quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Para aquecer: Pão de queijo e biscoitos de chocolate, ambos sem glúten




Com frio que faz por estas bandas esta época do ano, temperaturas abaixo de zero, muita neve e gelo por toda parte, o corpo grita por calorias... doces calorias. Nada como biscoitos recém saídos do forno e pães de queijo quentinhos para saciar as demandas do organismo faminto. Com mãe e sobrinho nos visitando, os motivos para celebrar e encher a mesa de delícias não são poucos.



Eu uns dias atrás fiz pães de queijo e biscoitos de chocolate para um lanchinho de final de tarde... As duas receitas são novas no meu repertório e estava louca para experimenta-las. A receita do pão de queijo uma adaptação da Neide do Come-se para receita de uma amiga dela. É uma receita muito boa. A massa é facílima e perfeita para preparar e congelar as bolinhas de pães prontos para assar depois. Facílima de fazer e ainda não inclui escaldo de polvilho. É misturar tudo, fazer bolinhas e assar, ou congelar para assar depois. Simples assim.





Os biscoitos de chocolate são na verdade um belo suspirão de cacau com pedaços de chocolate. É de comer gritando. Foi eleito lá em casa o melhor biscoito de chocolate jamais feito. Sem glúten pois não leva qualquer farinha, nem gordura. Os ingredientes resumem-se a claras de ovos, açúcar e cacau puro... pode ou não levar pedaços de chocolate. Eu recomendo, mas não é obrigatório. Eu ia adicionar uma colher de extrato natural de baunilha mas acabei esquecendo e não fez a menor falta. Importante lembrar que as crianças lá de casa, o sobrinho incluído, não são chegadas em chocolate amargo e, por isso, não tinha certeza quanto ao sucesso dos biscoitos junto a ao baixo clero, se é que vocês me entendem... mas foi sucesso total. Eu acredito que a receita é boa, mas também acredito que o paladar dos pequenos está amadurecendo... endelig!




A receita dos biscoitos é do Blog Kumquat do círculo de "blogs sem glúten" e que tem sempre um monte de receitas legais. Já declarei aqui meu interesse em deixar de consumir glúten. Nem sempre consigo, mas as vezes passo um bom tempo sem consumir trigo e centeio e me sinto bem melhor... Mas nem sempre é possível e, como não sou celíaca, tenho recaídas inevitáveis já que as vezes preciso comer por falta de opção e/ou por educação. Mas os efeitos das recaídas eventualmente passam desapercebidos o que mostra que basta reduzir o consumo de trigo que o organismo já consegue funcionar melhor...



Até minha mãe está vivendo sem glúten, e sem adoçante. Minha mãe adoçava sseu café até dezembro passado, quando chegou aqui, Tivemos uma conversa, mostrei artigos, ela leu e jogou o aspartame que tinha trazido no lixo. Decidiu: vou tomar sem adoçar e desde então tem sido assim. Está comendo knekbrød sem gluten e todas as gorrorrobas sem glúten que eu faço. Sem glúten e sem o adoçante artificial ela dorme até melhor, digere melhor e está mais relaxada... Este é o meu diagnóstico diante do pude presenciar nos últimos 70 dias...






Pão de Queijo Maravilha

Via Neide, i.e. Come-se. A receita abaixo contém as minhas "adulterações"...

400g de polvilho azedo
200 ml de leite
100 ml de azeite
2 ovos médios orgânicos
150 g de queijo minas padrão, parmesão ou qualquer tipo de queijo duro ralado na hora
1 colher de chá de sal marinho

Como:

Coloque todos os ingredientes numa tigela e misture com as mãos até formar uma massa homogênea. Faça as bolinhas de massa usando duas colheres de sobremesa. Neide recomenda usar colher de sopa, mas eu gosto de pãezinhos pequenos e por isso usei uma colher menor. Coloque as bolinhas em assadeiras que não precisam ser untadas, mas deixe espaço entre os pães. Leve ao forno pré-aquecido a 250C (esta é a temperatura máxima do meu forno) e deixe assar por cerca de 25 minutos ou até dourar. Sirva quente.


