quarta-feira, 8 de julho de 2009

Geléia de banana com chocolate e amburanas para viagem



Mais uma vez estava eu com a obrigação de salvar bananas maduras, na beira da estrada. Ontem eu resolvi fazer uma geléia de banana com chocolate, uma geléia que não comia há uns anos. A última vez que fiz eu não comi, dei de presente. É um ótimo presente, facílimo de fazer e tem uma cara linda e um sabor único. A geléia de banana com chocolate fica ótima com crepes, panquecas, torradas, biscoitos e até para rechear ou cobrir bolos. Eu faço a geléia do meu jeito. Faço um doce de banana normal, como minha mãe, mas com um pouco mais de líquido, e adiciono o chocolate amargo no final. Vale a pena experimentar esta maravilha...

A primeira vez que eu provei essa geléia de banana com chocolate foi na França, onde comprei meu primeiro pote, há mais de uma década. Esta é uma receita do repertório da Christine Ferber, a mestra francesa das geléias cujo livro é muito fácil de achar em toda a França. Nunca achei potes de geléia de banana com chocolate para vender no Brasil, mas adicionar chocolate ao doce de banana não é novidade para ninguém no Brasil e doces de banana com chocolate encontra-se em todo lugar, já vi até com brigadeiro com banana em barrinha de cereal.




Geléia de banana e chocolate
(Inspirada em uma criaçao de Christine Ferber)

600 gramas de bananas d'água/nanica cortada em rodelas finas(5 a 6 bananas)
300 gramas de açúcar, de preferência baunilhado
200 ml de água
100 gramas de chocolate amargo 70% de cacau
2 colheres de sopa de suco de limão verde ou amarelo, mais ou menos um limão (use o tipo de limão que preferir)
raspas de uma fava de baunilha (opcional)
raspas de casca de laranja (opcional)
um pauzinho de canela (opcional)



Como:

Numa panela de fundo grosso ferva a água e o açúcar por uns cinco minutos. Adicione as bananas cortadas em rodelas finas, o suco de limão e, se for o caso, a baunilha, ou raspas de laranjas, ou canela. Deixe ferver em fogo médio e quando ferver reduza o fogo para baixo. Deixe a mistura cozinhar em fogo baixo por mais ou menos uma hora minutos ou até que as bananas estejam bem avermelhadas e totalmente dissolvidas. As bananas começam a avermelhar de baixo para cima por isso você vai precisar mexer de vez em quando para ajudar a ir incorporando a cor. Se o fogo não estiver baixo as bananas podem começar a queimar na parte de baixo e espirrar na hora de mexer o que pode ser perigoso, por isso, deixe a banana cozinhar em fogo bem baixo, sem pressa.



Enquanto as bananas cozinham derreta o chocolate em banho maria, ou no micro-ondas, e deixe esfriando. Quando as bananas estiverem no ponto retire-as do fogo e adicione o chocolate derretido mexendo bem para incorporar. Transfira para um pote esterilizado e deixe esfriar fechado de cabeça para baixo. Você também pode derreter o chocolate na geléia quente. Para isso basta picar o chocolate em pedaços pequenos e adicionar ao doce de banana já caramelizado. Mexa bem para derreter o chocolate e formar uma mistura homogênea.


Amburanas para viagem



Mas antes de passar a listinha de sortudas que vão receber os saquinhos com sementes amburanas eu vou falar mais um pouco sobre as sementes.

As sementes de amburana são retiradas de dentro dos frutos da árvore Amburana cearensis , uma árvore que pertence à família Leguminoseae Papilionoideae. No Brasil tem diversos nomes e alguns dos mais conhecidos são amburana-de-cheiro, imburana-de-cheiro, umburana-de-cheiro e cumaru. Amburana é também chamada de cumaru o que provoca confusões com outra árvore com o mesmo nome, a Dipteryx odorata.

Ambas sementes de amburana (Amburana cearensis) e de cumaru (Dipteryx odorata) são ricas no composto químico cumarina cujo aroma é altamente semelhante ao da baunilha.

Apesar do nome científico Amburana cearensis a árvore é nativa da América do Sul e ocorre desde o sertão nordestino até o Peru e a Argentina. No Brasil ela ainda é muito abudante no sertão e no cerrado mas está sob risco de extinção. É uma árvore de madeira muito nobre usada para todos os tipos de construções pois é muito resistente a insetos e muito perfumada. A árvore pode atingir 15 m de altura, com flores brancas e uma fava achatada onde ficam as sementes. A casca da árvore exala o perfume maravilhoso que é resultado da presença de cumarina. As sementes exalam perfume ainda mais forte de cumarina e artigos científicos reforçam a semelhança do aroma da cumarina ao da vanilina, o aroma da baunilha.

