quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

O resto é doce de leite. Do inverno, desespero e as saídas que se acha...




O silêncio está dominando cruelmente por aqui. Pouco, muito pouco para dizer, nada que justifique uma postagem, nada que emocione. O que eu vou escrever todo mundo sabe e já viu por aqui e pela aí. Este é o pior inverno de todos os tempos, o pior inverno que eu já vi na minha vida e na Noruega e olha que já tivemos invernos péssimos antes... O que pode se dizer é nunca se consumiu tanta energia como na última semana na Noruega. O governo recomenda não lavar roupas ou não lavar pratos nas lava-louças para economizar energia. Há dúvidas se haverá problemas no fornecimento. Enquanto isso haja madeira para queimar, haja criatividade para achar graça na vida enquanto a temperatura oscila entre -20C e -30C. Haja disposição para tanto sofrimento. Pois inverno é puro sofrimento, 100% sofrimento e desolamento.



As imagens dos dias lá fora são uma mistura de beleza e horror. Beleza sim pois há beleza para além da brancura gelada, dos vapores que pairam sobre o mar. E horror pois o frio dói. Não há como sobreviver muito mais do que duas horas se você for pego de surpresa, sem proteção num frio desses. Já pensou nisso? E pessoas estão sendo resgatadas e abrigadas por estranhos em estradas quando seus automóveis quebram e são muitos acidentes que acabam em mortes desnecessárias. Muito gastos, altos custos, muita poluição. Eu por aqui penso na validade de habitar estes cantos gelados do planeta... totalmente questionável. Se o planeta aquecer horrores, o que já começou a fazer, talvez se justifique. Mas se da Espanha para baixo e para os lados tudo vai estar inabitável, haverá alguma graça em permanecer aqui?




As perspectivas para o futuro são péssimas... Nesta hora, eu, uma otimista por natureza, penso no verão. Gosto de lembrar daqueles curtos três, as vezes quatro, meses de temperaturas amenas e de razoável fertilidade nas terras nórdicas. Gosto de olhar as fotos do verão e lembrar da vista da nossa pequena baía dentro do Trondheim fiorde, sim, essa é a nossa baía. E a vista da nossa pequena praia a partir da janela lateral durante o verão...



Contemplar a casa do meu vizinho, reformada desde o verão quando era amarela. Namorar o nosso arbusto gigantesco que cresce livre e sem podas durante o verão. Como eu amo as pequenas flores que dele nascem.... eu aprecio com alegria e amor cada uma destas pequenas flores brancas. O arbusto é enorme, bagunçadíssimo mas floresce como louco, como se cada verão fosse o último. Com o frio que chegou com janeiro, com 2010, nunca se sabe o que vai acontecer, se há de haver novos verões... Saravá, saí para lá uruca! O que o frio intenso não faz com a mente de uma pessoa saudável...



Com a temperatura marcando -24C eu decidi ficar em casa hoje. Nada de escola, nada de vestir para sair de casa, nada de sofrimento. Ontem, com temperatura entre -21C e -22C já foi sofrimento demais. Hoje vamos ficar por aqui, quero cozinhar, tomar sopa, muita gordura, muito creme, muito leite quente. Queimar muita madeira, ocupar as crianças e achar algum sentido na vida invernal para além da TV. Se eu assisto TV em dias como estes aí é que o bicho do desespero me pega mesmo...



A TV tem o poder de me irritar e destruir toda a minha confiança e respeito pela espécie humana. Não há realmente nada que me inspire naquela telinha e por isso eu durmo e me enrolo. Estou super preguiçosa e devagar, mas que saída? Mas muitos são os planos, muita coisa para fazer neste novo ano. E também faço planos de viagem, para fevereiro, quando me afastarei daqui e vou dar uma umidecidinha rápida e circular pelas minhas cidades favoritas neste planetinha. Se você ficou na dúvida: eu quero dizer Rio de Janeiro e São Paulo. Tão próximas e tão distantes de mim.



Estas flores me lembram tantas coisas boas, tantos dias lindos e felizes. Eu amo o verão e não posso mais esperar para viajar. Por hora nós continuamos nos apoiando na força das tangerinas que estão uma beleza. Marroquinas e suculentas as tangerinas são nosso maior consolo. Faço suco de tangerina todos os dias e as frutas chegam em casa em caixas de 10kg.