Rendeu 48 pãezinhos




O melhor biscoito de chocolate do mundo
Via Gretchen do Blog Kumquat

350 gramas de açúcar de confeiteiro
100 gramas de cacau em pó puro
100 a 120 gramas de clara de ovos (cerca de 4 claras grandes)
Pitada de sal
200 gramas de chocolate amargo com 60% de cacau picadinho
1 colher de chá de extrato puro de baunilha (esqueci de colocar)


Aqueça o forno a 180C. Reserve dois tabuleiros grandes para assar os biscoitos e forre-os com papel manteiga. Numa tigela grande misture o açúcar, o cacau e o sal e reserve. Coloque as claras numa tigela de vidro grande e usando um batedor de mão ou um garfo, bata levemente as claras até elas começarem a espumar e ficarem totalmente brancas... Cerca de 1 minuto. Nada de claras em neve pois estes biscoitos não são suspiros. Adicione a mistura de açúcar e cacauas claras e usando uma espátula ou colher de pau misture bem até incorporar totalmente.

Você vai obter uma massa razoavelmente grossa, mas perfeita para tirar colheradas de massa e colocar no tabuleiro. Adicione a baunilha e misture para incorporar. Por fim adicione os pedaços de chocolate da tonalidade que desejar. Pode usar chocolate branco, ao leite, ou amargo. Coloque colheradas de massa nos tabuleiros forrados, bem separados um do outro pois vai dar uma bela esparramada. Asse por 15 minutos ou até que esteja com o topo todo rachadinho. Deixe esfriar totalmente antes de retirar os biscoitos do papel pois eles quentes vão grudar e quebrar.

Rende cerca de 36 biscoitos.

16 comentários:

Beth disse...

Qual dos dois escolher??? està muito dificil olha? vous velar 3 de cada, porque o aspecto dos dois é fantàstico!

Bjs

Claudia disse...

Beth,

Eles são totalmente complementares, melhor provar os dois. Beijos,

Claudia

Shapalmas disse...

Hummmm...quero um de cada...os dois parecem ótimos,adorei!

Beijinhos

Sharon
http://viramexeefaz.blogspot.com

Anouska disse...

mal posso esperar por ter um motivo para fazer os biscoitos de chocolate... Parecem ser uma delicia!

Claudia disse...

Shapalmas,

As duas receitas são ótimas, vale a pena.

Anouska,

Eu não esperava motivo para fazer não... são bons demais esses biscoitos.


Beijos,

Claudia

Isabel disse...

Claudia,
fez muito bem em livrar a sua mãe do adoçante, é terrível, como você bem deve saber.
Tenho comprado uns pãezinhos de queijo prontos aqui perto, mas lógico que não são a mesma coisa do que esses lindos preparados por você. Vou experimentar a receita.
Bjs

Alcina disse...

Que delicia de fotografias :-) nem sei qual gostei mais, escusado será dizer que pão de queijo foi a coisa que gostei mais no brasil, na minha curta estadia :-) mas esses biscoitinhos de chocolate també ficaram divinos.
A minha duvida quando experimentei fazer por cá os pãezinhos foi o queijo, que tipo usar, porque os que aparecem nas receitas eu não conheço por cá e esse sueco também não deve haver..

Bee disse...

Boa Tarde :)
Não consegui deixar de comentar.
O seu blog é simplesmente magnífico!!
Parabéns!!

Luíza Diener disse...

e qual é o efeito do açúcar de confeiteiro na saúde? não é prejudicial, assim como o açúcar refinado?

dá pra fazer com açúcar mascavo ou demerara batido no liquidificador?

bjs

Claudia disse...

Isabel,

pão de queijo pronto e muxibento também é bom... como já comi desses... Bj.

