sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Sem apetite...



Eu gostaria muito de usar esta plataforma maravilhosa para escrever e refletir sobre o que se passou comigo na última semana mas, infelizmente, não consigo escrever muito não. Uma tragédia é uma tragédia e não há palavras bonitas que possam aliviar a minha dor. Como explicar? É difícil demais escrever sem sofrer, mas não há futuro possível sem uma postagem sobre o assunto. Preciso escrever para aliviar a imensa dor.

É mais ou menos assim: durante 1 ano e 3 meses da minha vida, o meu primeiro ano de vida, eu pensava que era feliz. Mas minha vida só começou a fazer sentido no dia que ele chegou lá casa, no colo da minha mãe, pequeninho e comilão. Desde então meu irmão mais novo virou meu irmão mais velho, tomou a liderança, cabeças e corações. Muito mais do que irmão, melhor amigo, testemunha de tudo o que eu sou. Meu principal companheiro nessa vida, meu e de meio Rio de Janeiro. Amigo do mundo, o melhor amigo de todo mundo, uma pessoa para quem os melhores adjetivos serão sempre insuficientes. Essa pessoa única, o melhor dos cariocas, nos deixou na manhã da segunda-feira de Carnaval. Numa manhã de Carnaval como a da foto acima. Desde então meu mundo está de cabeça para baixo, minha família está de cabeça para baixo.

De certa forma sinto-me realizada por ter tido o privilégio de passar o primeiro e o último Carnaval do meu irmão Vinicius ao lado dele. Se esta chance não me tivesse sido concedida eu estaria ainda pior. Foi a minha despedida, minha chance de dizer adeus. O Carnaval é uma festa que significava muito para nós dois. Difícil agora é aceitar os futuros Carnavais sem a presença dele ao meu lado.



Gosto de falar de comida, adoro cozinhar e de comer, mas estou sem fome, sem apetite para nada. Não por enquanto. Eu sou puro luto. O nosso amado irmão caçula está dividindo comigo este momento de dor imensa, quando nos revezamos no esforço quase vão de consolar nossos pais.

Na foto nós, los tres hermanos, no Coliseu em Roma.

57 comentários:

Odete disse...

Claudia, meus sinceros sentimentos nesse momento tao triste e diificil.
Que voces encontrem as forcas necessarias para seguir...
Quase nunca comento aqui, mas sigo seu blog, e ainda hoje estava a pensar que voce nao tinha dado nenhuma noticia desde ai do Brasil.
Lamento que a noticia seja essa, triste demais.

Um abraco forte.

milu disse...

Querida!
Sou tua seguidora a algum tempo, mas daquelas quietas que quase não se manifestam. Mas diante da tua dor não consegui me calar.
Entendo muito bem a tua dor pois ja passei pela mesma( e outras, inclusive filho).
Não tenta disfarçar esta dor, sente-a com toda a intensidae e chore tudo o que tiver vontade, pois só assim ameniza um pouco.
Sinta a minha solidariedade e tenha certeza que tu e tua familia estarão nas minhas oracões.
Fica com Deus minha querida pois só com ele a gente consegue carregar frdo tão grande. Bjs.

miosotiis disse...

É difícil para quem escreve e para quem comenta, porque todas as palavras se tornam insuficientes...fica o abraço sentido.

...Noêmia! disse...

Sinto muito por você e por toda a sua família. Só quem já passou pelo que vocês estão passando agora sabe o quanto se sofre. Siga os conselhos da Milu, ela é muito sábia. Daqui a algum tempo será uma saudade sem dor, será bom relembrar os bons momentos que passaram juntos e isso será reconfortante.
Um abraço com todo o meu sentimento.

Blog - util.necessario - Ana disse...

Venho sempre aqui copiar suas receitas ou simplesmente curtir o modo delicioso como você escreve.
Só que agora suas palavras terão um outro leitor, seu irmão irá te acompanhar letra a letra, passo a passo.
Lamento a perda, não há nada que possa fazer a não ser lamentar a perda que uma amiga, mesmo que virtual,esteja passando.
Mando beijos de consolo, e abraços para que fique mais forte.
Quanto ao carnaval...acho que ele não conseguiria um data mais feliz para ir embora, foi escolhido para ser lembrado com alegria todos os anos.
Bjs,

Elisabete disse...