Além de muita tangerina, sucos e gelatinas de tangerina, muito pouco tem sido feito por aqui desde o aniversário da Estela. Sobre a festa da minha pequena eu nada publiquei, mil perdões, mas é que a festa deixou a desejar no quesito fotografia. E desde então ando deixando as sobremesas meio de lado. Ando meio enjoada e eu sou a principal incentivadora de sobremesas, além de produtora, claro. No entanto, durante estes dias frios e caídos, eu fiz minha versão definitiva de doce de leite. Andei experimentando algumas versões de doce de leite para atingir a receita perfeita para o meu gosto. E acho que finalmente consegui produzir e repetir o meu doce de leite perfeito.



Desde que comecei a fazer o doce de leite talhadinho da minha avó que eu tento encontrar uma receita perfeita para mim. É que meu doce de leite nunca saía igual duas vezes. Sempre ficava diferente e nem sempre ficava bom. As vezes ficava ralo demais e aí precisava cozinhar mais e o doce acabava muito escuro. Eu não gosto de doce de leite escuro demais. E algumas vezes achei que o doce ficou pouco doce, precisando de mais açúcar e passei a experimentar usando mais açúcar e açúcares diferentes.



Depois de experimentar, experimentar e experimentar um pouco mais, durante meses, consegui repetir esta semana o doce de leite dos meus sonhos. Talhadinho mas não aguado, talhado e grosso, denso, doce mas não doce demais, nem doce de menos e com a cor perfeita. Nem escuro demais, nem branco demais. Perfeito.

"Doces de leite enlatados, comprados prontos, vocês não me pegam nunca mais", falou ela arrogante!!!



A busca pelo doce de leite perfeito requer duas coisas: paixão e respeito pela arte de fazer o doce de leite perfeito, pois cozinhar leite com açúcar durante horas e horas é uma tarefa que requer dedicação. Além de amor é preciso acreditar que não é possível comprar um doce a altura do seu, o que realmente faz valer a pena o tempo investido junto ao fogão. Mas, além disso, é preciso acreditar que nem todos os leites e nem todos os açúcares são iguais e que dependendo do leite e do açúcar que se use o resultado vai sair diferente. E tem coisa pior do que não conseguir produzir uma receita duas vezes da mesma forma? Aquela receita que sempre saí diferente?



Se você pode usar açúcar de cana e não tem que se preocupar com a origem do seu açúcar, meus parabéns. Você é feliz e não sabe. Ainda que refinado, o açúcar de cana é ser superior. Já eu, bem, tenho que gastar sapato e dinheiro para achar e poder comprar açúcar de cana branco que além de ser sobre-taxado por aqui simplesmente não se acha. Eu resisto e não me entrego, nem mesmo diante da tristeza de um quilo de açúcar de beterraba. Por isso, onde quer que você esteja, se você ama doce de leite use sempre açúcar de cana puro. Assim que conseguir um belo pedaço de rapadura vou fazer doce de leite com rapadura. O doce fica tudo com o sabor da cana ao fundo, já provei no Ceará mas nunca fiz doce de leite com rapadura.



Meu doce de leite perfeito

3 litros de leite semi-desnatado com 1,5% de gordura
4 copos de 250ml de açúcar branco (refinado) de cana
Uma pitada pequena de bicarbonado de sódio

Como:

1. Misturar açúcar ao leite numa panela grande de fundo grosso, ferro fundido, de aço ou cobre. Em linhas gerais significa que não servem aquelas panelas de ágata que queimam com facilidade, nem panelas de alumínio fininho ou tefalzinhas. Quando ferver o leite vai levantar por isso use uma panela bem maior do que a quantidade de leite.

2. Ferver leite e açúcar em fogo alto mexendo sempre. Quando ferver reduza o fogo bem baixo, adicione o bicarbonato e mexa para incorporar. O leite deve subir bem nesta hora, se preciso retire do fogo e mexa até baixa. Deixe a mistura fervida cozinhar em fogo baixo por cerca de 3 horas e mexa apenas a cada hora ou a cada meia hora.

3. O leite começa a talhar e caramelizar por baixo e mexer o leite o tempo todo usando uma temperatura mais alta ajuda bastante a agilizar o processo, mas é bem trabalhoso. Por isso deixe o leite cozinhar sozinho em fogo baixo mexendo de vez em quando. Para adquirir cor e consitência do meu doce de leite perfeito é preciso deixar o leite ferver por pelo menos 4 horas mexendo sempre que lembrar. Dependendo da quantidade de leite e da qualidade da panela, do leite e do açúcar o doce pode levar mais ou menos tempo para talhar, escurecer e atingir a consistência ideal.