A madeira de amburana é muito usada para fazer barris de cachaça e confere sabor especial à bebida. A madeira é comercializada como a cerejeira-do-nordeste. As sementes são muito usadas na medicina popular do Brasil e servem para diversos fins além disso são usadas como aromatizantes alimentar, como repelente de insetos, como aromatizante para roupas e armários. Da semente de amburana também se fazia rapé,usado para espirrar e ajudar no tratamento de congestão nasal.



Em todo o Brasil, em especial no nordeste, é possível achar xarope de amburana usado para tratamento de doenças respiratórias, gripes, bronquites e até mesmo asma. Canuto e Silveira (2006) indicam que já é possível encontrar o xarope de amburana (conhecido como xarope de cumaru) produzido industrialmente pelo Programa Farmácias Vivas através da Farmácia-Escola da Universidade Federal do Ceará e empresas privadas. Estudos farmacológicos confirmaram atividades anti-inflamatória, broncodilatadora e analgésica para o extrato hidroalcoólico, tendo sido possível ainda atribuir os efeitos observados à cumarina e à fração flavonoídica (Canuto e Silveira, 2006).

Já a cumaru do gênero Dipteryx odorata é uma árvore nativa da região Amazônia, também fonte de madeira nobre e perfumada, e fonte de cumarina. A cumaru é conhecida internacionalmente como tonka e desde 1882 é usada pelos franceses na perfumaria. Muito recentemente os franceses passaram a usar as sementes de cumaru (tonka), que não é a mesma semente que as amburanas, na culinária. As sementes de cumaru (tonka) são secas ao sol e depois são raspadas, exatamente como a noz moscada. As sementes de amburana podem ser raspadas mas são pefeitas para o cozimento sob imersão em líquido e devem ser cozidas juntamente com leite, água ou cremes e depois removidas. As sementes também podem ser utilizadas para aromatizar açúcares, farinhas e bebidas.

Amburanas são utilizadas na medicina popular e na culinária brasileira há centenas de anos e tem sido estudada e utilizada comercialmente por universidades no mundo todo o que faz desta uma semente segura para consumo.



Eu fico muito feliz de poder dividir minhas sementes com algumas garotas interessadas em experimentar com amburanas. Infelizmente não posso enviar para todo mundo. Se eu morasse em São Paulo eu iria até o mercado da Lapa, fonte certa, e compraria montes de sementes e enviaria para todo mundo, mas infelizmente não estou. Para ser mais justa vou mandar as sementes para garotas na Europa e nos EUA. Sei que as garotas do Brasil gostariam de receber em casa, mas eu acho injusto mandar para elas já que as garotas européias não tem acesso as amburanas. Por isso as sementes vão para:

Claudia Lima, nos EUA
Dani, na Inglaterra
Camila, aqui na Noruega
Leonor, na Espanha
Moira, em Portugal
e Isabel também em Portugal

As sorteadas vão ter que mandar um email para claudia.bjorgum@gmail.com com o endereço para onde as sementes devem ser enviadas, tá? As brasileiras não sorteadas me perdoem, eu sei que vocês merecem mas é que eu tinha que privilegiar aquelas sem acesso as sementes. Ainda, vou pensar em dividir algo bem norueguês/europeu em breve e então o sorteio privilegiará as garotas da banda oeste do Atlântico...

Referência:

CANUTO, Kirley Marques and SILVEIRA, Edilberto Rocha (2006)
Constituintes químicos da casca do caule de Amburana cearensis A.C. Smith. Quím. Nova [online]. 2006, vol.29, n.6 [cited 2009-07-07], pp. 1241-1243 .

28 comentários:

Nina disse...

AHHHHHHHHHH!!
Banana com chocolate está no Top Five das minhas combinações de sabores preferidas!
Esta geléia deve ser tudibom!!!

beijo!

Isabel disse...

Cláudia, obrigada, obrigada, obrigada! Que coisa maravilhosa essa semente de amburana. Amei saber tudo sobre ela e amei saber que fui escolhida!
Sou eu mesmo? rsrs Ai que vergonha e se não sou eu!!!!

O teu blog cada vez me deixa com mais vontade de conhecer o Brasil e faz reviver uma paixão um tanto inexplicável que tenho pelo teu país desde criança!
Começou com as novelas rurais da Globo rsrs

Quanto à sobremesa Banana e Chocolate: a match made in heaven!
Bjs

Claudia disse...