Minha linda, sinto muito a sua perda. Não conseguirei concerteza sequer imaginar o tamanho da sua dôr mas espero que consigo superá-la e lembrar tudo de bom que o seu irmão representava na sua via.
Ele estará concerteza seguindo seus passos e te iluminando.
Muita força e coragem. Fiquem com Deus.

Heloísa disse...

Claudia,
Dessa vez está difícil dizer alguma coisa. Já lhe enviei um e-mail, mas não sei se recebeu.
No meio de toda a tragédia foi incrível você ter conseguido encontrá-lo antes da sua partida definitiva. Isso porque, morando tão longe, você teve a oportunidade de revê-lo.
Beijos.

Deusa disse...

Não existe palavras para diminuir o sofrimento de uma partida....Sò o tempo.....so Deus e o tempo....
Sinto muito.
Deusa
vasinhos coloridos.

orvalho do ceu disse...

Oi, querida
Sei bem o que está passando, estou de luto há 6 meses por meu papai...
Não há palavras para consolar seu coração...
Para nós duas, só mesmo o nome do seu blog: "SABOR" SAUDADE...
Como bem disse Rubem Alves, onde há saudde é porque houve amor...
Fique com Deus
Bjs no seu coração

Abelha Maia disse...

Minha querida, os meus sentimentos, é uma perda profunda, só consigo imaginar um pouco, porque o ano passado tive o meu irmão quase do outro lado...um carinho muito grande para ti e para tua familia, muita força para voçes e chore tudo, devemos trazer para fora a nossa dor, para aliviar.
Daqui uns tempos vai recordar dele, e vai sentir que ele continua sempre consigo.
Beijocas

Camila Hareide disse...

Claudia, novamente te digo que sinto muito por você e sua família... Que loucura isso. Mas, como você diz, ao menos teve a honra de poder se despedir... Eu não via meu pai há nove meses e voltei pra enterrá-lo. Eu conheço sua dor. Ela precisa ser vivida. Não passa nunca - ao menos no início, tem parecido que só piora. Mas o tempo é o maior remédio.

O mais importante é cultivar as lembranças e emanar boas energias pra que eles se vão em paz e fiquem em paz. Difícil por tudo isso em palavras.

Fica em paz...

Dani disse...

Claudia,

Não há discurso de consolo nesta hora - o único, talvez, tenha sido mesmo a chance da despedida.
Já passei pelo mesmo tipo de perda, e sei o abismo de dor que é, como é surreal, um estado suspenso.
Um grande, bem grande mesmo, abraço, que o mínimo de conforto pouse sobre vocês.

Um beijo,

Larissa disse...

Sinta-se abraçada com muito amor e carinho por mim. Não seja puro luto, conquiste uma nova alegria a cada minuto, por mais difícil que pareça, pois assim você ajudará seu irmão.
Não sei qual é a sua religião, mas Deus é um só. Tenha fé de que o melhor será feito por vocês que ficam e para ele que se foi. Mantenha-o em seu coração, não devemos de modo algum esquecer aqueles que se foram e que amamos, mas devemos ser cuidadosos ao pensar neles, porque as vibrações de desespero e sofrimento dos que aqui estão chegam àqueles que se foram, afligindo-os. Devemos tomar uma atitude isenta de egoísmo, esforçando-nos para não deixar a dor da aparente separação nos entristecer ou desesperar. Não devemos nos lembrar deles com tristeza e sofrimento. Oremos desejando-lhes paz, harmonia e felicidade. Assim, estaremos ajudando os que nos são caros, os que deixaram o corpo carnal e continuam vivos!
Um grande beijo amiga... =)

Tânia disse...

Lamento profundamente sua perda. Peço que Deus dê a você e a sua família, força suficiente para levar a vida adiante. Ele cumpriu sua missão e certamente estará em Paz.
Um beijo

Verena disse...

Claudia,
nessa hora é que eu realmente queria poder fazer a internet dar o toque final a sua genialidade, a de nos transportar para perto daqueles que queremos e apreciamos. Há tempos venho te visitar e adoro seu canto, suas palavras e seu olhar refletido nas fotos que tira. Te sinto uma amiga, mesmo que lá longe, do outro lado do mundo, pois sei que temos muitas coisas em comum, muito do que gosta eu também gosto e assim vamos.
Sinta-se abraçada e beijada e tenha certeza de que o Vinícius foi em estado de felicidade por ter pessoas tão especiais ao lado dele...
Que bom que vocês puderam estar juntos.
Força para todos. Beijo.

