sábado, 17 de janeiro de 2009

Sabor de verão argentino: clafouti de cereja



Eu finalmente estou de volta ao blog. Foram tantas coisas e tudo foi feito de acordo. Festas, comilanças e aquele meu importante projeto ficou pronto no prazo. Consegui achar inspiração para conceber o trabalho e terminar o texto no prazo. Eu fiquei muito, mas muito satisfeita com o resultado do trabalho. Foi difícil encontrar o caminho do texto, achar uma direção, mas depois que eu achei a coisa fluiu. Se tudo der certo em breve vocês serão informadas sobre tudo.

O dia de ontem foi de finalização. Passei o dia inteiro na universidade, com a cara enfiada no computador para reler tudo, corrigir cada palavrinha e imprimir. Uma super ansiedade já que, como mencionei, esse era o projeto mais importante do ano e 2009 apenas começou. No meio da tarde, depois que tudo estava terminado e o projeto entregue veio a sensação de realização, de alívio e o prazer da missão cumprida. Enquanto caminhava para o estacionamento ventava e fazia muito frio. O termômetro do painel do carro marcava -14C, mas eu não estava sofrendo muito não. Estava feliz, realizada. Os dias estão muito frios, mas janeiros são assim por aqui. Pior do que os dias de janeiro são os dias de fevereiro. Os piores dias do inverno norueguês são sempre em fevereiro e todos por aqui já sabem. Em fevereiro espera-se pelo pior.



Eu sobrevivo aos dias frios enfiando a cara no trabalho e não pensando muito no frio dos meses de janeiro e fevereiro. É que no fundo da minha mente, bem fundo, está registrado que janeiro e fevereiro são meses de verão, de muito calor e de tantos acontecimentos marcantes, como carnaval. Eu não quero alterar minha programação mental, quero continuar vendo janeiros e fevereiros como meses de verão. Comida de verão é fundamental para manter o clima. E umas das coisas de janeiro são as cerejas, frutas do alto verão. Cerejas não nascem no Brasil, pelo menos não nasciam até alguns anos atrás (mas em tempos de biotecnologia não dá para se garantir mais nada e talvez já existam pés de cereja florindo em algum canto do Rio Grande do Sul). Mas cerejas são umas daquelas frutas que nós sempre comíamos na minha casa durante o verão. Tanto no Rio como em São Paulo. As cerejas que comemos no Brasil durante o verão são importadas da Argentina e do Chile.



As cerejas do alto verão da Argentina e do Chile dão mais cor e sabor ao verão brasileiro que já é naturalmente cheio de cores e sabores. E ontem, sem pensar muito, entrei num supermercado perto da universidade e, para minha surpresa e alegria, para brindar minha missão cumprida, cerejas argentinas. Eu queria estar com a minha máquina fotográfica para registrar o cartaz da loja com o preço ( não tão absurdo) e a origem (sedutora) das frutinhas. Comi algumas na hora, na loja, para provar antes de decidir se valia a pena encher a bolsa. E as cerejinhas estavam suculentas e doces, o melhor da estação. Enchi um saco.


Comemos quase todas as frutinhas quando eu cheguei com o saco em casa. Estela ama cerejas e comeu feliz. Eu consegui salvar algumas para fazer estas fotos e uma receita especial para cerejas. Já dá para adivinhar que é clafoutis não é mesmo. Eu amo o creme de ovos cozido com frutas, que é exatamente o que a clafoutis é. Um creme de ovos. E valeu a pena pois ficaram tão lindas e gostosas. Para todos os que estão no Rio, São Paulo, Buenos Aires, Santiago (ou em Trondheim como a sortuda que vos fala) cercados por cerejas do alto verão do hemisfério sul, nada como esta simples receitinha francesa. Há pouco descobri que amo mais os franceses quando eles são simples.



Clafouti de Cereja (*)

3 ovos
1/2 xícara de açúcar + para salpicar na forma
1 1/2 xícara de leite (ou 1 xícara de leite + 1/2 xícara de creme de leite ou de creme azedo)
2 colheres de sopa de farinha de trigo
2 colheres de sopa de amido de milho (maizena)
Raspas de meia fava de baunilha
200 a 300 gramas de cerejas com caroço (não remover os caroços)

Como:

Aqueça o forno a 180C. Unte uma forma refratária ou potinhs individuais com manteiga e salpique açúcar. Lave as cerejas, seque e coloque no refratário ou divida as frutas nos potinhos. Bata os ovos com o açúcar até ficarem aerados. Adicione as raspas de baunilha e misture. Adicione a farinha, aos poucos e mexa até incorporar. Por fim adicione o leite/creme e misture suavemente até ficar totalmente incorporado. A massa é bem líquida. Divida a massa entre os potinhos cubrindo a camada de frutas. Asse por 45 minutos. Deixe esfriar alguns minutos antes de servir. Pode ser servido quente ou frio. No dia seguinte, gelada, fica tudo de bom. Decore com um pouco de açúcar de confeiteiro ou alguns pistaches moídos antes de servir. Rende 6 porções.



