quinta-feira, 30 de junho de 2011

Bolo de cenoura com óleo virgem de coco e mármore de gianduia



Eu tenho cozinhado bastante com óleo de coco, um óleo que já foi largamente usado no Brasil mas que perdeu espaço para os desastrosos óleos comerciais refinados de soja, milho e agora a tal canola. Eu costumava só usar óleo de girassol extra virgem, não refinado, para certas receitas doces e salgadas mas, recentemente, decidi cozinhar com óleo de coco extra virgem. Óleo de coco é um óleo super saudável e é muito saboroso. Eu confesso que não foi fácil de cara, eu tinha eu certo trauma de infância, achava que todos os óleos de coco tinham gosto de sabão. Felizmente, eu voltei a experimentar. Uns anos atrás eu comprei uma manteiga de coco na Suécia que ainda me lembrou sabão, assim de longe, mas nao desisti. E com o estímulo e apoio da minha amiga Anna, uma médica americana que vive aqui na Noruega e que só cozinha com óleo de coco, ela é apaixonada por óleo de coco virgem, eu vi que o óleo perfeito é o óleo virgem, cru e passei a comprar e usar óleo extra virgem de coco. Claro que eu ainda uso o mais do que fantástico óleo de abacate e o azeite de oliva para saladas e peixes e ainda uso o extra virgem de girassol para algumas coisas já que tem o sabor mais neutro de todos, mas o óleo de coco passou a ser um curinga e presença obrigatória na minha cozinha.




O óleo de coco endurece se exposto a temperaturas menores do que 20C e permanece líquido em temperaturas acima de 20C. Além de saboroso o óleo de coco é muito saudável com alta concentração de antioxidantes, antibactericida (lembram do sabão?), antifungo, antimicrobial e muito mais. Ajuda a manter o bom colesteral firme e forte e resiste a temperaturas altas durante o cozimento, mais do que a maioria dos demais óleos e é perfeito para a doceria. Alguns óleos de coco podem eventualmente ter um ranço ou até mesmo lembrar o gosto de sabão, aquele sabão de coco natural que a gente usava antigamente para lavar roupa e louça, mas é que eles então não são próprios para cozinhar pois nem todos os óleos de coco tem gosto de sabão e nem todos servem para cozinhar. Para cozinhar use óleo de coco extra virgem, espremido a frio, exatamente como os demais óleos, os óleos extra virgem são mais saudáveis e mais saborosos. Eu uso o óleo da Cosmoveda e o óleo da Biona.





Bolo de cenoura é uma espécie de fetiche no Brasil mas eu ainda não tinha publicado uma versão deste bolo aqui, por isso, lá vai... com óleo virgem de coco e mármore de gianduia. A gianduia é a mistura da avelã com chocolate derretido ou cacau puro com um tanto de óleo de avelã e açúcar. Faça você mesma a sua. Eu usei desta vez uma pasta gianduia italiana orgânica maravilhosa que eu vendo na minha loja, ui, falei... Vendo também esse óleo de coco, enfim. Mas para quem prefere simplificar use a versão comercial mais bem sucedida da pasta gianduia conhecida como Nutella. Mas por que não dar uma ousada, se arriscar e fazer em casa. Use outras nozes ou castanhas se desejar o resultado será bom do mesmo jeito, tenho certeza... Fica maravilhosa com castanha de cajú.





Bolo de cenoura com óleo de coco e mármore gianduia

180 gramas de cenoura cruas descascadas (duas cenouras médias)
3 ovos médios
1,5dl (150 ml) de açúcar de cana não refinado
2,5 dl (250ml) de farinha de trigo
1 dl (100ml) de óleo cru ou extra virgem de coco
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de chá de extrato puro de baunilha
4 a 5 colheres de sopa bem cheias de pasta gianduia orgânica
Boa pitada de sal marinho


Como:

Aqueça o forno a 180C e unte uma forma redonda com ou sem furo no meio, forre com panel manteiga e unte o papel. Use um processador ou liquidificador para facilitar o trabalho com cenouras cruas. Se não tiver cozinhe as cenouras e amasse até formar um purê. Coloque então as cenouras, a farinha, o açúcar, os ovos, o óleo de coco, a baunilha e o fermento na jarra do processador (liquidificador) e processe até formar umas massa meio grossa mas bem homogênea. Transfira a massa para a forma untada e adicione as colheradas de gianduia em diferentes pontos da massa. Se desejar mexer um pouco para espalhar faça isso, mas eu gosto de espalhar pouco de deixar a massa com uns bolsões de gianduia que serão "disputados a tapa" pela galera mirim de casa... Leve para assar por 40 minutos ou até que um palito enfiado na massa saia seco.

Rende cerca de 10 fatias.



Gianduia

Para aqueles que desejam fazer a própria pasta gianduia em casa o link leva a uma receita interessante, diferente da minha. Eu faço a minha de olho e sempre dá certo. Talvez não seja a melhor receita de gianduia do mundo, mas é minha favorita. Atualmente, quando eu faço, eu uso esta manteiga de avelã o que facilita a vida e deixa a massa macia. Se você não achar a manteiga, use as avelãs tostadas e depois adicione óleo de avelã, ou de óleo de castanha do Pará ou de nozes.

Pasta gianduia caseira


2,5 dl (uma xícara) de avelãs tostadas e descascadas
0,5 dl (1/4 xícara) de açúcar mascavo
1 dl (100 ml) de creme de leite com baixo teor de gordura, se precisar adicione um pouco mais
pitada de sal
100 gramas de chocolate ao leite com alto teor de cacau
100 gramas de chocolate amargo
2 a 3 colheres de sopa de óleo de avelãs ou óleo de castanha do pará
Uma colherzinha de chá extrato puro de baunilha (totalmente opcional)

Como:

Toste e descasque imediatamente as avelãs e coloque num processador ou liquidificar e processe até formar uma farinha o mais fina possível e oleosa. Pique os dois tipos de chocolate e coloque num pirex fundo. Ferva o creme de leite com o açúcar mascavo, o óleo e o sal mexendo para derreter o açúcar, deixe ferver. Quando ferver desligue imediatamente o fogo e derrame a misture de creme sobre o chocolate picado. Mexa com uma colher de pau até formar uma ganache homogênea, sem partes brancas. Adicione a ganache ainda quente às avelãs já trituradas no liquidificar ou processador e processe mais um pouco, por cerca de 2 a 3 minutos ou até formar uma mistura homogênea ou o mais homogênea possível. Transfira para um pote de vidro e deixe esfriar totalmente. Se a mistura ficar muito mole leve-a a geladeira.

Obs. Se você tiver acesso a uma manteiga de avelãs pura (100% avelãs) substitua as avelãs em natura por 100g de manteiga de avelãs e não adicione óleo ao creme de leite na hora de ferver. É assim que eu faço já que eu uso a manteiga...

17 comentários:

Cláudia disse...

Claudia, eu ia mesmo pedir a receita da gianduia, depois vi que não era preciso pedir. É que eu tenho sempre avelãs em casa, ainda agora tenho um cestinho cheio lá na cozinha. Vamos ver se me atrevo. A tal manteiga de avelã nunca sequer tinha ouvido falar, e óleo de coco tb nunca vi por estas bandas... é muito tropical :)
E a cara desse bolo? Nem digo nada... só digo que tb entrava nessa luta com os teus filhos :)
Bjs

Claudia disse...

Claudia,

Se você tem tantas avelãs dando sopa vale a pena experimentar e fazer a mistura em casa.. escolha um chocolate que você goste, tanto o leite com o amargo devem ser de boa procedência para garantir o bom sabor do resultado. Se quiser use só chocolate ao leite e, da mesma forma, se preferir use apenas amargo para deixar a pasta menos doce. E se por acaso ficar mole demais com o calor guarde na geladeira. Já a manteiga de avelã que compro (e vendo na loja) é alemã, da marca orgânica Rapunzel que tem coisas fantasticas... é 100% avelãs.