Alcina disse...

Claudia, Já me comovi com o seu texto, tenho-me lembrado muito de você, desde que vi seu post lá no facebook, o destino tem destas coisas, fez voce ir com tanta alegria, rever o seu país e familia tão amados, para se despedir de seu irmão!!!
Pelo menos teve essa felicidade passar os ultimos dias com ele.
Não tenho muito jeito para lhe dar animo, porque eu não tenho muita fé e custa-me um bocadinho a aceitar a morte, mas desejo que consiga arranjar forças na fé ou noutra coisa qualquer para ultrapassar esta situação tão dolorosa.
Um beijinho grande.

ana disse...

Claudia, estou totalmente comovida com o seu post de hoje. Nao sei nem o que lhe dizer.
pedirei em minhas oraçoes hoje, que vcs superem essa dor.
Ana

isabel disse...

Claudia,

Os meus sentimentos mais profundos por uma perda tão grande.
Neste momento tão doloroso, sinta o meu sincero abraço de condolências, de carinho e conforto! Que ele possa aquecer o seu coração com muito consolo e coragem!
Um grande beijinho.

Gina disse...

O primeiro pensamento que me veio à cabeça é a máxima de que nada acontece por acaso, mais uma vez se confirmando. Você precisava ter viajado agora, pra que pudessem estar juntos, nesse momento de despedida.
Quando da perda do meu pai, deixei uma mensagem no blog, que recebi por e-mail e repito aqui pra você:
"A saudade é uma prova, um certificado, carimbado e assinado embaixo de que não estamos inteiramente sós e nem vazios."
"Se existe saudade, é porque existem sementinhas de ternura plantadas em nós, pedacinhos de coisas boas, que talvez nem tenham ficado muito tempo, mas o suficiente para deixar um rastro, um sabor, uma marca, um perfume."
"As pessoas vêm e vão e ficam assim se prolongando em nós, existindo pela eternidade do nosso caminho. Aprendemos assim que sentir saudade é respirar o amor que plantaram em nós. É viver depois repletos desse amor para a vida toda."
Receba meu abraço apertado!

Cuca disse...

Claudia, nem sei o que escrever! Porque não consigo imaginar nem um pouco da sua dor... Só lhe posso dizer que você foi uma felizarda (dentro de toda esta tristeza) em poder estar com ele uma última vez...
Aceite com carinho um abraço apertado!
Beijos e muita, muita força

Anônimo disse...

Cláudia, sempre acompanho o seu blog, gosto muito das suas receitas e das coisas que você escreve. Tinha ficado contente de você ter conseguido vir pro Brasil em fevereiro, agora meu coração ficou apertado de tristeza. Um abraço e muito carinho pra você. Chus Carbajal

cacahuete disse...

Os meus sinceros sentimentos pela perda do seu irmão. Estas situações são sempre difíceis e complicadas para qualquer família, e só o tempo poderá sarar a ferida. Ele viverá para sempre na memória e nos corações dos que o conheceram.

Beijinhos

Lara Leal disse...

Cláudia, posso entender a força da sua dor - amor de irmão é amor de irmão. E a única forma de vencer esta dor é invocar a solidez deste amor - hoje e sempre. Força pra você. Beijos, Lara

Teresa disse...

Sigo o seu blog e neste momento só queria dar-lhe os meus sentimentos e mandar um abraço muito especial..

angela disse...

Cláudia, diante de tanta dor da perda, como vc mesma disse, pode estar junto dele nos ultimos momentos e a agora junto com outro irmão poderá estar tirando forças do fundo de sua alma, para se fazer presente junto aos seus pais. meus profundos e sinceros sentimentos.
tenho fé que o conforto virá, lentamente, mas Deus não irá desampara-los. um beijo

Magia na Cozinha disse...

Claudia meus mais sinceros e profundos sentimentos por vc e sua família neste momento de dor.
Que bom que vc estava ai para se despedir. Deve ter significado muito.
Lembre-se: "Algumas feridas só se cicatrizam no silêncio."
Força a todos...
Bjs

Beth/Lilás disse...