(*) Clafoutis e Flognarde

Faz pouco eu aprendi que é uma redundância escrever 'clafoutis de cereja', sabiam? É que clafoutis são sempre de cereja. Quando se usa uma outra fruta para fazer está tortinha cremosa elas deixam de ser clafoutis e são chamadas de 'flognardes'. A primeira vez que eu li sobre flognardes foi no blog Flagrante Delícia da talentosa Leonor. Fiquei muito curiosa para saber mais sobre os flognardes e fui checar a história destas sobremesas e encontrei a origem de tudo. Clafoutis e flognarde são sobremesas caseiras da região de Limousin, na França. A origem do nome clafoutis está totalmente relacionado com a o uso das cerejas. Uma curta explicação em francês pode ser lida aqui



15 comentários:

Magia na Cozinha disse...

Os Clafoutis ficaram maravilhosos! Amei o coração de cerejas.
Li esta informação sobre o Calfoutis e Flognard no blog da talentosa Leonor e achei muito informativa.
Aqui temos as cerejas que vem de Washington, mas dificilmente compro, pois é a fruta mais cara do mercado.
Mas vontade não falta!
Parabéns pelo trabalho realizado!
Aqui está super frio tb, guardadas as proporções.
Bjs :)

Nana disse...

Querida,

que lindo ficou essa sobremesa, aqui a cereja é mto cara e acabo comendo de graça quando visito o mercadão kkk fazendo assim, a minha cota para satisfazer o desejo por cerejas hahaha
Ao contrario dai, aqui anda muito quente, até demais...
Bjs e ótimo final de semana

Glau disse...

Oi minha linda, puxa parabéns por ter cumprido mais uma meta! Muito bom sentir a energia correndo por ai.. como vc disse, apesar do frio que faz ai, dá pra sentir que vc está quente, viva! Assim como a sobremesa que vc preparou.. quentinha e de mta cor!

Um beijo e ótimo fds, Glau

Alcina disse...

Olá Claudia
Cereja é uma fruta que faz parte do meu imaginário de criança, porque lá na zona onde eu nasci há montes de cerejas, os meus avós e tios todos tinham cerejeiras, era uma fruta que comia muito quando lá vivia e que adoro.
Agora até se fazem passeios para ver as encostas daquelas serras cheias de cerejeiras em flôr, quando é época.
Gostei de saber a história do clafoutis e o seu ficou lindo assim em forminhas pequeninas.
Bjinhos :-)

Mari Azevedo disse...

Oi Cláudia, parabéns por ter cumprido suas metas e finalizado com sucesso, aquilo que você queria.
As fotos estão todas fantásticas (tanto das cerejas, como do clafoutis), e a sobremesa ficou maravilhosa, servida nesses ramequins (lindos demais também).
Fiz clafoutis de cereja no ano passado, uma vez... é muito, muito gostoso... =D
Beijos,

Mari

Lucia Campos virtual disse...

Oi Cláudia,
Em primeiro lugar, parabéns por completar o seu trabalho e compartilho sua alegria!!!
Nem imagino como seja o frio daí, nós estamos vivendo um verão bem abafado e com muuuuuita chuva, o que anda castigando vários Estados: Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas Gerais e, bem...Sampa está sempre com pontos de alagamento, mas este ano parece que está com ainda mais.
Para finalizar, adorei os docinhos ( clafoutis - muito chique!), lindos eles estão e, sem dúvida, deliciosos! Espero que eles tenham trazido muito prazer à visão e principalmente ao paladar!
Abração

susana disse...

Ola Claudia, parabéns pelo trabalho trabalho!!
Adorei a receita!!!
Cá em Portugal,tambem temos produção,no centro do pais, no Fundão, são bem vermelhas,carnudas,suculentas,maravilhosas, mas caritas!!!infelizmente!!!
Um beijinho
Boa semana

Cláudia M. disse...