Beijo,

Claudia

Atitude Zen disse...

Fabuloso este seu bolo :)
O sabor deve ser divinal.
Abraço

Atitude Zen - Receitas
http://www.atitudezen.com/

Lari/Jê disse...

Acabei de descobrir o seu blog e já me apaixonei =D
Amei essa idéia do bolo de cenoura com óleo de coco... Tenho um potinho aqui em casa sobrando, só resta saber se tem gosto de sabão ou não!!!
MAs, com certeza, irei experimentar sua receita...

Beijos
Lari

Claudia disse...

Atitude,

Fica delicioso e é super saudável se degustado em moderação, claro.

Lari,

Que bom que você acho e gostou do blog! Acho que o problema com o sabo do óleo de coco é quando ele não é virgem, cru, ou se eventualmente está rançoso... O óleo virgem tem aroma e sabor deliciosos. Mas é o caso de experimentar.

Abraços,

Cláudia

Lilliverdi,Lígia 1978 disse...

Deve ser divino!
E que charme de colherzinha,adoro esses mimos....

catarina disse...

deve ser uma combinação de ingredientes óptima, pelo menos vale a pena experimentar para ter um resultado bonito como este! parabéns! **

Isadora disse...

oh deliciaaaa!

dá uma passadinha pelo meu blog:
http://deliciasdaisa.blogspot.com/

Claudia disse...

Garotas,

obrigada pelos comentários. Vou visitar seus blogs assim que puder.

Abraços,

Claudia

angela disse...

O que eu digo? Me matou!! Que delícia! Quero tudo e não tenho nada!!

Alcina disse...

Oi Claudia, também fiquei curiosa desse óleo de coco, é que por aqui óleo de coco só o da Yves Rocher para untar o corpo hehe, mas fiquei curiosa, porque eu tenho uma espécie de fobia a meter óleo nos bolos, até me enjoa deitar um copo de óleo para a massa, muitas vezes até substituo metade ou tudo por leite, é claro que o resultado não é o mesmo :-)
Quanto a esse bolo com o chocolate assim a babar é uma verdadeira tentação para qualquer um :-)
bjs

Daniel Deywes disse...

Esse bolo é encantador para os olhos e para o apetite. .. eu fiquei morrendo de vontade de experimentar


abraço
Daniel Deywes
http://feitonahora.blogspot.com

Katia disse...

Nossa, pedi uma receitinha e foi além do que imaginava! Que bolo delicioso. Vou procurar os ingredientes. Suas receitas tem um ingrediente principal, o visível amor em tudo o que você faz. Esse é o ingrediente perfeito. Beijos, Katia.

Shapalmas disse...

Olá querida...procurando receitas para usar o óleo de côco cheguei ao seu blog...na verdade,descobri esse óleo a pouquíssimo tempo,mas já estou usando...tenho usado muito pra temperar saladas e fica uma maravilha,mas ainda não usei na culinária,o qual estou muito anciosa pra o fazer.Talvez você possa me ajudar,minha pergunta é a seguinte...posso adcionar o óleo de côco em qualquer receita no lugar de óleo,manteiga ou margarina???Você já experimentou em outros bolos,doces???
Vou adorar se puder me ajudar,pois não obtive muitas respostas aqui na internet...
Bem...vou aguardar anciosamente por respostas e uma visitinha lá no meu cantinho...

Beijinhos

http://viramexeefaz.blogspot.com

Sharon

Claudia disse...

Sharon,

Você pode usar o óleo de coco em todas as receitas que desejar... e há vário tipos de óleos de coco, alguns mais cremosos que são verdadeiras manteigas.

Abs,

Claudia

Ju Rocha disse...

Realmente muito gostoso, mas no meu perdeu um pouco do gosto da cenoura e imperou o coco! :(

Ana Cristina Marini disse...

Ótima receita! Qto ao sabor do óleo de coco é delicioso. ..da vontade de provar ele próprio. ....Eu uso da copra extra virgem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...