domingo, 14 de março de 2010

Em cacos...


Certas canções colam na gente, falam ao nosso estado de espírito e nos ajudam a fazer sentido da nossa dor e de nossas perdas. Muito comum canções servirem de tema para histórias de amor felizes, ou não, mas também para perdas de outras naturezas. Já faz tempo, mas me lembro como se fosse ontem, meu pai tinha acabado de perder o pai (meu avô) e ficava ouvindo sem parar e repetindo um milhão de vezes uma canção do João Nogueira chamada Espelho (aqui com o Diogo Nogueira) e que fala exatamente da perda do pai.

Neste momento eu ouço sem parar a canção Metade da Adriana Calcanhoto. A canção é de um álbum antigo mas assim, de repente, veio a minha cabeça e simplesmente fala ao meu coração, reflete meu estado de espírito e a minha dor. Talvez em breve eu não consiga mais ouvir essa canção, mas por hora é ela que me embala.

Abaixo a letra e aqui o vídeo com a Adriana Calcanhoto


Metade

Eu perco o chão, eu não acho as palavras
Eu ando tão triste, eu ando pela sala
Eu perco a hora, eu chego no fim
Eu deixo a porta aberta
Eu não moro mais em mim

Eu perco a chaves de casa
Eu perco o freio
Estou em milhares de cacos, eu estou ao meio

Onde será que você está agora?

Eu perco a chaves de casa
Eu perco o freio
Estou em milhares de cacos, eu estou ao meio

Onde será que você está agora?

19 comentários:

Deusa disse...

Sinto muitissimo amiga,mas não tem jeito esta na biblia sagrada...tempo pra sorrir.....tempo pra chorar....etc...faz parte infelizmente da nossa existência....quem ja não passou pelo luto...quando perdi meu primeiro filho,gravida de quatro meses eu ouvi sem parar durante 6 meses chorando até amargar a alma a musica do padre Marcelo *Senhor eu sei que tu me sondas*....hoje eu não posso nem me lembrar porque e uma ferida que fecha aos pouquinhos....mas sangra se mexer.E só o tempo que vai te trazer isso....e voçê vai aprender a sorrir de novo....nunca da mesma forma,mas vai sorrir de novo.
Beijos
Deusa
vasinhos coloridos

Blog - util.necessario - Ana disse...

A minha mãe costuma falar que as saudades de doer o peito passa, mas as saudades do abraço não tem como lutar com ela, tem que aprender a conviver assim
Lamento não estar aí para te dar um abraço, um "colo", pois sei que palavras não vem a caso agora, mas é o pouco que tenho para você.
Bjs, de uma amiga virtual.

cacahuete disse...

A primeira música não conheço, mas a da Adriana Calcanhoto, conheço super bem. E gosto muito dessa música. Acho que nestas alturas todos sentimos que nos temos de agarrar a alguma coisa. Eu também costumo procurar consolo e de certa forma conforto em musicas que me dizem alguma coisa.

Beijinhos e força...

gasparzinha disse...

Um beijinho. Muito grande.

Heloísa disse...

Claudia,
Espelho é um primor: "o meu medo maior é o espelho se quebrar".
E Metade, que eu não conhecia, tem uma poesia linda. Que ela funcione como um mantra, para você, ajudando-a a se encontrar.
Beijo.

Camila Hareide disse...

Claudia, eu sei muito bem como vc tá se sentindo, e não há muito o que se possa dizer - ou fazer... É díficil aceitar, acreditar que realmente aconteceu, dói só de lembrar... Vc sabe, tô passando pela mesma coisa.

Mas a vida segue, e a aqueles que se vão precisam seguir o caminho deles. E me faz sentir-me melhor pensar que estão bem, e que saibam que estamos bem.

Muita força pra você aí...

beijo

Nina disse...

Querida,

Que a música lhe embale no colo dos seus queridos aí.

Beijos e minhas orações pra você

Dani disse...

Algumas músicas têm esse poder de catarse, em tempos assim...
O teu coração está em cacos e vai sempre faltar esse pedaço, mas ele é inteiro. E um dia desses você irá sentí-lo bater com mais vigor.
Quanta gentileza os macarons abaixo, e que lindos...
Um beijo,

Anônimo disse...

Essa música -Espelho- sempre me tocou e ainda hoje quando a escuto fico mexida... Não sei se , hoje , por sentir com você um pouco dessa sua dor , ao escutar a música me emocionei e senti um arrepio me percorrer a espinha.
Fale, chore e divida conosco a sua dor. É um jeito de amenizá-la.
Tenha uma excelente semana!
bjo
Victória

Tatiana disse...