4. Para ficar cremoso sem talhar exclua o bicarbonato e mexa o leite o tempo todo para evitar que talhe. O bicarbonato ajuda na formação das bolinhas mas mesmo sem bicarbonato o leite vai querer talhar sozinho e para evitar que as bolinhas apareçam, se você preferir, mexa bastante e mantenha o fogo bem baixo, o mais baixo possível.

5. As bolinhas surgem mais intensamente no final quando o líquido já bem escurecido e reduzido e começa a borbulhar o tempo todo mesmo sob fogo mínimo. Mexa bem nesta hora para formar um doce bem homogêneo.

29 comentários:

gasparzinha disse...

Minha querida, apesar de nunca ter enfrentado tamanho frio, compreendo o desespero... eu fico inerte quando vem uma vaga mais fria.
Fazes bem em te apegar a essas fotos lindas dos meses de Verão - sempre ajudam a aquecer o coração.

Está quase a viagem, agora é só mais um bocadinho, e com esse doce de leite caseirinho, um bocadinho bem saboroso.

Beijinhos,
Susana

Deusa disse...

AMIGA

Olha entrei no seu texto e cheguei a sentir seu desespero,eu aqui em Sâo Paulo ja fico desesperada quando tem aqueles feridões horriveis em que fecha praticamente tudo(Jundiai),este final de ano choveu horrores e fiquei numa cidade vazia,tudo fechado,sogra no pe,e sem onde levar minha filha,me deu vontade de dormir mesmo,se não fosse a atenção que minha filha necessita.....nem imagino ficar meses assim,nem imagino.
Deusa - vasinhos coloridos

Dani disse...

Claudia,

Nós aqui com frio de -7, -8 (atípicos) à noite já da desespero, imagino o seu... Sempre, sempre digo isso - por que viver nestes lugares praticamente inabitáveis?
Eu aqui só moro porque estou "presa", não literalmente, mas pelas minhas atuais circunstâncias. Tinha ido para o Porto por um ano, para tentar ficar lá de vez, mas tive de voltar, contra a minha vontade.
Mas olhar para trás - as tuas fotos - e adiante - a GRANDE viagem - vão te dando forças. O tempo voa, e logo teremos seus posts animados falando do Brasil!
O seu doce de leite lembra-me, na aparência, o da minha avó paterna, mas o dela era mais escuro, não gostava muito (o sabor exato, meio queimado, de rapadura, me veio agora, a memória é um coisa doida).
Sempre penso no seu doce, mas não sei se as minhas panelas aguentam todo este tempo de cozimento. Estou tentada a experimentar, pois amo, amo, doce de leite, e o seu inspira! A padaria perto da minha casa em Sampa vende profiteroles recheados com doce de leite, e sempre fico fantasiando sobre fazê-los - não gosto do recheio de chantilly que aqui põem...
Também fiz sopa hoje para aquecer a alma, com farofinha de bacon e croutons homemade, tava precisando...
Beijos, te cuida!
ps. problemas para publicar o comentário de novo, espero que não apareça em repeteco!

Luciana Håland disse...

Cláudia, está muito frio mesmo, mas vai passar, vamos crer. Essa semana, por aqui, ficou entre os -12C a -18C. Hoje tinha uma previsão de mais frio, e também fiquei em casa, queria saber notícias da minha irmã que ganhou bebê, bom, ela ainda não tinha ganho, mas eu fiquei na expectativa e aconteceu, fui tia hoje de um menino.
Há previsões de temperaturas menos frias em duas semanas. Vamos crer que o veräo esse ano vai ser tudo de bom, já que ano passado foi de muita chuva.
Estou louca que chegue a primavera trazendo as flores maravilhosas.
E que bom que você vai viajar e curtir o Brasil.
Amo doce de leite, queria tanto fazer, mas nunca arrisquei. Não sabia que os acucares não eram de cana.

Beijo

Claudia disse...

Gasparzinha,

Você não imagina a minha ansiedade para a viagem e o frio que anda por aqui só faz me deixar mais ansiosa. Está um frio que nunca pensei ter que lidar...


Deusa,

aquelas chuvas paulistas são assustadoras, apocalípticas eu diria (risos)... Obrigada pela visita vou chegar no seu cantinho assim que der...

Dani,

Ah, querida, o que fazer quando estamos presas, não? Eu sou uma alma presa também, se pudesse e dependesse só de mim eu não estaria mais aqui, já teria me instalado no Brasil faz tempo, mas as crianças na escola e o empregão do marido aqui são difíceis de substituir...

