segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Geléia de pêssego com framboesas selvagens...



O tempo aqui neste nosso nortinho deu uma melhorada e tanto. Não é bom falar demais pois, como todo "tempo", ele aqui também é sensível e pode decidir mudar de uma hora para a outra. Mas ontem fez sol, hoje fez sol, muito sol e tem feito sol há alguns dias. O tempo não é quente para o meu padrão pessoal, a temperatura durante o dia fica entre 20C e 22C o que significa calor para estas "playas". Meu amado paizinho me contou que, no sábado, estava frio no Rio e que o termômetro diante do seu prédio em Copacabana marcava 17C. Eu respondi que estava calor aqui e que aquela hora da noite o termômetro marcava 17C.

Então, amigas, pesem as condicionantes direitinho, altitudes, latitudes e a maravilhosa umidade relativa do ar para poder entender como 17C pode ser quente aqui e frio no Rio.




E dias de sol são dias de frutas, ou melhor de bagos, muitos bagos, já que neste norte frutas de outros tipos não há. No nosso jardim as framboesas finalmente começaram a amadurecer e já colhemos dois bons caixotes em coisa de dois ou três dias. As framboesas do nosso jardim são grandes, doces e suculentas, boas de comer frescas com iogurte ou com creme. Também uso as framboesas do jardim em sucos e em receitas diferentes mas congelo a maior parte, para o longo período de vacas magras.



E ontem depois da praia fomos colher framboesas selvagens (sem fotos). Sim, ontem deu praia, maior domingão de sol, praia e ainda fizemos churrasco lá, posso pedir mais? Depois fomos colher framboesas selvagens, umas meninas menorzinhas, de sabor mais intenso e mais azedinhas. Eu voltei com as mãos levemente inchadas e irritadas de tanto raspar mãos e braços nas desgraçadas das urticas que cercam os pés de framboesas. Urticas e framboesas selvagens mantém um acordo de cavalheiros, ou melhor de "damas", onde uma protege a outra dos invasores e fica combinado assim. É preciso usar luvas para enfrentar as urticas que nascem aos pés das framboeseiras, será que posso chama-los assim? Mas quem disse que eu consigo colher as delicadas framboesas de luvas? Luva só para colher cereja de rosa (rose hips) e olhe lá...




As framboesas selvagens (e bota selvagem nisso) eu gosto de usar para fazer geléias, elas assentam mais rapidamente e produzem uma geléia diferente daquelas feitas com a framboesa normal, uma geléia de sabor mais intenso. É como se a framboesa comum tivesse mais água e açúcar do que sabor. Estou delirando, supondo, não me levem a sério nisso pois são delírios e não tem qualquer embasamento científico. Mas que as geléias resultam diferente, isso elas resultam...

Influenciada visita que fizemos aquela fábrica de geléias resolvi começar a inventar sabores, usando as frutas que eu tenho a mão e nada melhor do que a abundância de framboesas para brincar. A framboesa oferece riquíssimo e ainda adiciona cor. Na medida exata a framboesa pode contribuir para grandes misturas e por isso resolvi experimentar com elas. Para fazer par com as framboesas eu usei os melhores pêssegos espanhóis que eu encontrei até hoje e que estavam simplesmente perfeitos. Dessa vez eu removi as cascas dos pêssegos coisa que não faço sempre.





Geléia de pêssego com framboesas selvagens


200 gramas de framboesas
4 pêssegos grandes descascados, descaroçados e picados
Cerca de 160 gramas de açúcar
2 colheres de sopa de suco de limão verde

Como:

Coloque as framboesas com cerca de 100 gramas do açúcar e uma colher de sopa de limão numa panela e deixe ferver levemente e reserve. Lave os pêssegos, descasque e pique grosseiramente. Coloque os pêssegos com cerca de 60 gramas de açúcar ( uma colher de sopa para cada pêssego aproximadamente) e mais uma colher de sopa de suco de limão numa panela de fundo grosso sob fogo médio e mexa até começar a ferver. Abaixe o fogo e deixe a mistura cozinhar por aproximadamente 10 minutos até a polpa dos pêssegos começarem a ficar macias. Retire a panela do fogo e usando um mixer de mão triture a mistura dos pêssegos na panela até formar totalmente homogêneo. Volte a panela para o fogo e deixe que ferva novamente. Enquanto ferve, usando uma peneira grande, peneire as framboesas sobre a panela com a mistura de pêssegos. Retire o máximo de suco de framboesa que for possível, mexa bem a misture e prove. Adicione mais açúcar se necessário. Deixe a mistura ferver por mais uns cinco minutos ou até que adquirir a consistência desejada. Retire do fogo e deixe esfriar antes de sevir. Se for colocar em vidro para preservar esterilize os vidros antes de usar.

Rendeu cerca de 500 ml de geléia, dois vidros de 250ml.

7 comentários:

Aninha Padredi disse...

Ai como eu amo geléia! Queria um pé de framboesa desses aqui no meu "apertamento".. Beijocas

Claudia Lima disse...

As framboesas estão lindas e o aspecto da geléia ficou ótimo!
Que coisa boa que vc tem estas frutas no seu quintal.
Aqui, infelizmente, são super caras.
Bjs e aproveite por nós! :)

miosotiis disse...

Dó o nome já dá vontade de comer!! :D

Aqui as framboesas são caríssimas, mas volta e meia arranjam-me framboesas e amoras, que eu também congelo.

Claudia disse...

Aninha,

Eu adoro geléias e fazendo misturas é uma forma ótima de usar a framboesa. Eu não falei desta vez, mas eu não gosto de comer framboesas, acho que tem gosto forte de bala, eu uso em sucos e doces porque tenho pois se fosse para comprar não compraria. Obrigada pelo comentário!


Clauzinha,

Como já te falei antes, se tivesse que comprar framboesas eu não compraria mesmo, diferente dos mirtilos e dos morangos que eu compro sem problemas eu acho as framboesas muito perfumadas e detesto as sementes, mas em vitaminas e bolos ficam ótimas. Nessa geléia ficou perfeita pois eu usei mais pêssegos do que framboesas e elas deram cor e perfume incríveis à mistura.

Miosotis,

Eu acho amoras maravilhosas, bem melhor do que framboesas e sempre usei amoras em tudo o que podia. Já as framboesas uso apenas porque tenho e todos na minha família adoram, mas eu as acho muito perfumadas. Acho que uma geléia de amoras com pêssego ficaria ótima...


Beijos a todas,

Cláudia

cacahuete disse...

Ja nao sei aos anos que nao apanho framboesas directamente do arbusto e como logo ali. Nao sei porque mas sabem muito melhor...Essa geleia deve ser demais.

Beijinhos

Alcina disse...

Claudia você devia vir para portugal, tem estado um calorão por aqui, lá na minha terra no fim de semana estiveram 37º não há quem aguente :-)
Quanto á geleia adorei, essa combinação de sabores deve ficar uma delicia, mas framboesas é coisa que por aqui não há muito. Eu também adoro fazer doces, aliás tenho vicio de fazer nem conseguimos comer tudo que faço, ainda há pouco deitei fora geleia de marmelo de 2001 completamente oxidada e cristalizada!
bjs

»¤Þ䵣䤫 disse...

Quantas imagens lindas, esse geléia deve ficar deliciosa, amoooooo... essas framboesas, na casa da minha avó tinha! Oh que saudade da minha infância! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...