Nina,

Uma combinação feita no céu, como bem disse a Isabel. Bj.


Isabel,

Sim, querida é você mesma. Aguarde as sementes... E o Brasil está lá, para quando você puder. Bj.


Claudia

Gina disse...

Cláudia, vou fazer essa receita, com certeza e volto pra te contar.
Bacana a distribuição das amburanas, assim vai disseminando nossos produtos.
Bjs.

Carol disse...

Que chic bem, não conhecia essas sementes!! Adorei a matéria. Beijos

Glau disse...

Clau, a cada post percebo que vc é uma verdadeira Forest Gump.. vc sempre tem uma história pra contar, um lugar bacana que passou.. acho isso incrível e adoro!
Sonhei e delirei com esta geléia!
bjao queridona

Magia na Cozinha disse...

Esta mistura deve ficar realmente um primor, pois os ingredientes combinam muito bem.
No mercado brasileiro que tem aqui, já vi muitas combinações de doces diferentes, de marcas oriundas da região sudeste, mas não reparei se tem banana com chocolate.
O ideal seria consumirmos geléias somente caseiras. É outro nível!
Claudia fico muito contente e honrada que tenha incluído meu nome na lista das amigas que vão receber as sementes.
Quando eu receber, vou ver se faço algo seguindo as suas sugestões para não ter erro.
Acho que o meu marido vai apreciar muito tb. Apesar de ser carioca, acho que ele não conhece este produto.
Vou mandar meu endereço.
Obrigada de novo!
Bjs :)

leonor de sousa bastos disse...

Olá Cláudia!!

Hoje começo pelo final do seu post e com um enorme OBRIGADA!...fico contente por finalmente poder experimentar as tão publicitadas amburanas!
Outro dia esbarrei-me com elas na net à procura de alguma coisa sobre cerejeiras e fico contente pelo nosso encontro real estar próximo!:)

Quanto à sua geleia de banana com chocolate, adorei!! Estou para fazer uma coisa desse género há séculos e hoje voltei a convencer-me (ou a ser convencida)!

Aqui na "chocolate factory" vendem potinhos deliciosos de chocolate com pêra, chocolate com castanha e chocolate com menta (não me lembro se há mais algum sabor...acho que há também de laranja) mas de banana não!! Esse fica mesmo com cara de tentação!!

Beijos!

Dani disse...

Ebaaaa! Faço minhas as palavras da Isabel - obrigada, obrigada, obrigada!
Já dei um "copy and paste" do tutorial sobre ase sementes e já estou a te mandar o meu endereço!
Obrigada, querida!

Camila Castro disse...

Puxa vida, só vi o post agora! Primeiro, vou usar a "arma" da geléia de banana pra adoçar a vida por aqui. Tô babando só de pensar...

Esegundo, fiquei muito, muito feliz com o presente de amburanas!!! Já vou mandar o endereço pro seu e-mail!

beijo de banana

Cláudia M. disse...

"Oba!", quanta felicidade vai por aqui! Estou com um sorriso enorme tb, só de ler os comentários. E claro que tb estou mto feliz, pq sei que também vou poder provar a já famosa amburana, através da minha irmã. :)

Quanto a essa geleia de banana e chocolate, nem sei o que dizer... é um escândalo! Essa eu vou fazer de certeza!
(Já fiz o clafoutis, e ja se comeu, só ainda não postei...)

bjs

Heloísa disse...

Claudia,
Que delícia essa sua geleia (será que a reforma ortográfica tirou o acento?). Eu já fiz com chocolate em pó, mas acho que com o tablete derretido deve ficar bem mais gostosa.
Agora, que vergonha. Devo confessar que nunca vi, nem usei amburana. Nossa, preciso descobrir se posso comprar por aqui.
Beijo

Simone Izumi disse...

C,
nossa, que delicia essa bananada com chocolate. Ok, devo-lhe dizer que nunca experimentei e estou passando mal com essa situação!! Iso nao pode ficar asim!!!!rsssss
Vou tentar fazer o mais breve possivel.
vc tem noção de durabilidades?
bjocas,
si

Laély disse...

"Salvar" bananas maduras, aqui em casa, é praxe. Geralmente, uso no recheio de pão doce, ou como geleia, mesmo. Nunca havia pensado em juntar os dois ingredientes, em bora casem tão bem, quanto "pipoca e guaraná"( a culpada disso, é a Antártica)!
Gostei da ideia de colocar em potinhos e dar como presente, poque gosto muito de fazer esses agradinhos culinários!
Ficou com um linda e brilhante cor!
Obrigada pela sugestão!