Doce de leite de rapadura tem que usar uma boa rapadura, nem todas são boas, algumas são amargas mesmo, mas dá para achar umas que são mais suaves e sente-se o sabor da cana. Uma dessas que eu vou procurar para fazer meu doce com rapadura. Dá para fazer doce de leite de corte pois fica mais denso, perfeito.

Eu já estou achando que minha mala vai explodir de tanto peso que eu quero trazer na volta. Quero trazer o Brasil na mala...

Luciana,

E o pior é que com este frio cruel a gente fica presa em casa, não dá para colocar a cara na rua. E a preguiça, minha melhor amiga, não me deixa em paz...

Então, aquele açúcar dansukker tem até o desenhinho da beterraba na embalagem. Para comprar açúcar de cana tem ir no ultra e comprar o da marca tate & lyle inglês que custa o dobro do preço, mas que vale a pena se você tem que caramelizar algo...


Beijos,

C.

Moira disse...

Querida Cláudia,
Hoje ouvi nas notícias que havia zonas com -40º, não consigo nem imaginar. Com os 8º ou 9º que fazem aqui durante o dia não vou voltar a dizer que está frio enquanto me lembrar deste teu post, imagino o teu desespero mas não encontro palavras para te consolar, apenas que falta pouco para a tua viagem.
Um grande beijo
Moira

Magia na Cozinha disse...

Claudia aqui tb está fazendo um frio com temperaturas negativas a noite, coisa que há muitos anos não acontecia.
Eu não gosto muito nem de verão, nem de inverno, por serem muito extremos. Melhor é ficar na meia-estação. Por isso amo o outono, com manhãs e noites frias e dias agradáveis. Para mim soa como poesia...
Nada dura para sempre e o inverno tb vai passar. Logo vc estará curtindo suas férias e estes dias serão apenas uma lembrança triste.
Adoro Doce de leite, mas fico com o de latinha por enquanto. Imagino que o tipo de panela tb interfira um pouco no resultado, não é mesmo?
Bjs :)

Claudia disse...

Moira,


Meu enteado, o filho mais velho do Per, mora em Røros onde andou fazendo -41C esta semana. Ele foi recomendado ficar em casa e não ir ao trabalho. Teve que ficar aquecendo a casa pois depois corria o risco de congelar a água e sei lá mais o que... Um horror! Tem que saber se aquecer com -40C...

Na tv ontem mostraram uma matéria no apartamento de uns pobres refugiados somalis em Røros e os coitados estavam quase congelados, sem água pois a água já tinha congelado nos canos e com quase nenhum aquecimento e sem saber o que fazer. Como que esta gente é cruel, mandam os somalis para as montanhas geladas sem dica nem ajuda para nada. Uma maldade, eu preferiria a guerra já que há mais chances de se sobreviver em Mogadishu do que em Røros...

Claudinha,

Hoje eu amo até o outono, inverno é mesmo um exagero, um desolamento.

E no que diz respeito ao doce de leite tudo faz diferença, principalmente a panela já que o fundo das panelas garante não só a alta quantidade de calor mas protege para evitar queimar o doce quando em fogo brando.

Beijos,

C.

Marimares disse...

Claudinha, tenha mais um pouquinho de paciência, agasalhe-se bem e a toda a sua família, faça gelatina com cachaça pra esquentar o frio e para espantar a solidão, dance um samba animado e etc.
Não tive oportunidde de desejar antes mas ficam aqui os meus votos de Boas Festas e Muito Boas Entradas (principalmente no Brasil é claro).
Eu detesto calor e fico me imaginando navegando em cima de um grande cubo de gelo iceberguiano mas não saberia vestir tantas roupas,economizar água no banho seria deprimente. São Paulo anda alagada e o Rio desbarrancando mas nada como o chão da gente né?
Bom Carnaval e até mais - o doce de leite me fez ficar com saudade de Dona Guiomar, a minha avó mineira ai ai

Carolina disse...

Está muito frio mesmo por essas bandas, aqui em Oslo está em torno de -15C a -20C. E você tem tido -30C, super frio! Só tenho vontade de ficar em casa também.
O doce de leite está muito bonito, vou tentar fazer depois.
Um abraço.

Beth/Lilás disse...

