terça-feira, 14 de outubro de 2008

Mini cheesecakes com caldinha de framboesas




Cheesecake é uma das minhas sobremesas favoritas. Uma sobremesa que entrou meio tarde na minha vida. Aprendi a adorar esta torta com um amigo muito querido, Jorge Valim Medeiros, que fazia a torta no Rio de Janeiro dos anos 80 com queijo cremoso importado e comprado caríssimo em empórios locais. Jorge tentou usar a acessível e barata ricota em sua receita mas a torta não ficava igual, o resultado era muito mais seco, quebradiço, mas também ficava boa. Jorge aprendeu a amar cheese cakes quando morou nos EUA e eu aprendi a amar cheese cakes com o Jorge Medeiros.

Durante muito tempo eu nunca me interessei em fazer cheese cakes, adorava come-los mas nunca me interessou fazer-los. Na verdade, escrever sobre cheese cake me lembra o Jorge e me dá uma saudade malvada do meu velho amigo e de suas cheese cakes. Na verdade o Jorge sempre foi um grande cozinheiro e fazia sempre coisas maravilhosas. Ele uma vez fez uma coisa que eu amei e nunca mais vi ninguém fazer, uma sopa cremosa de melão, que ficou uma delícia. Foi com ele que eu provei pela primeira vez Ceviche, que ele sempre fazia. Numa festa na casa dele ele fez um ceviche de carne raro, maravilhoso. Era uma espécie de carpaccio cortado mais grosso mas com o molho de limão, cebolas e tomates típicos do ceviche. Arrebatador. Desde então descobri tudo sobre ceviches e os faço sempre. E sempre lembro do Jorge.



Anos mais tarde, quando eu também morava no EUA, provei um cheese cake na delicatesse do amigo de um amigo em Baltimore que era muito parecida com o cheese cake do Jorge. Mas a receita do Tim, da delicatesse de Baltimore que eu esqueci o nome, tinha um 'quê' a mais, um sabor escondido atrás do queijo e da baunilha. O 'quê' a mais, mais tarde eu iria descobrir, eram algumas colheres de sopa de mel. Implorei ao Tim e ele me deu a receita mediante a promessa de não distribuir a receita ao grande público norte americano. Prometi que iria fazer a receita apenas no Brasil e que ele não tinha com o que se preocupar e que eu daria o crédito. Por isso a receita da minha torta de queijo é chamada "Tim's Cheese Cake" ou "Cheese cake do Tim".

A receita do Tim é tão boa, mas tão boa, que eu não faço outra, mesmo diante de inúmeras receitas de cheese cakes maravilhosas. Quando eu faço cheese cake eu sigo sempre as orientações do Tim, o que entre outras coisas siginifica banhar o queijo com umas generosas colheradas de mel.




Quando eu vi estas cheese individuais com framboesas num livro Martha Stewart Living de 2005 eu pirei. Eu adoro docinhos, bolinhos, empadinhas e tinha que fazer as 'cheese cakinhas'. Eu fiz várias vezes esta receita e depois parei, enjoei. Comigo é super normal ficar fissurada por uma receita um tempo e depois dar uma parada longa na receita. Normal! Abaixo a foto do livro, com as tortinhas e a tortona, sobre uma toalha de mesa cor de rosa. Lindo, não?



Hoje fiz cheese cakes individuais inspiradas em receita da Martha Stewart mas seguindo algumas diretrizes da receita do Tim e elas ficaram maravilhosas. Eu estive tão doente durante a última semana, me recuperando da primeira dose de radiação que assim eu pude me levantar da cama para fazer alguma coisa eu só pensava nas mini cheese cakes. São uma espécie de 'cheesecake cupcake', leves, pouco doce, cremosérrimas com um saborzinho suave de framboesas, um quê de baunilha e um quê de mel. A quantidade de framboesa usada é pequena, suficiente para dar um tchan ao sabor da torta. Na base uma massa fina feita de biscoito, manteiga e açúcar.

A caldinha de framboesa eu fiz com framboesas do meu jardim que arrasaram quarteirão este verão. Eu congelei um monte delas e fiz a caldinha crua com açúcar com umas duas colheres sopa de fruta mais duas colherzinhas rasas de chá de açúcar.




Mini cheesecakes com calda de framboesa

A receita de cheesecakes individuais inspirada em receita do livro "Martha Stewart Living Year Recipes 2005" e na famosa Cheese cake do Tim, de Baltimore:

Calda de framboesa

2 colheres de sopa cheias de framboesas, congeladas ou frescas.
2 colheres de chá rasas de de açúcar
1 colher chá de água

Processar as frutas com o açúcar e a água no liquidificador, ou no processador ou apenas amassar com um garfo. Coar bem coado e reservar. Discartar as sementes.



Massa

1 xícara ( de 250 ml) de farelos finos de biscoito maria ou maizena
2 colheres de sopa de manteiga derretida
Uma pitada de canela em pó

Misturar os farelos e a manteiga e a canela até formar uma massa fina, tipo farofa. Forrar forminhas de empadas, ou de cupcakes, com forminhas de papel e colocar uma colher de sopa de massa na forminha. Amassar a farofa com a base de um copo e pressionar até formar uma camada fina de massa. Assar as forminhas com a massa de biscoito por 5 minutos a 180C. Retirar do forno e deixar esfriar.

Recheio

800 gramas queijo cremoso em temperatura ambiente.
1/2 xícara de açúcar
1 colher de sopa de extrato de baunilha
2 ou 3 colheres de sopa de mel (a gosto)
1 colher de sopa de amido de milho (maizena)
2 ovos + 2 gemas em temperatura ambiente

Misturar o queijo, açúcar, mel e baunilha e bater até ficar bem incorporado. Adicionar os ovos, um de cada vez, mexendo depois de cada um. Adicionar por último a maizena e mexer até ficar totalmente incorporada.

Colocar três colheres de sopa de massa em cada uma das forminhas por cima da camada de massa de biscoitos. Deixar a massa assentar um pouco e adicionar algumas gotas da calda de framboesa e fazer desenhos usando um espetinho de madeira ou um palito de dente.

Assar a 170C por 15 a 18 minutos (dependendo do forno). Deixar esfriar totalmente e levar a geladeira por pelo menos uma hora. Esta torta fica melhor depois de um dia na geladeira. Deixar gelar descoberta por umas horas para que a torta possa evaporar a água. As forminhas poderão ficar molhadinhas se não deixar esfriar e secar propriamente.

Rende de 24 a 26 porções.


5 comentários:

Magia na Cozinha disse...

Que lindo que ficou!Eu adoro cheesecake!
Bjs :)

Jorge Vallim de Medeiros disse...

Quanta honra te servir de inspiração.
Saudades.

Jorge

Claudia disse...

Jorge, querido, que honra descobrir que você leu minha singela homenagem a você e todas as comidas boas que você fazia.

Claro que eu tinha que escrever teu Vallim errado, com um L apenas. Mil perdões.

Saudades,

Cláudia

Nany.O.Novelli disse...

fiquei c agua na boca!!!

Coração de Framboesa disse...

Olá,
Não conhecia o teu blog cruzei-me com ele hoje e tenho a dizer que gostei muito das sugestões que tens cá.

Gostei muito desta receita e vou experimentá-la pois adoro framboesas e chessec cake.

Estou a começar um aventura de um blog onde possa falar de tudo um pouco depois de experimentar esta tua sugestão publico lá com os devidos direitos, espero que não te importes.

Beijinhos
http://coracaodeframbesa@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...