domingo, 21 de novembro de 2010

Pudim de leite com cumaru no copo



Povo esta semana está boa, muito boa. Voltei de Copenhagem com esta postagem começada, comecei-a durante a última noite que passei naquela cidade, mas desde então não consegui uma oportunidade sequer para sentar diante do blogger e acabar. Loucura total, muitas coisas boas rolando ao mesmo tempo e muita expectativa e excitação. Parece que finalmente 2010 resolveu começar para mim. Este foi o pior ano da minha vida mas, ao que parece, agora a coisa começou a andar para a frente. Estou feliz por ter ao meu lado um homem como o Per, ele é o melhor companheiro de viagem (i.e. vida) que eu poderia ter. E fico feliz por estar cercada por tantas pessoas especiais.

Hoje (quando escrevi isto era sexta, 19 de novembro) é aniversário de uma dessas pessoas especiais, uma querida amiga francesa que vive em Oslo que me enche de atenção e carinho e que não imagina o papel fundamental que tem na minha vida. Benedicte, querida, você me ajudou muito a recuperar a sanidade, a esperança e a acreditar na capacidade humana de se renovar.



Algumas coisa boas para compensar tantas coisas ruins ou tristes que marcaram este ano desastrado. Mas fica claro que as coisas boas são infinitamente mais poderosas do que as ruins, pelo menos isso, não? E nessa hora fica ainda mais claro o poder que tem a amizade e a amizade virtual incluída. Para quem tem um amigo, eu diria, basta um, ou uma! Felizmente eu tenho mais do que uma e hoje gostaria de agradecer a generosidade de algumas amigas. A generosidade de vocês todas me ajudou muito. Por isso, obrigada Benedicte, obrigada Camila e obrigada Alcina, só para citar algumas que foram muito importantes nas pequenas coisas que fizeram este mês o melhor de 2010. Foram tantos presentes estes mês que temo me acostumar a viver num mundo de gentilezas...



E fiz este pudim no copo, adoro assar coisinhas em copos ou jarrinhas com tampa já que dá para fechar na hora de colocar para gelar sem problema. Pudim de leite com semente de cumaru fomam um par perfeito. Eu estou usando direto minhas semente de cumaru e quem tem cumaru definitivamente não precisa de baunilha. Desde que ganhei vários saquinhos já usei minhas cumarus em diversos usos: geléia de ameixa, doce de abóbora, doce de leite, bolo, muesli e para ler mais sobre cumaru clique aqui. Ainda não publiquei meu doce de abóbora com coco e cumaru, mas espero em breve mostrar a belezinha que ficou. Por hora fico no pudinzinho, facílimo de fazer e puro prazer.




Pudim de leite com cumaru


1 litro de leite
2 dl de açúcar
1 semente de cumaru
6 ovos

Calda

1 dl açúcar
1 dl água


Como:

Primeiro prepare a calda levando o açúcar com metade da água (0,5 dl) ao fogo médio. Deixe que o açúcar derreta e caramelize, sem mexer. Muita atenção pois quando o açúcar começa a amarelar a coisa é rápida. Por isso, quando o açúcar começar a adquirir a coloração ambar retire do fogo imediatamente e com muito cuidado, esticando o braço para longe do rosto, adicione o restante da água para afinar um tantinho a calda. Vai espirrar horrores e todo cuidado é pouco nesta hora. Crianças devem ficar bem longe de você! Se você gosta de calda grossa não adicione mais água, mas a água ajuda a baixar a temperatura e interromper o processo de caramelização e evita que o açúcar queime demais e fique uma calda muito escura. Se deseja afinar a calda adicione mais água fria no final. Se por acaso a calda embolar com a adição da água, leve a panela de volta ao fogo baixo até que o açúcar que empedrou derreta novamente e então use a calda. Cuidado com o calor para não engrossar ou queimar demais a calda. Divida a calda entre 6 a 8 copinhos de vidro ou jarrinhas com vidro comum e reserve. Uma colher de calda em calda um está de bom tamanho.

Pudim:

Aqueça o forno a 180C e ferva cerca de um litro de água para o banho-maria. Numa panela de fundo grosso coloque o leite e a semente de cumaru. Leve ao fogo médio e deixe que ferva lentamente. Numa tigela grande misture com um fouet o açúcar aos ovos, batendo bem para aerar. Quando o leite ferver coloque o leite fervendo sobre a mistura de ovos e açúcar, mexendo vigorosamente enquanto transfere o leite. Coloque o leite aos poucos sem parar de bater a mistura com o fouet para os ovos não talharem. É uma coisa que demanda a habilidade de usar os dois braços ao mesmo tempo, com um braço bate-se os ovos e com a outra segura-se com cuidado a panela de onde jorra o leite fervido. Parece complicado, mas não é, mas leite quente é leite quente. Com uma colher remova a semente de cumaru e retire a espuminha do leite que forma na superfície do pudim. Quando vamos deseformar não precisa remover espuma, mas quando vai ser servido no copo pode ficar mais bonito sem marcas de espuma. Divida a mistura nos copinhos ou potes com calda. Coloque os copinhos numa forma grande e cubra com água fervendo até atingir um pouco abaixo da metade da altura dos pote/copos. Asse por 25 a 30 minutos.