Cláudia, cerejas são a minha fruta preferida. Simplesmente ADORO. Qdo começam a aparecer, são mto caras, depois o preço lá vai baixando...
nunca comi o clafoutis, embora há pouco tempo tenha estado com uma receita nas mãos, qdo estive a pesquisar algumas receitas de doçaria francesa. Acabei por fazer uma galette (bolo de massa folhada). Os seus ficaram muito lindos (e gostosos, não é?).
bjs

Moira disse...

Minha fruta peferida!
Nunca experimentei o clafoutis, mas em breve vou experimentar.
Ficaram com óptimo aspecto.
Bjs
Moira

Claudia disse...

Clauzinha, você sabe que aqui também vende cerejas dos EUA, durante o verão do hemisfério norte, mas são bem mais caras do que as argentinas.

Nana, também comi várias enquanto enchia o saco. E acabei comprando mais do que devia pois não parava de comer. As crianças amam frutas e por frutas eu pago o preço que for. Tenho que pagar!

Glau, estou nas nuvens com o final do trabalho. Outros virão mas este era muito importante! Beijos.

Alcina, a beleza das cerejeiras floridas é estonteante mesmo! Estamos tentando reproduzir aqui no nosso jardim. Plantamos cerejeiras, mas não de cereja doce, de cereja azeda que é a única que aguenta o clima daqui. Mas dá para fazer caldas e geléias.

Mari, as clafoutis pequenas ficam muito charmosas mesmo. E a cor é linda de morrer e vem daí o nome. Aproveite para repetir que as cerejas devem estar no mercado!

Lúcia, eu sonho com verão e dias úmidos e abafados. Acho que para quem nunca experimentou fica difícil imaginar o frio de temperaturas negativas. Só com muito doce e muita gordura para segurar!

Susana, não sei por que são tão caras as cerejas. Não deveriam ser já que são árvores que produzem tanto, mais do que os morangos por exemplo.

Claudia e Moira, vocês gostam de cerejas e podem achar cerejas facilmente então precisam experimentar fazer clafoutis. Você vão se viciar. Além de fácil são realmente deliciosas. E olhe, eu tenho uma receita com manteiga e uma sem manteiga só com ovos e leite. Sem manteiga fica bem melhor, tipo um flanzinho!

Beijos garotas e obrigada pela visita. Estou louca para visitar todas agora que estou mais livre!

C.

Bergamo disse...

Claudia...rsrs..quase te chamei de Clafoutis agora..rsrsr
Bom, queria dizer que esses Clafoutis estão simplesmente maravilhosos. Já me descabelei por causa de uma definição de Clafoutis...eu e as minhas definições...a gastronomia é tão rica que muitas vezes gera confusão e dúvida mesmo.
Ahh..antes que me esqueça - não, aquilo lá não foi um sábado regular, não. Iria à falência, e precisaria de uma dieta constante...rsrs
Abraços,
Bergamo

Leonor de Sousa Bastos disse...

Olá Cláudia!!

Aqui em Palma de Maiorca também encontro imensas vezes cerejas do chile...são maravilhosas, mas o preço costuma ser absurdo!
Acho o máximo essa sua determinação em auto-convencer-se de que é Verão, combatendo os-14ºC
comendo cerejas...deu-me vontade de rir!
Às vezes, também faço mesmo...não me dou nada bem com o frio!

Fico contente pelo seu alívio em ter terminado esse projecto! De facto foi um bom começo de 2009!

Quanto ao Clafoutis, ficou com um aspecto fantástico: um verdadeiro elogio às cerejas! :)

Obrigada pela referência ao meu blog...fico mais que vaidosa, lisonjeada! :)

Beijos!

Isabel disse...

Cerejas em Janeiro por aqui são raras. Aqui a época da cereja é Agosto e Setembro, e é também sinónimo de Verão. Esse clafoutis parece ser delicioso.
Parabéns pelo trabalho realizado. Que bom que o ano está a começar bem! Bjs

Claudia disse...

Bergamo, pode me chamar de Claudia clafoutis que não tem problema algum. Eu amo esta sobremesa.

Então tá, pensei que banquetes eram eventos semanais no seu chateau! Foi coincidência então pois outro dia mesmo você publicou um banquete indiano, mas eram final de ano. Banquete é no Bergamo's!

Leonor,
A cereja de janeiro aqui também estava meio cara, mas se comparada com a que eu comprei em agosto, durante o verão, estava até barata. Dá para entender? Dolar sobe e dolar desce e os preços continuam uma loucura.

Isabel,
As cerejas da foto vieram aquecer o inverno do norte diretamente do verão do sul. E trouxeram um pouquinho de calor para mim.

Beijos,

C.

EU MULHER disse...

Fiquei babando literalmente com essa sobremesa. Ficaram tão lindas!!!


Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...