Meu Deus, senti até o frio por aqui quando vc descreveu tão bem o que está acontecendo aí!
Espero dias melhores, mas sinceramente, tudo por aí é tão lindo, tão caprichado, tão limpo ...
pena tão friiiiiiiio!
Prepare-se para ter um choque térmico, pois aqui no Rio as temperaturas estão igual ao Saara.
bjs cariocas quentes para aquecer teu coração


Ahh, vou fazer um post novo hoje e citarei seu blog.

Noémia disse...

Claudia fiquei até com remorsos do prazer que essas suas fotos me deram, o consolo para os olhos. Remorsos porque senti o seu frio, a solidão do isolamento de quem tem que permanecer em casa dias e dias a fio ou enregelar tipo estátua se se atreve a enfrentar a rua.
É fácil dizer-te que penses positivo e que o tempo passa rápido e logo estarás nas tuas cidades bem-amadas, quando posso sair à rua quando quero e o frio por aqui ( porque está muito para nós) não passa dos 3º matinais que logo sobem para os 8º.
Adorei o teu doce de leite, come "montes"dele para te consolares e armazenares energia!:)

Mari disse...

Clau, imagino mesmo teu desespero nesse frio todo. Eu sou um absurdo de friorenta... até no verão, durmo com o edredom... acho que não conseguiria me adaptar a esse frio todo... te admiro profundamente por ter, mesmo que com dificuldade, conseguido encarar as diferenças culturais brutais entre o Brasil e a Noruega!
Ahhh, esse doce de leite... me deu uma vontade absurda de tentar fazer! Só me falta uma panela de fundo mais grosso, que com certeza vou providenciar muito em breve!
Quando vc chegar aqui em SP, não deixe de me escrever ou ligar, ok?
Te passo meu fone por e-mail, quando a viagem estiver se aproximando!!
Super beijo,

Mari

Heloísa disse...

Claudia,
Nem consigo imaginar um frio desses.
Por aqui, estamos num calor prá lá de tórrido. Só com muito ar condicionado, para aguentar.
Seu doce de leite ficou muito bonito, e deve ser maravilhoso. Acho fantástica a disposição para fazer doce de leite, que exige atenção por tantas horas.
Não esqueça de avisar a época em que estará em SP. Espero que não coincida com os dias em que estarei viajando (por conta do carnaval).
Beijos.

Isabel disse...

Cláudia,
Comparando as fotos do Inverno e do Verão, o verão fica mesmo a ganhar. É luz, cor, alegria, calor, não há como resistir ao verão. Já estou com uma saudade... E tal como a Moira, prometo que nunca mais me queixo do frio por aqui! Que coisa desoladora esse inverno nórdico, chega a ser desumano! Que bom que a viagem está perto, isso deve ser uma maravilhosa fonte de energia para você :)
Que Janeiro passe depressa!
Bjs

Marly disse...

Olá, Cláudia,

É a primeira vez que venho aqui e gostei muito do seu blog! Olha, gostaria de lhe dizer uma palavra consoladora, que pudesse abrandar pelo menos um pouquinho esse mau sentimento que lhe toma, mas não me ocorre nenhuma senão
"paciência".
Nessa situação, o ditado "nada como um dia após o outro" se aplica muito bem. O frio há de estar já passando e melhores tempos certamente hão de vir!
Para nós, que nunca enfrentamos temperaturas tão severas, fica a lição de que sob o belo manto de neve, que vemos (com curiosidade) cobrir as paisagens dos cartões postais dos países frios, se escondem muitos perigos (e não é sem razão que se diz que o inverno é a estação da depressão, né?).

Mas não há de se nada, ânimo que os bons dias já estão saindo à luz!

Beijinho.

cacahuete disse...

Eu adoro a Primavera e o Verao, nunca gostei do Inverno e por mim passava super bem sem ele. Realmente e uma tristeza que nos invade quando as temperaturas estao sempre negativas e parece que nunca mais sobem, juntado a isto o facto de os dias serem mais curtos e apenas termos 7 horas de sol por dia,m ou menos, e as 3h30 da tarde ja ser noite. Fazes bem em recordar as fotos do Verao, pensado que nao, sempre nos aquecem a alma e nos recordam que o Verao existe e nao se trata de um sonho que algum dia tivemos.

Beijinhos e feliz Ano Novo.

Tatiana disse...

Adoro ler seus posts, até quando falam de sias difíceis eles são como poesia!
E só mesmo um dia de temperura -24C talvez me desse inspiração para tentar esse doce de leite! É lindo, e deve mesmo ser delicioso, mas não tenho esse empenho!
Bjs e Dias ensolarados!