Retire do forno e deixe esfriar totalmente.

Leve para gelar e sirva gelado.

13 comentários:

Moira disse...

Cláudia,
Os amigos são das melhores "coisas" que temos na vida.
Esse teu pudim de leite também faz as minhas delícias, nunca me lembrei de o fazer nos copinhos, para a proxima vou experimentar.
Beijo

Eu Mulher disse...

Clau, também adoro fazer pudim em copinhos para depois colocar ou um filme plástico ou uma tampa.
Essa semana fiz iogurte e coloquei todos em copinhos separados,ficou ótimo.

Já estava com saudade das suas postagens.

Beijos

Claudia Lima disse...

Oi Claudia! Espero que sua viagem tenha sido muito boa!
O pudim nos copinhos ficou muito bom e prático.
Qq hora preciso experimentar um pudim feito sem leite condensado. Imagino que seja mais suave.
Bjs e bom retorno! :)

Beta disse...

O pudim ficou lindo. Não conheço cumaru, estou curiosa! bjs

manjericota disse...

Ola Claudia, não conheço cumaru, mas a textura desse pudim, esta de dar água na boca...hummm

Dê uma passadinha la no blog, ontem fiz o seu Macaron de Castanha do Pará....amei a receita e deu super certo.

Bjo gde, Dani :)

Claudia disse...

Moira,

Esses potinhos todos tem tampa e fica uma facilidade para gelar e guardar na geladeira com as tampas, claro. Já na forma grande quando sobra é uma tragédia para guardar, cai os pedaços e quebra o doce inteiro se não for comido de uma vez só. Na forma grande só faço quando é festa e vai acabar ali mesmo. E amigos são especiais, e cada surpresa que nos fazem!

Ana,

Eu ando tão ocupada, mas as postagens não vão parar não. Demoram mas saem! Vou lá ver teus iogurtes. Taí uma coisa que eu preciso voltar a fazer urgente: iogurtes. Em breve.

Clauzinha,

Leite condensado de lata virou passado aqui em casa e eu não compro mesmo, detesto a indústria de leites. Mas faço em casa cada dia melhor, e sem leite em pó. Em breve vou publicar. Mas o pudim de leite feito só de leite açúcar e ovos é uma delícia e você pode adicionar baunilha, cascas de laranja, amburana, cumaru ou extrato de amêndoas que ficam todos ótimos. Além disso você regula o açúcar e pode usar leite desnatado. Eu só uso leite desnatado e orgânico.

Beta,

Cumaru é uma semente da Amazônia que tem aroma parecido com o da baunilha, uma mistura de baunilha com canela. É fácil de achar em mercadinhos no norte e nordeste do Brasil e no Rio vendia no Largo da Carioca, numa barraca de ervas medicinais da Amazônia, não sei se ainda existe a barraca. Em SP deve vender no mercadão da Lapa ou no Centro, na Pça da República? Será? Talvez? Mas como saem de Belém do Pará paro o mundo é mais fácil pedir para te mandarem de lá.

Dani,


Os macarons ficaram um arraso de lindos e tão branquinhos. Uma beleza. Eu adoro castanha do Pará, minha favorita. Eu coloquei um link para tua postagem no meu facebook!

Beijos para todas,

Cláudia

Fabiano Mayrink disse...

Adorei este jeito de fazer pudim! Eu já tinha feito pudim sem leite condensado porem deste jeito nunca vi fazer, vou experimentar, só me diz o que é dl de açucar? qual medida??? abraços Claudia!

Sofia Apóstolo disse...

Eu sou de Portugal, por acaso não sabe como posso arranjar cumaru, não?
Essa receita.... meu deus. Se tiver o sabor como tem de aspecto, não dá para parar de comer.

Bjinhos,
Sofia Apóstolo

Claudia disse...

Fabiano,


1 DL é 1 decilitro = 10 CL ou 100 ML e é a medida de volume ao invés de peso. Aqui na Noruega as receitas são todas apresentadas em volume e em DL e eu me acostumei e prefiro usar DL.


Sofia,

Cumaru em alguns países da Europa é chamada de fava tonka e talvez seja mais fácil achar com esse nome.


Beijos,

Cláudia

Camila Hareide disse...

Nozes, que mal educada eu! Nem tinha visto meu nome no post... E vc sabe que é de coração, me faz feliz também!

E esse pudinzão me deu água na boca...

bj

Nanda Piena disse...

Amei, até fiz um post sobre!

Mimu's Da Mônica disse...

Nossaaaa!!! Amei a idéia Claudia, vc como sempre cheia de idéias interessantes...
Vou tentar fazer no copo com a receita tradicional, espero que dê certo, pois achei prático e muito charmoso.

Begin eum 2011 de muitas idéias.

falo mesmo disse...

Quero fazer no pode devo deixar o pote fechado ou aberto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...