sábado, 10 de julho de 2010

Samosas de carne ao estilo da Estela




Minha querida filhinha cozinha todas as semanas na escola, cuida com orgulho do seu próprio caderno de receitas e antes das férias começarem ela veio para casa excitadíssima com umas samosas que o grupo dela preparou na escola. Para matar as saudades, já que ela está de férias em São Paulo, eu decidi publicar a receita e as fotos das samosas que nós fizemos juntas na semana passada. Deixamos de lado as ervilhas usadas nas samosas da escola e sob minha influencia adicionamos azeitonas pretas picadas. Além disso convenci minha pequena que o melhor garam masala é aquele feito em casa, do nosso jeito e gosto.




Preciso confessar que o projeto todo foi razoavelmente pesado e que depois de abrir toda a massa, rechear, fechar e fritar cerca de 45 samosinhas estávamos orgulhosas mas exaustas. Ela comeu os pasteizinhos indianos cheia de orgulho e na manhã do dia seguinte esquentou as sobras no microondas e serviu para todos no café da manhã. Uma graça. Comemos samosas no dia seguinte com felicidade. Per e eu comemos com o meu molho chinês de ameixa feito em casa que está melhor do que nunca. No ano passado eu congelei parte deste molho num pote grande e descongelei especialmente para acompanhar as samosas da Estela e ficou perfeito.





As crianças ainda destestam o meu molho de ameixas, Estela detesta molhos em geral inclusive catchup e não toca nenhum deles, mas Tormod, não aceita meu molho apesar de gostar de catchup. Não se deixa convencer pelo sabor do meu catchup caseiro feito de ameixas, um catchup de ameixas é exatamente o que é esse molho é. Este molho de ameixa é sem dúvida uma das melhores receitas que eu já apresentei neste blog e, se você prefere trafegar pelo via dos alimentos feitos em casa, experimente já pois não vai se arrepender.



Samosas a la Estela

Massa:

500ml de farinha de trigo
120 ml de água fria
3 colheres de sopa de manteiga
1/2 colher de chá de sal

Recheio:

300 gramas de carne moída magra
1 a 2 colheres de sopa de azeite
1 cebola média picadinha
3 dentes de alho
1 pimenta tipo "chile" bem picadinho (tem sabor marcante e nada picante)
1 generosa colher de sopa do nosso "garam masala" feito em casa (veja nossa receita abaixo)
1/2 xícara de azeitonas pretas picadinhas (minha influência tentando recriar o pastel de carne brasileiro)
sal e pimenta do reino a gosto
óleo de girassol para fritar

Como:

Prepare a carne do jeito que preferir. Estela prefere fritar a cebola e o alho no azeite, adicionar o chilli picadinho e o garam masala e só depois a carne, mexer bem para deixar tudo bem homogêneo, adicionar a água, cobrir e deixar cozinhar por 15 a 20 minutos ou até que o líquido evapore bem. Adicione por fim as azeitonas, confira o sal e a pimenta e mexa bem. Remova do fogo e deixe esfriar um pouco antes de rechear a massa.

Divida a massa, faça duas cobras de massa (com cada uma das partes) corte as cobras em fatias grossa, faça bolinhas e abra as bolinhas até formarem um círculo de massa bem fino. QUanto mais fino você conseguir melhor. Corte cada um dos círculo ao meio para obter dois meio-círculos. Recheie os meio círculos com uma colher de chá de recheio e feche formando um triangulo e pressione usando um garfo.

Frite em óleo bem quente e deixe escorrer o excesso do óleo em papel toalha antes de servir.

Obs. O formato final da samosa tradicional é um triângulo mas não deixe de ousar se você preferir adotar outro formato.




Nosso garam masala

Garam masala é uma mixtura de ervas e especiarias típica da cozinha do norte da Índia. Alguns chefes indianos afirmam que não há uma receita definitiva de garam masala já que cada chefe e cada dona de casa tem a sua. A mistura do garam masala pode demandar de 3 a 15 diferentes tipos de ervas e especiarias mas em geral não leva curry (carril) que é típico das mixturas usadas na culinária do sul da Índia. Além disso o garam masala não é picante e sim extremamente perfumado.

Enfim, quando Estela pediu para comprar garam masala eu expliquei que garam masala era uma mistura de especiarias que devia ser montada a partir do nosso gosto e que nós iríamos fazer a nossa mistura em casa com ervas e especiarias que eu já tinha.

Esta aqui é a nossa receita, feita de acordo com nossa preferência. Se for testar, faça você mesma o seu garam masala e, se possível, toste e triture todas as ervas e grãos em casa. Apesar de ser feito a partir de folhas e grãos e semente o produto final do garam masala deve virar um pó.


2 colheres de sopa de sementes de cominho já tostadas e trituradas em pó
2 colheres de sopa de gengibre em pó
1/2 colher de sopa de canela em pó
1 colher de chá de sementes de cardamomo já triturado em pó
1 colher de sopa de chilli em pó
1 colher de sopa de páprica doce defumada

Num vidro limpo e seco misture as ervas feche e sacuda bem. Abra e cheire e veja se o aroma e o sabor está do seu gosto. O segredo, eu acho, é obter uma mistura que exale um perfume forte que te agrade. Guie-se pelo aroma da mistura e quanto mais frescas as ervas e especiarias mais perfumado será o seu garam masala.