Cláudia,
Estou profundamente triste pela sua perda, sei o quanto dói perder alguém da família e não tem palavras que consolem, mas aceite minhas sinceras condolências e um forte abraço, desejando que ele esteja em um lugar melhor que este aqui na terra.
um beijo carioca e muita força a todos de sua família.

Juliana Lobo disse...

Claudia,
Sempre visitei seu blog, gosto bastante,porém nunca comentei. Hoje, me sinto na obrigação de comentar, deixar meu abraço, minha solidariedade. Peço a Deus que você e toda a sua família se recuperem dessa tristeza absurda.
Um beijo carinhoso,
Ju.

Almira Almeida disse...

Cláudia,
Sou sua seguidora, adoro seu blog mas sei que não fico muito escrevendo, agora não consegui ler sua postagem sem me manifestar, quero me solidarizar com você e dizer que estou aqui, mesmo de longe rezendo e pedindo ao Papai do Céu que todas as boas lembranças e o amor que existe entre vocês lhe ajude a ir amenizando essa dor. Um grande beijo.
Almira Almeida

Simone Izumi disse...

C,
os meus sentimentos.
Lendo o seu post, senti o frio na espinha e parte de sua dor.
Fico feliz porém, que o seu irmão deixou uma história bonita e alegrou a vida de muitas pessoas.
Um grande abraço no coração,
si

Juh Girardi disse...

Meus sinceros sentimentos...
Mas realmente, palavras são insuficientes em momentos como esse.. a única coisa que desejo é força... pois ela é extremamente necessária.
Forte abraço.
Julia

Nina disse...

Querida,

Quanta tristeza!
Como disse um poeta "words are never as precise as touch". Sinta-se abraçada e confortada.

muito amor e paz para você e sua família.

Tangerina disse...

Querida Cláudia,
Nestes momentos as palavras são sempre insuficientes... tudo parece tão insignificante perto de uma dor tão grande... por isso aceite apenas um grande abraço.

Carlota

Victória disse...

Acompanho seu blog há alguns meses e poucas vezes fiz algum comentários.
Hoje decidi fazê-lo!
Como a vida pode ter tantos altos e baixos , não é?
Tanta alegria para vir matar a saudade da terra Natal e eis que se criou uma saudade maior...
Sei perfeitamente a dor que você está agora sentindo e sei também como é esse imenso vazio que fica dentro da gente.
E o único que posso fazer é me solidarizar com vc. Embora vc não me conheça, sinta-se por mim abraçada, como num colo, bem confortante.
Que vc possa ter muita força para viver o seu luto... Apeguesse aos sus lindos e queridos filhos e deixe que o tempo se encarregue de amenizar essa dor sem tamanho que te assola.
Um grande beijo,

Victória

Anônimo disse...

Sinto muito, mesmo. Fiquei triste também porque sigo o seu blog. E é engraçado esta coisa da blogosfera, no outro dia também no blog "everybody likes sandwiches" a mãe dela morreu e ela comentou no blog. Enfim, é a vida! Mas quando a pessoa é jovem custa muito.
D.

Juliana disse...

Claudia, sinto muitissimo por você ter que vivenciar essa dor maior que o mundo.
Que você encontre na sua familia a força para continuar... um dia de cada vez.

Abraço

Santa Gastronomia disse...

Claudia:
senti suas lágrimas sendo as minhas, pois passei por esse momento (infelizmente) em minha vida: a perda de uma irmã. Dificil, dificil superar.. só com muita oração, muita fé em Deus e em outras vidas, muito amor da familia e amigos.. a dor diminui, mas jamais desaparece.. as vezes vem a raiva: porque foi mesmo que vc tinha que ir embora? porque não ficou mais um pouco? aí vem a saudade - sempre dificil...
Que Deus,sua familia e amigos, te dêem muita força, porque é disso que precisamos: força para continuar!
Deus te abençoe!

Cidinha disse...

Oi Claudia, antes de tudo meus sinceros pesames... Eu entendo a sua dor em parte, pois perdi dois queridos irmaos, mas acima de tudo amanha meu filhinho faria 1 ano, nao fosse por um diagnostico errado que levou meu filho a falecer em setembro do ano passado...eu te entendo.
Achei seu blog por que sou apaixonada por culinaria e vasculho sites que me ajudem a achar substituicoes, pois moro na inglaterra e adora minha comida brasileira...ficar sem fome e a coisa mais evidente apos uma perda, pois comida e celebracao, mesmo a comida do dia-a-dia, mas como celebrar uma perda? impossivel.
Eu gostaria tanto de estar assando bolos e pasteis pro meu Tomi, mas ele nao ta aqui pra comer...

