos a minha mãe tem plantados na horta lá de casa e os dela são um pouco ácidos bem ao meu gosto, quando se abrem têm deixam um aroma pela casa que faz crescer água na boca. Também gosto de os comer com as sementinhas.
Bjs
Moira

Canela disse...

Claudia
Que sobremesa tão bonita!
Já guardei para fazer.
Bj

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...