Verena disse...

Claudia,
eu nunca vi nem comi geléia de banana com chocolate ou algo do gênero...como chocólatra que sou fiquei atiçada com a idéia!!! Adorei a receita e com certeza vou fazer para experimentar!
Um beijo grande!

Alcina disse...

Ena que maravilha o aspecto desse docinho :-) eu agora se calhar também vou ter bananinhas de sobra :-) tenho que anotar esta receitinha porque o chocolate é uma perdição :-)
bjs

Noémia disse...

Essa geleia deve ser o máximo!
Acho que vou experimentá-la já pois há umas bananas na fruteira a gritarem para serem comidas de maduras. Aqui em casa é habitual.:)

Victória disse...

Da próxima vez que as bananas estiverem maduras não permitirei que integrem a salada de frutas...
Irão para a panela com açúcar amburanas, raspas de laranja e chocolate...Depois te conto.
Bom final de semana!

Lara Leal disse...

Que maravilha, Cláudia! Anotado. Beijos, Lara

Camila Castro disse...

Só pra dizer que fiz, e ficou 10... Só acho que coloquei muito suco de limão, porque a banana não escureceu muito não... Mas ficou deliciosa!!!

E me empolguei, fiz também as raivinhas, mas o leite de coco que usei era meio estranho, acho que muita gordura... Na hora de assar, elas se esparramaram pela forma... Ficaram uns biscoitões, mas bem gostosos!

Preciso de uma balança, porque o olhômetro às vezes mata minhas preparações!

Fico aqui ansiosamente aguardando suas novas reinações da cozinha...

abraço

Claudia disse...

Camila,

Se a banana não escureceu é porque você não deixou cozinhar tempo suficiente para caramelizar. O limão previne que a banana cortada escureça mas não impede o processo de caramelização que ocorre durante o cozimento com açúcar. Você sem dúvida deve ter deixado a fruta por pouco tempo na panela e não houve evaporação de líquidos, nem caramelização. Mas o chocolate esconde a isso.

Ainda, compre já uma balança e umas colheres medidoras. Não há jeito de se fazer doces sem medidas precisas.

Claudia

Moira disse...

Cláudia,
Muito obrigada! E desculpe só agora dar sinais de vida, é que tenho estado de férias, sem ligação à net, passei hoje por casa só para pegar noutra mala para seguir viagem, quem me deu a notícia foi a Leonor.
Fiquei tão contente.
Beijocas
Moira

Douriana disse...

Conheço a amburana como Umburana de cheiro e aqui no nordeste ela é muito usada também para curar infecção intestinal.... aqui na minha casa se alguém apresenta uma dor de barriga, fazemos um chá de umburana e pronto.

Clarear disse...

Fiz seu doce de banana com chocolate, ficou uma delícia, obrigada pela receita.Sou historiadora como você e lendo o seu perfil me identifiquei muito com suas palavras. Parabéns pelo blog.

Aline Rosa disse...

Olá Cláudia, tudo bem?
Li seu conteúdo sobre a amburana: mas na realidade o que estou procurando é esse tal xarope de cumaru... Meu filho tem asma e pesquisei sobre o assunto e descobri que esse tal xarope de cumaru seria o ideal para baixar as crises dele. Moro em São Paulo-Sp e aqui ainda nãoi encontrei vc poderia me ajudar?
Obrigada!!!!

Claudia disse...

Aline,

As amburanas você encontra em São Paulo, no Mercado da Lapa tem uma barraca que vende e elas são ótimas para ferver no leite e tomar para o pulmão. Faz bem tanto para o pulmão como para o estômago. Meio tipo Guaco, sabe do que se trata?

Mas a cumaru-tonka acho que só no Pará. Havia um lugar em SP mas acho que fechou. No mercado Ver-o-Peso é fácil achar. Mas alguém precisa ir até Belém.

Experimente as amburanas pois eu acho que ajuda muito com bronquite e asma...

Boa sorte,

Claudia

Hellen Dayane disse...

Amburana me lembra infância, na casa dos meus avós tinha um pé de amburana enorme, lindo, e na época das favas de sementes eclodirem era meio mágico, pois a gente brincava de caçar as sementinhas por todo o quintal, pois elas tem uma calda que as fazem voar longe. Me lembro com muitas saudades. E graças a você aprendi dá várias utilidades às sementinhas. Obrigada. Quanto a geleia eu fiz e acrescentei cacau em pó puro no final e ficou perfeito. Obrigada pela receita e parabéns.

Anônimo disse...

Dá para usar banana maçã ou só a d'água/ nanica?

Abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...