Babette disse...

Foi a 1ª visita a este blog...vim aqui por acaso ou talvez não. talvez precisasse de lhe enviar um abraço, ainda que anónimo. Os abraços aquecem sempre.
Babette

Moira disse...

Querida Cláudia,
Só hoje leio o seu post e sinto a sua profunda trizteza, com lágrimas nos olhos.
Eu não sou muito boa nestas coisas,fico sem palavras, sem saber o que dizer, porque sei que não há palavras que possam reconfortar as pessoas pela perda de um ente querido, por isso deixo apenas um grande beijo e os meus pêsames pela perda do seu irmão.
Manuela

Glau disse...

Querida, do fundo do meu coração, eu sinto mto mesmo! fica aqui o meu beijo e um grande abraço pra vc e pra toda sua família.

Alexandra disse...

Claudia,
Acompanho o seu blog e sinto muito pela sua perda. Também ja passei por isso quando meu pai faleceu... Parecia que a dor não ia passar nunca mas um dia a dor se foi e ficou a saudade e a lembrança dos momentos felizes que compartilhamos juntos...Um beijo no seu coração

Carolina disse...

Olá,
vim te visitar através do Blog da Heloísa e talvez eu tenha vindo aqui não por acaso. Não acredito em coincidências.rs
Faz 8 anos que passei por isto, perdi o meu único irmão que era assim, pelo jeito, como o seu. Super carismático, cheio de vida e jovem. Meu mundo caiu, veio a dor e tudo que compõe o pacote daquilo que não queremos viver como a perda sugere.
Saudades? Aprendi a viver com ela, no começo ela dobra de tamanho chega a sufocar torna-se uma dor quase física depois descobrimos mecanismos de defesa. Ela não irá embora, mas ela se torna sua companheira.
Compreender? No início elaborei de todas as formas e com elas algumas não foram nada agradáveis, mas precisei viver o processo. Afinal, 2 anos antes tinha perdido meu pai, mas irmão é diferente. É o nosso cúmplice de fases da nossa vida, nosso companheiro de caminhada, aquele que imaginamos estar na nossas aposentadorias. Mas como costumo dizer, se é pra nadar, não pode ser no raso, pois não tem graça. Por isto me deu o direito de passar por todo o processo de mudança causado.
No meu blog tenho no dia 07 de janeiro um post sobre ele. Se quiser, leia, sinta-se em casa e o que posso te dizer é que muitas pessoas vivem intensamente o seu tempo por aqui, mas permanecem em nossos corações pra sempre. E onde estiverem estão do nosso lado.

Bjos meus

Eliana Pessoa disse...

PASSANDO POR AQUI ME DEPAREI COM ESTE POST TÃO TRISTE!
NESSAS HORAS Ñ SEI O QUE TE DIZER ,MAS DIGO QUE O SENHOR JESUS É CONTIGO E LOGO TUDO SERÁ UMA TRISTE LEMBRANÇA DE UMA PESSOA MARAVILHOSA QUE TE AMOU MUITO
E QUE VC TEVE OPORTUNIDADE DE AMAR TBM!FIQUE SOMENTE COM O MELHOR QUE ELE TE DEIXOU QUE SÃO AS BOAS RECORDAÇÕES E AS ALEGRIAS!!
PAZ E LUZ PRA VC É FAMÍLIA!

VOVÓ CRISTINA disse...

Claudia,

deixo aqui os meus sentimentos sinceros e estarei orando para que você possa ter força e superar esse momento tão difícil, com certeza sabemos que "tudo passa" nessa vida, mas como nada é por acaso, espero que o sabor saudade possa voltar em breve trazendo as boas lembranças de momentos que só vocês puderam viver juntos!!!
Um abraço forte!!!

Anônimo disse...