Claudia, minha vida está tão corrida e tenho visitado pouco os blogs amigos.
Hoje venho aqui e me deparo com essa triste notícia.
Eu hoje não tenho religião, minha conduta é meu lema, mas não consigo deixar de me intrigar com essa nossa vida.
Que coisa mais surreal é viver!
E não há nada que possa amenizar essa dor, só o tempo que vai transformá-la em lembranças mais suaves.
Então só posso deixa o meu mais reconfortante abraço virtual e meus sinceros desejos de que sua trilha sonora mude assim que possível!
Um grande beijo!

Pepa disse...

Encontrei seu blog numa pesquisa no google por biscoitos, e lendo os posts anteriores descobri o que aconteceu com vcs, sei bem o que é isso, pois passei por dor semelhante ao perder minha mãe, quero dizer passei a fase das canções, acho que todo mundo tem...
Agora vem a parte da saudade. Enfim só queria dizer que estamos aqui, afinal dizer o que numa hora dessas ?Mas vc tem vários ombros por aqui.
Bjus e força.

Verena disse...

Muitas vezes a música funciona muito melhor do que as palavras que queremos dizer, conseguem traduzir dor, alegria, medo, saudade e outras coisas que nos integram.
Que a Adriana cante bem baixinho ao teu ouvido...
Um beijo e fique com ele...!

Anônimo disse...

Eu, leitora anónima, não posso fazer mais nada do que te enviar um muito, muito grande abraço de Portugal.

(grande João Nogueira - ainda tive a sorte de o ver ao vivo)

Amehlia Digital ! ® disse...

Claudinha,
A nossa vontade era que a canção da sua vida fosse outra, mais alegre, mais feliz...
Isso ainda não é possível, mas creio que Deus pode fazer o impossível...que é acalmar essa dor que parece nunca ter fim.
Não se esqueça que estamos por perto...conte conosco sempre!
Um beijinho no seu coração!

Gina disse...

Cláudia, estou chegando hoje de viagem e vim aqui fazer-lhe uma visitinha, saber como está, esperando encontrá-la um pouco melhor.
Como mensurar a dor alheia? Por empatia, certamente, se não vivemos algo parecido!
A música, ou melhor, os compositores têm a sensibilidade e conseguem traduzir os sentimentos. Talvez seja a mais profunda expressão, quando letra e melodia se encaixam perfeitamente, transportando nosso ser a qualquer lugar, qualquer distância, qualquer plano espiritual...
Espero que outras melodias venham embalar sua vida.
Beijo no coração!

Noémia disse...

Tudo o que possa embalar e suavizar a sua dor é bom. A música é, em muitos aspectos, um bálsamo para todos os estados de alma.
Eu, numa perda trágica como a sua, já usei muito uma canção da Maria Bethânia " Chorei, não procurei esconder, todos viram, fingiram, pena de mim não precisava, ali onde eu chorei qualquer um chorava, dar a volta por cima que eu dei quero ver dava!..."
Não diminuiu a minha dor mas deu-me força e ânimo.
Gostaria de lhe dar isso mesmo com estas palavras...força Cláudia!

Paula Pacheco disse...

Menina, acabei de ler...que chato, ficam as ótimas lembranças, todos estamos de passagem por esse mundo. Imagino estar em seu lugar, ficaria muito triste também,a saudades deve ser enorme...Claudinha, força e só pensamentos otimistas, logo você e sua familia vão estar reestabelecidos,
bjs
Paula

Marimares disse...

Claudinha,
eu quase vi São Pedro quando estava na UTI, por força do virus da gripe Ah1N1, em agosto do ano passado e sei oq se passou com o seu irmão.
Fico aqui pensando que já que Deus me deu uma nova oportunidade de vida quem sabe vc tem a missão de transformar o Sabor Saudade em Sabor Saudável...
Isso sim, desde q as receitas continuem sendo cheias de Sabor Divino para os nossos corpos e para a nossa alma.
Fique com Deus e saiba, vc não está sozinha, o seu irmão vive com vc e em vc, seja Feliz q é isso oq ele deseja de verdade.

Anônimo disse...

O tempo, apenas o tempo será o amenizador desta dor. Conforme vão passando os dias, nossas necessidades diárias e , principalmente de nossos filhos vão nos conduzindo novamente aos trilhos, obrigatóriamente. Vem-nos à cabeça muitos questionamentos, mas não há respostas satisfatórias. Acredito que ele deva estar em companhia do Pai maior que não nos desampara nos momentos difíceis e há de acalmar seu coração mas, leva algum tempo. Talvez a hora de cada um seja a resposta. Tenho suplicado a Deus que amenize sua dor e de seus pais.
Forte abraço
M Célia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...