Rende cerca de 1/2 xícara de tempero.

9 comentários:

gasparzinha disse...

Que lindas!
Deve ser mesmo uma delícia dividir estes momentos na cozinha com a filhota. :)
Beijinhos

Eu Mulher disse...

Não conhecia a receita das samosas, mas adorei e lógico que fiquei salivando,hehe. A aparência lembra nossos pastéis de carne, humm...

Falando em samosas, lembrei da atriz da novela Caminho das Índias que morreu logo após a novela terminar. Era ela que fazia as famosas samosas.

Fala para Estela que ela está de parabéns!

Bjs para as duas.

Claudia disse...

Suzana,

É uma delícia dividir com ela mesmo, ela é tão independente e quer fazer tudo sozinha, eu seria uma mera assistente ali, sabe como? Uma graça, mas eu não deixo ela fazer nada sozinha, muito pequena para mexer com facas e fogo quente... eu não saio do lado!!!!


Ana,

Não vi a novela e não sabia que rolava umas samosas ali, mas quem morreu? Que atriz? sei menos ainda. Sim, é um pastelzinho com uma massa mais simples de se fazer e que em geral não leva carne de boi ou vaca de jeito nenhum, mas nós, ocidentais carnívoros colocamos carne em tudo!!!!

Beijos,

Cláudia

Figos & Funghis disse...

Claudia, que receita deliciosa!!! Adoro comida indiana, vou anotar sua receita.
Obrigada pela receita do masala, há tempos procurava.
Bjinhos

miosotiis disse...

Adoro samosas! Quase nunca comemos por ser frito, mas o perfume, o sabor, hum....

Claudia disse...

Figos,

Sabe que esta minha receita de masala é bem específica já que exclui cravo e anis estrelado que eu não gosto. Além disso eu acho que o que não pode faltar no masala é o cominho, gengibre e canela e de resto tá valendo tudo!

Miosotis,

Aqui na Noruega nunca comemos na rua, nunca beliscamos porcaria pois aqui não é um paraíso para comer fora e por isso comemos sempre em casa. E por comer sempre, sem-pre mesmo, em casa eu passei a incluir algumas poucas frituras no cardápio e faço para variar e complementar, para dar graça a nossa dieta que seria um tédio sem uns pastéis, bolinhos de bacalhau, de arroz e peixinhos fritos e até batata frita.
Mas muito pouco, no Brasil eu só comia fritura na rua, em festas e restaurantes e agora só como em casa, acho que a troca foi para melhor.. Além disso só uso óleo de girassol!

Beijos,


Cláudia

Dani disse...

Claudia,
Mas, como assim, Estela no Brasil e você aí?
Como dizia a minha mãe, é "transmimento de pensação": ontem à noite, fiz pernas de pato marinadas no mel e molho de soja, e queria um molhinho para acompanhar. Fiz um agridoce, colocando tudo que tinha ao meu dispôr (incluindo um molho de arandos que tinha congelados), ficou ok, mas o que queria mesmo, era um "molho de ameixa", que é o preferido aqui em casa! Como minhas ameixas acabaram no sábado, pensei, "para a próxima, vou pesquisar e encontrar uma receita caseira". Juro por deus. E hoje venho aqui.
A mistura dos condimentos que uso no meu curry de amêndoas é semelhante, mas acrescento também "tumeric". Naquela receita que publiquei no blog que anda às moscas, também acrescentei uma mistura de garam masala que tinha no armário, mas na verdade, era meio redundante, pois os temperos são os mesmos. Eu tosto as especiarias, antes de moê-las, pois liberam mais aroma.
Enfim, quem sai aos seus não degenera!
Beijos, espero que esteja quente por aí!

Claudia disse...

Dani,

Acredite, as crinças foram viajar sozinhas, as duas e nós vamos viajar no final desta semana e depois encontraremos com eles em Amsterdam. Eles chegam em Amsterdam vindo de SP no final da próxima semana. Mas a Estela está super feliz com os primos, tios e avós e eu preciso relaxar um pouquinho e deixar eles tomarem asas sozinhos... O Per não ia poder ir e eu resolvi ficar uns dias sozinha com ele aqui!

Eu não tinha tumeric em casa pois não uso nunca e por isso não adicionei já que meus masalas são sempre bem falsos, ao meu gosto, nunca uso cravo nem anis e também não adicionei. Usei o que tinha fresco em estoque. Poderia ter adicionado noz moscada mas demorei para lembrar que tinha e fiquei com preguiça depois que a mistura já estava pronta. Adoraria ter adicionado grão de mostarda mas também não tinha, compro pouquinho pois uso bem pouco e também não tinha em casa desta vez.

Se jogue no molho de ameixas caseiro, a melhor coisa é fazer em casa. Menina o sabor do molho cresceu de tal maneira, sei lá por que, o sabor tomou corpo no molho do pote que ficou congelado que eu acho que este ano vou congelar tudo por uns meses para dar uma reforçada no sabor!

Beijos,

C.

Tatiana disse...

Que fantástica a possibilidade de preparar o garam masala!
Adorei!!!
Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...