Alcina,

Qualquer queijo mais duro, tipo meia cura, serve... usei o que tinha em casa que por acaso era sueco... os queijos duros mais salgados como parmesão, pecorino ou mesmo o manchego de ovelha ficam melhores. Eu uso o queijo que tenho em casa... o serra da estrela deve ficar maravilhoso. Importante é experimentar, sem medo de errar. Bj.

Bee,

Obrigada. Fico muito feliz. É um grande estímulo. Bj.


Luiza,

Açúcar é açúcar e não deve ser consumido em grande quantidade, e isso serve para todos os tipos de açúcar já que todos eles refletem nos índices de açúcar no sangue.

O açúcar de confeiteiro em teoria é apenas o açúcar branco ultra-triturado para adquirir a consistência finíssima de farinha. Mas na prática o fato é que a maioria deles leva um tanto de amido de milho, de sabor bem neutro, para evitar que o açúcar cristalizes etc... o que acaba deixando o açúcar de confeiteiro "menos doce" do que o açúcar comum, mas dá mais textura quando usado em algumas receitas, tipo macarons, suspiros, biscoitos etc... no caso deste biscoito, a adição de amido ao açúcar beneficia o resultado.

Eu não sei se esta receita segua uma substituição total do açúcar de confeiteiro pelo açúcar mascavo/demerara. Claro que você pode testar a receita com outro açúcar e obter um resultado sensacional. Bata as claras em neve, adicione o açúcar e o cacau e experimente. Alguns dos melhores biscoitos que levam farinha são feitos com açúcar mascavo, ou com uma mistura do mascavo com o açúcar comum ou confeiteiro... você também pode usa o açúcar de confeiteiro de coco que é um produto novo e maravilhoso. Açúcar de coco é bem saudável.

Abs,

Claudia

Anônimo disse...

Boa tarde, eu gostaria de lhe perguntar qual a sua opinião sobre os organismos geneticamente modificados?
Aguardo a resposta.
Muito Obrigada

Fernanda disse...

Olá. Mais uma vez participando do blog. Como você conseguiu polvilho azedo na Noruega? Obrigada.

Ana disse...

Cláudia,

Obrigada por compartilhar tantas receitas e ideias. Fiz opão de queijo ontem e o meu marido gostou muito, me disse que parecia o pão queijo de boteco de São Paulo. Isto é, matou a saudade, pois também somos exiliados...

No entanto, queria te pedir uma dica. Mesmo quando eles ficam ótimos para comer na hora, eles ficam muito duros para comer no dia seguinte. Alguma sugestão de como "resgatá-los".

Abraço,

Ana

Claudia disse...

Ana,

Eu faço sempre e essa receita nunca dá errado... principalmente usando polvilho azedo. Mas olha, infelizmente, o down side do pão de queijo é esse, não dá para resgatar no dia seguinte. Ou você gosta de pão de queijo borrachudo ou não tem jogo.

Abs,

Claudia

Joice disse...

Claudia, otimas receitas obrigada por dividir as suas guloseimas conosco!

Eu fiz a de pao de queijo ontem e saiu uma delicia, so tinha povilho doce em casa entao coloquei um pouco a mais de sal e usei queijo parmessao ralado na hora.

Minha namorada amou, falou q foi o melhor q eu ja fiz :) Sempre faco o de saquinho pela praticidade (moro fora tbm) mas agora que descobri/me toquei que Tapioca Flour eh povilho nunca mais rs.

Ah eu coloquei o meu no forno for uns minutos no dia seguinte e nao ficou borrachudo, ate me surpreendi.

Vou fazer mais uma levada pro pessoal aqui do servico, eles adoram nossos docinhos, bolos e afins aqui.

Bjao

Claudia disse...

Joice,

que ótimo! E não é que pão de queijo alimenta o amor :)

Eu uso polvilho doce de vez em quando, não fica igual, mas passa. O polvilho doce na verdade não é doce, ele é o amido da mandioca puro enquanto o azedo é o amido fermentado o que altera a consistência da farinha deixa o resultado final mais crocante.

Bjs,

Claudia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...