Anônimo disse...

Ola, li o teu blog, pois deparei-me com ele quando pesquisava coisas acerca da Noruega, pois em Fevereiro irei viajar para Vestfold, vou passar lá 15 dias na universidade. E estou bastante preocupado com as temperaturas negativas pois não estou habituado a temperaturas tão baixas. Será que me podias aconselhar o que devo levar?? Que tipo de roupas etc etc??
E se me poderes dar mais informações que me possam ser úteis agradecia imenso, uma coisa que ja ouvi dizer é que tudo é caro, é verdade??

Cumprimentos

Flavia disse...

Claudia, acho mesmo que o mundo está de pernas pro ar. Aí esse frio horrivel e aqui esse calor insustentavel... É facil falar que o calor é melhor, mas não está facil não. Todos sofrem, as pessoas passam mal, nada rende, e nos supermercados até a comida fica com aspecto sofrivel: as verduras estão lastimaveis.. Enfim, que bom que estão chegndo as tuas ferias! e as minhas tambem!! Vamos recarregar as energias!!! Beijo!

Paula Pacheco disse...

Claudia, não fique desanimada com o tempo, seu post ficou maravilhoso, adoro cultura de outros paises, mas não imaginava um tamanho frio desses, de arrepiar. As fotos da neve, das casas, das flores, das tangerinas são lindas. Mas imagino sim, ficar dentro de casa a uma altura dessas, espero que tenha bastante coisa pra distrair sua familia e que passe logo este frio. Amo doce de leite feito em casa, mas tenho uma preguiça de fazer rsrsrrs...
bjs
Paula

Tangerina disse...

Cláudia,

Espero que tudo tenha melhorado por aí e que o doce de leite tenha aquecido a sua alma :) Pense na sua viagem e nos dia de sol que estão para vir.

Um Abraço,
Carlota

Thaís Müller disse...

Olá! Descobri seu blog há alguns dias e devo admitir que me apaixonei por suas histórias e suas receitas - sem falar das maravilhosas fotos do lugar onde você mora! Com certeza vou acompanhar sempre que possível!
Não consigo nem imaginar o frio que faz aí no norte do mundo. Aqui no sul do Brasil(RS) tem feito um calor que em alguns dias só com ar condicionado mesmo para suportar.
Que o frio lhe estimule a criar novas guloseimas para dividir conosco! Uma ótima semana! :)
Abraços!

Verena disse...

Claudia, estava hoje reclamando que o vento e a chuvinha chata da manhã não nos proporcionaria ir a piscina...afinal o filhote de férias tem que gastar energia...
Que vergonha me deu...esse inverno está uma loucura mesmo. Não consigo nem imaginar o que é sentir tanto frio, tudo bem que há infraestrutura (para alguns) mas é demais!
Espero que seu humor melhore e que logo esteja mais animada para a vinda ao Brasil!
O doce de leite da Claudia me deixou com água na boca!
Beijocas!
Ah e as tangerinas também!

Gina disse...

Cláudia,
Vislumbrar a viagem na contagem regressiva é um consolo e tanto, não?
Acho que já falei sobre um doce de leite talhadinho que minha mãe fazia. Tenho o sabor guardado na memória, mas acho que essa dedicação a ele por horas requer um frio nórdico...
Fique em paz!
Bjs.

Alcina disse...

Até aqui tem estado o pior inverno dos ultimos tempos, mas a temperatura minima que eu vi no termometro do carro foi de 0º de manhã!! nada comparável né!!nem imagino o que seja isso aí com tamanho frio!!
Pois é amiga mas está chegando a sua hora de deixar isso pelo calorão lá da sua terra :-)nem que seja por pouco tempo dá para recarregar a bateria :-)
O doce de leite já lhe disse uma vez só mesmo a você para ter tamanha paciencia para fazer tal proeza :-)três horas mexendo heheh

Anônimo disse...

Querida Claudia, eu sò italiana (nao escrevo bem o portugues)casada com brasileiro de Sao Paulo e, depois morar na Italia juntos para 20 anos vamos voltar para o Brasil...na Europo gente envelhesa muito rapidamente e tem sempre doencia...eu quero viver...e morrer no mejo da natureza brasileira! Brazil, pais tropical, abensoado por Deus e bonito por natureza... a gente è energica e vital...abraço grande Tereza

日月神教-任我行 disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,性感影片,正妹,聊天室,
情色論壇

Miss jane disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,正妹牆,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...