domingo, 30 de novembro de 2008

Aperitivo escandinavo: blini (branco) com arenque agridoce e ovas de peixe-lapa



Arenque é um dos peixes mais populares na Noruega. É um peixe de todo dia, barato e abundante. E arenque agridoce, que é o picles de arenque, é uma das formas mais populares de se comer arenque na Noruega. Arenque agridoce é, em geral, o peixe que se come por aqui no café da manhã. Sim, noruegueses comem peixe no café da manhã regularmente e normalmente arenque ou uma forma cremosa e bem salgada de 'caviar'. Preciso confessar que comer peixe no desjejum não é uma coisa que me agrade. Meu querido Per deixou de comer peixe no café da manhã para me agradar e para evitar choques na nossa família multicultural, mas sempre foi um regular degustador de peixes no café da manhã. Mas é muito difícil para mim, mais forte do que eu, simplesmente não consigo comer peixe e tomar um iogurte com mel, ou comer uma torrada com geléia ao lado de alguém comendo peixe com o café da manhã...

Mas nem tudo aqui em casa é choque cultural. Fora do café da manhã eu amo arenque, principalmente agridoce e acebolado. Todo mundo sabe que uma das melhores coisas da Noruega são os peixes e o arenque é um dos peixes mais gostosos que se come por aqui. Se não comemos no café da manhã, comemos regularmente a noite. É um aperitivo que sirvo sempre em casa, entre adultos. Sim, entre adultos, pois nenhum do dois pequenos come arenque. Não aguentam nem sentir o cheiro que já ficam reclamando. Criança e peixes, uma relação conflitante que eu gostaria de pesquisar e desvendar.



Para servir o arenque fiz blini branco (branco pois fiz com farinha de trigo, sem trigo sarraceno de Fagopyrum esculentum). Para servir com um molhinho feito de creme azedo com alho e ervas. E para finalizar coloquei uma colherzinha de ovas de peixe-lapa (Cyclopterus lumpus, o lumpfish) uma ova muito popular por aqui também. O peixe-lapa, apesar de pouco conhecido no Brasil, é um peixe de águas profundas pescado na costa da Islândia e muito, mas muito apreciado no café da manhã em toda Escandinávia.



Blinis eu gosto de fazer pois é fácil, leve e muito saboroso e combina com o estilo norueguês de comer arenque que é normalmente servido no pão branco ou pão folha. Os Escandinavos (noruegueses, suecos, dinamarqueses e islandeses) comem sempre pães pretos, ultra-pretos, pretíssimos, mas comem arenque agridoce com pão branco, em geral torrado e uma colherzinha de creme azedo. Por isso passei a fazer blinis brancos ( sem trigo sarraceno) para acompanhar o arenque. O creme azedo eu dou uma encrementada com um dente de alho ralado, ervas, sal, pimenta do reino e uma colher de azeite de oliva extra virgem.

É bem fácil e rápido já que o arenque eu compro já preparado, no jeito de servir. Por aqui rola muito das pessoas pescarem seus próprios salmões, trutas e arenques e levarem os peixes aos locais onde o peixe pode ser tanto defumado, salgado e seco ou transformado em 'picles' i.e. agridoce. Mas nós não pescamos nosso arenque não, o picles de arenque que vende pronto no mercado é muito, mas muito, mas muito bom! Vende em todos os lugares de diversos tipos e fabricantes. O arenque pode ser encontrado de várias formas além de agridoce: em molho de mostarda, em molho de tomate, molho de pimenta, no óleo, fermentado, salgado, defumado e, claro, fresco. É um peixe delicioso e meu aperitivo escandinavo favorito.



Blini branco com arenque agridoce e ovas de peixe-lapa

Para os blinis brancos:
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de chá de sal
2 ovos em temperatura ambiente
1 xícara de leite morno

Peneirar a farinha, fermento e sal. Bater os ovos como se fosse fazer um omelete e misturar a farinha e por fim adicionar o leite, devagar e mexendo sempre para formar uma massa homogênea. Passar manteiga numa frigideira anti-aderente e retirar o excesso com papel toalha e colocar colheradas de massa na frigideira quente. Deixar dourar dos dois lados e repetir a operação. Sempre passando manteiga em toda a frigideira e retirando com um papel toalha.

Molho Azedo

1 xícara de creme azedo, coalhada seca ou iogurte natural integral
1 dente de alho ralado
1 colher de sopa de oliva extra virgem
sal e pimenta do reino a gosto
salsinha picada a gosto
cebolinha picada a gosto

Misture bem o alho e o azeite ao creme azedo até incorporar tudo ao creme. Adicione as ervas, sal e pimenta e mistura mais um pouco. Sirva o molho azedo sobre os blinis com um pedaço de arenque agridoce ou outro peixe seco ou defumado. Por fim coloque uma colherzinha de café de ova de peixe de sua preferência sobre o peixe.

3 comentários:

Glau disse...

eu até comeria no café da manhã, mas somente para provar e mto provavelmente com o nariz tampado, mas já os biscoitinhos do post anterior... esses sim eu comeria uns 30 no café da manhã e com sorriso de ponta a ponta!

bjos, glau

Leonor de Sousa Bastos disse...

Uauh!...mas que pequenas maravilhas!:)
Sempre achei que toda a massa de blini era fermentada e achei bastante curiosos estes, ao estilo panqueca!
Embora não seja apreciadora de ovas, poderia comer estes blinis com arenque mesmo ao pequeno-almoço!...:)

Magia na Cozinha disse...

Claudia eu não sou de coisas do mar, bem ao contrário do meu marido, mas achei que ficaram com uma aparência linda! Eu provaria o blinis com o molhinho!
Bjs :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...