domingo, 27 de junho de 2010

Até parece verão...




Aqui no meu jardim as coisas não são exatamente o que parecem ser. Por isso, não se deixe enganar pelo azul da fotos. Olhando para a baía, que se alonga diante das nossas janelas, parece que é verão. Fez sol, o dia foi lindo, mas fazia frio e a sombra da memória era um lugar impossível de viver, um dia explico isto. A falta de calor me deixa bem desanimada e pouco tenho saído da toca. Se for pensar numa cor emblemática deste momento eu escolheria lilás e naturalmente a canção vem à cabeça. Nossas liláses floriram com paixão, acho que só para me agradar. Gosto de pensar que elas floriram para mim. Eu as amo imensamente. Quando mudamos para cá haviam três árvores de liláses, hoje são seis, duas imensas, as principais árvores do nosso jardim.



No final de semana fomos à Suécia já que uma das irmãs do Per, que mora em Oslo, veio visitar e fomos todos para o chalé da outra irmã nas montanhas para pescar (sic). Åre, onde o chalé está localizado, fica nas montanhas bem aqui pertinho, exatamente uma hora daqui de casa, mas lá já é Suécia. Chovia muito e fazia um frio horripilante. Voltei para a casa pensando em Alagoas, Estado que eu amo tanto e mais uma canção do Djavan me vem a cabeça. Uma dor imensa no meu coração ao ver as imagens em União dos Palmares. Agora é brigar que o modelo da reconstrução desses municípios seja um pouco menos cruel do que o atual. Será que este inverno não vai acabar nunca?



A irmã viajante do Per decidiu encurtar a viagem e voltou para casa mais cedo. Apesar do frio indigesto a viagem à Suécia foi linda e é uma pena que tenha chovido tanto e eu não tive coragem de sair para fotografar o vale do rio Stjørdal. O leito do rio estava "infestado" de pescadores ansiosos e suas vans imensas. O vale do rio Stjørdal corre ao longo de 50km da estrada que liga a Noruega e a Suécia, é um dos cinco principais rios para a pesca do salmão na Noruega, um dos privilegiados endereços de salmão selvagem no mundo.




A temporada de pesca começou e a abundância de chuvas ajuda a pesca em alguns rios da região de Trøndelag, onde vivemos. As pequenas estradas da região, em geral desertas e bucólicas, estão repletas de trailers e vans de pescadores que vem da Europa toda. Eu fico na dúvida sobre o que pensar, não sei se gosto. Eles pagam caro pela licença de pesca. Em geral alemães, franceses e russos são os pescadores mais fanáticos, passam o verão acampados nas cercanias dos rios noruegueses. É muito interessante a saga do salmão selvagem, suas várias idas e vindas do rio para o mar, a aventura definitiva rio acima para reproduzir no mesmo rio onde nasceu. Quando a gente pára para pensar fica claríssimo o dilema pesado ao redor das fazendas de peixe.

Taí mais um assunto para a lista dos assunto que eu estou devendo: as fazendas assassinas de salmão...

6 comentários:

Amehlia Digital ! ® disse...

..."as coisas não são o q parecem ser..."...tive q reler essa frase para tentar entender q o frio te deixa desanimada...
Foi uma bela composição de palavras com lindas fotos q não consegui ver outra coisa do que beleza, alegria e uma pessoa com uma percepção maravilhosa da natureza...:]
O calor tem seus benefícios e alivia a depressão... mas vc nos proporciona uma outra visão do frio ...de um outro lugar no mundo...
Espero que esteja bem...
Te desejo uma linda semana...
Um bejim, viu?!
=)

Claudia disse...

Vinni,

querida, ando cabisbaixa, mas a natureza sem dúvida é minha grande inspiração. Sou louca pelo meu jardim, pelo meu mar, pelos rios, como amo um rio e um vale menina! E isso as pessoas percebem... que bom que te agrada.

Beijos e boa semana para você também!


C.

Magia na Cozinha disse...

Aqui está muito quente. Não dá para andar na rua, pois ficamos cansados e sufocados. O jeito é ficar sempre dentro dos lugares.
O visual da paisagem está muito bonito, sem falar nas flores que sempre encantam.
Bjs :)

Gina disse...

Creio ser impossível não se deixar inebriar pela natureza, o mar, as flores, as frutas (embora aí não sejam tão variadas). Até a neve, nem que seja pela janela, com o calorzinho dentro de casa...
Também sou uma admiradora dessa beleza que você nos proporciona através das fotos.
Não sei se você tem acompanhado, mas aqui as chuvas estão castigando o nordeste, principalmente Alagoas e Pernambuco. Há uma cidade, chamada Branquinha, que parece que foi devastada por um furacão, uma tristeza só!
Que a natureza continue lhe inspirando.
Bjs.

Isabel disse...

Cláudia,
as fotos são de uma beleza inexplicável por palavras. Você é uma excelente fotógrafa. Capta a natureza em todo o seu esplendor. Pena que a beleza da paisagem não seja acompanhada de uma temperatura amena para aquecer o seu coração saudoso de calor.
Espero que o calor apareça.
Bjs

Mirane Mcleslie, Canada, Ontario disse...

Ola

Eu entendo como vc se sente, tambem tento recriar sabores da minha infancia para os meus filhos!
No Inverno sinto saudades dos dias ensolarados!

Beijos

Mirane

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...