Muito mal me sentiria se, como sua visitante diária, sempre à espera das boas coisas que tem para partilhar connosco, não partilhasse agora a sua grande dor. Receba os sentimentos sinceros desta anónima que tão bem sabe o que é perder alguém muito querido.
maria sousa

Anônimo disse...

querida

Adoro seu blog, suas receitas e principalmente o modo agradavel como escreve me permitindo conhecer um pouco sobre sua terra e seu modo de vida. Sinto muito por sua perda tao dolorosa. Acredito que algumas pessoas encerram sua missao antes das outras. Rogo a Deus que conforte o coracao de cada um de voces. Que Deus os abencoe e os encha de forcas para retomar a vida.
Com carinho
M Celia

Eu Mulher disse...

Olá minha amiga!

Só hoje vi o seu post. Espero que você e toda sua família já estejam mais consolados pela graça de Deus.

Nesses momentos difíceis o melhor é não falar muito e pedir a Deus que console todos vocês.

Bjs

Claudia disse...

Queridas,

muito obrigada pelos comentários atenciosos, vocês não imaginam como seus comentários tem me consolado. A atenção e o carinho de vocês são uma grande alegria e um consolo maravilhoso neste momento tão difícil.

Muito obrigada e beijos a todas. Em breve eu volto...

Cláudia

Noémia disse...

Tragédia é tragédia e não há palavras bonitas que eu possa usar para aliviar essa dor profunda e o buraco enorme que a ausência e perda do teu irmão fez na tua alma!
Sinto cá longe a tua tristeza e se te servir de consolo, sabe que estou triste contigo e se te puder ser útil diz.
Só o tempo pode esbater, atenuar o que agora sentes, chora e grita toda a dor ou raiva porque o luto é assim mesmo para que te deixe a alma lavada e possas aceitar.

Juliana disse...

Só passei pra lhe deixar um abraço!

Paula disse...

Claudia, te digo que só os bons morrem cedo...Vão para o outro lado da vida, onde encontrarão mais progresso para suas almas inquietas, e poderão de lá, olhar para os que ficaram aqui, amá-los com ainda mais amor...Não pense que tudo se perdeu, mas sim que é apenas uma separação momentânea, e que em breve, estarão reunidos novamente, fortalecendo ainda mais todo esse amor. Nada se perde neste mundo, e só o amor que plantamos e cultivamos é forte o bastante para manter unidas as almas gêmeas.
Estarei em vibrações por ti, para que todos possam não superar, pois é insuperável, mas aceitar com brandura a vontade de Deus, que chama para si seus eleitos...

Amehlia Digital ! ® disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amehlia Digital ! ® disse...

Clau,
As palavras se tornam vazias nesse momento de dor...
Sei exatamente o que está sentindo, infelizmente na partida de minha mãe estava fora do país e não pude me despedir.
Por isso tão carinhosamente me identifiquei com seu blog, pelo sabor da saudade...
Penso no quanto Deus foi misericordioso e te permitiu estar perto de seu amado ainda, que privilégio minha amiga!
Não tenho remédio para te passar, o meu único sustento é Deus e por isso continuamos a caminhar...
De longe, vai ficando uma cicatriz que hora dói...hora trás lembranças somente...
E mais adiante vai ficando o sabor da saudade...
saudade tranquila, boa...dos bons tempos, dos momentos vividos...
Que Deus possa sinceramente aliviar a dor de seu coração e de sua família, que sejam cheios os seus dias de paz e consolo...
E que se fortaleça os seus pés nessa caminhada...
Um forte e carinhoso abraço!
Conte conosco sempre...mesmo distante, estaremos perto do seu coração.

Marly disse...

Cláudia,
Sinto muito! Só quem já teve uma perda dessa natureza sabe o quanto a dor pode ser profunda. Não há palavra capaz de trazer alívio num momento desse! Só me ocorre agora, os versos da poetisa Edna St Vincent Millay:

"Não me conformo em ver baixarem à terra dura os corações amorosos,
É assim; assim há de ser, pois assim tem sido desde tempos imemoriais".

Um abraço.

Marilda Lavienrose disse...

Bom dia Claúdia,
Li com emoção a sua narrativa...espero que vc. supere os momentos tristes.São fatos que acontecem para testar nossa capacidade e chacoalhar nosso coração,mas creio sempre num SER Superior que sabe o que faz.Bjs.
Marilda lavienrose

Olívia disse...

oi cláudia, sou leitora do seu blog há tempos, fica aqui o meu carinho e abraço pra vc, que sua família consiga de alguma forma, seguir em frente.
beijo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...