segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Com os olhos voltados para o norte (6): biscoito de côco com pedaços de chocolate



O dia de hoje foi uma loucura, correndo atrás de uma árvore de Natal, de presentes, na verdade de um presente específico para uma menina muito específica. Mas o lance da árvore de Natal nesta Noruega é muito louco. Se a pessoa não pode ir à floresta cortar uma árvore pessoalmente precisa comprar de alguém que cortou. E as ruas e postos de gasolina ficam cheios de árvores recém cortadas por uns 'loucos' que vão à floresta com este tempo cortar árvores. Claro que as lojas de plantas também vendem árvores recém cortadas, algumas vindas de longe, como da Dinamarca. Para verificar se o seu marido é um norueguês autêntico, você precisa conferir se ele aceita comprar uma árvore que veio de longe. Um norueguês autêntico nunca vai comprar uma árvore dinamarquesa por exemplo, uma 'edel gran'. Um marido norueguês ou vai à floresta cortar uma 'Gran' (Picea abies) pessoalmente para trazer para casa ou vai comprar uma autêntica vendida nas ruas para colocar na sua sala por 10 dias. Isto eu aprendi rápido. Uma gran norueguesa autêntica deve ser comprada, em geral no dia 22 de dezembro, e isto é uma questão de honra para o norueguês que mora aqui em casa. Para saber o que é uma 'gran' leia aqui.


Mas não pense que os noruegueses saem por aí cortando árvores e desmatando florestas. Existem plantações inteiras de pequenos produtores de árvores de natal, produzidas para serem cortadas em determinado espaço de tempo voltadas para o consumo de árvores de natal. A pessoa pode ir lá cortar pessoalmente e paga por árvore, como um "pesque e pague" brasileiro. Alguns produtores cortam e vendem para um revendedor e ainda existem as áreas públicas onde as árvores estão no meio de montes de outras, onde é mais difícil o acesso e o corte e por aí vai. Mas ainda existe a onda do use uma árvore plantada ou até mesmo de plástico para preservar sua floresta. Enfim, mil coisas.



A família dos pinheiros é vasta e complicada de entender e para mim todos parecem iguais, mas quem sou eu para discordar do Per quando o assunto é árvore de Natal. Ainda mais eu que não trago comigo nenhum expertise em árvores de Natal, muito pelo contrário. Eu não colocaria uma árvore de plástico na minha sala, de jeito nenhum, questão de estilo, mas inocentemente pensei em usar um outro tipo de árvore natural. Sei lá, uma tuia, como a que eu tinha em São Paulo plantada em vaso e ficava linda decorada. Mas Per gosta de ir atrás de uma gran. É mais forte do que ele. O que eu chamo em inglês de 'sense of place'. Chegamos em casa com nossa linda Gran que já está lindamente decorada mesmo depois de muitas espetadas. Não deu para fazer fotos, a luz por aqui anda péssima. Em dias de solstício de inverno os dias estão curtíssimos e quando a gente levantou da cama hoje o dia já está querendo acabar.

Não quero dar desculpas esfarrapadas, mas a falta de luz aqui impede boas fotos e vai acabar me forçando a comprar luz artificial para fotografar a noite. Nada mal. Os biscoitos de hoje sofreram com a falta de luz e por isso vou tentar fotografar uma parte da fornada amanhã, eles merecem já que ficaram uma delícia. O segredo é o açúcar mascavo que dá o maior tchan nas receitas. Para quem não sabe o que é tchan, mil perdões, mas não vai dar para explicar aqui!



Biscoitos de côco com pedaços de chocolate

200 gramas de açúcar mascavo
150 gramas de farinha de trigo
150 gramas de manteiga temperatura ambiente
50 gramas de coco ralado
50 gramas de chocolate amargo (mínino 57% cacau) picado em pedaços pequenos
1 colher de sopa de açúcar de confeiteiro de baunilha
1 ovo
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio




Aqueça o forno a 180C. Misture a manteiga com os açucares (mascavo e baunilha) até incorporar totalmente. Adicione o ovo e misture bem para incorporar. Passe a farinha e o bicarbonato pela peneira e adicione à mistura de manteiga. Misture bem até incorporar totalmente. Adicione o côco ralado e mexa até incorporar. Por fim adicione o chocolate picado. Coloque colheradas de massa num tabuleiro forrado com papel manteiga, bem separados um do outro pois os biscoitos vão se esparramar bastante sobre a forma. Colheradas pequenas vão se esparramar e formar biscoitos mais finos. Colheres mais cheias vão formar biscoitos mais gordinhos, por isso molde do jeito que você preferir. Asse por 10 minutos e retire do forno mesmo que o biscoito aparente estar meio mole ao toque. Deixe esfriar na forma antes de remover.

Rende 30 biscoitos

4 comentários:

mesa para 4 disse...

Claúdia, mais umas bolachinhas deliciosas...FELIZ NATAL !!!

Isabel disse...

Biscoitos maravilhosos e histórias da Noruega. Viajei até aí só de imaginar o teu marido a ir à floresta buscar a árvore que ele quer! Adorei.
Eu sei o que é o tchan e quem não sabe acho que dá para perceber pelo sentido da frase!
By the way,adorei o teu comentário no meu blog.

Magia na Cozinha disse...

Adoro a combinação de côco e chocolate. Até que as fotos não ficaram tão escuras.
As minhas fotos tb ficam escuras, mas edito elas no Picasa da Google e no Photo Filtre. Ajuda muito, mas evito fotografar a noite. Só funciona se for close-up.
Árvore de Natal natural é tudo de bom e perfumada, mas aqui não tenho natural. Gosto de enfeitar a casa desde novembro, ai até o Natal já estaria morta ou quase morta, a menos que fosse plantada num vaso, eu suponho.
Hoje passei a tarde fazendo uma torta, estou morta... Como a gente trabalha antes do Natal... Acho folego!
Feliz Natal! :)

Cláudia M. disse...

Cláudia, minha linda, espero que o seu Natal tenha sido muito bom.
Vim comentar aqui por causa do pinheiro de Natal.
Sabe, aqui em Portugal nós temos pouca floresta (ainda por cima tem sido consumida por incêndios) e então há uns anos foi proibido o corte indiscriminado de pinheiros, que era o que acontecia nesta época. E eu concordo.
Eu tenho um artificial, claro que não é a mesma coisa, mas se continuássemos a deixar cortar tantos pinheiros, eles ainda iam ficar em extinção...
e além disso era uma tristeza vê-los atirados pelas ruas nos 1ºs dias de Janeiro.
O que eu gostava mesmo era de ter um plantado num grande vaso, mas isso é complicado...
Bjs e parabéns pelos maravilhosos biscoitos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...