quinta-feira, 13 de abril de 2017

Pastel de forno de natas, ou melhor, de creme fresco



Estou publicando hoje uma receita maravilhosa de pastel de forno de natas com recheio de legumes e atum muito semelhante a uma que publiquei aqui no blog em 2010 mas que, desde então, já dei uma boa melhorada. 

Essa republicação é parte do projeto que iniciei que inclui rever algumas das receitas de maior sucesso do blog, as mais visitadas, e melhorar o que for possível melhor. Hoje, ao invés de usar o queijo tipo cottage da receita de 2010, eu usei creme fresco com 35% de gordura. Além de mais fácil de fazer, já que a massa com creme não precisa de muita manipulação para ficar macia, já que não é preciso desfazer  as bolinhas de queijo, a massa com creme fresco, ou natas, fica muito mais saborosa. 

Como sempre, a minha massa de pastel de forno leva apenas três ingredientes: creme fresco, sal e farinha. Desta vez eu usei metade trigo e metade espelta, para dar uma consistência mais crocante. 






O resultado desta nova receita fica ainda mais delicioso e se parece (em sabor) ainda mais com a receita da minha bisavó que era feita com natas, mas natas de leite, as natas do brasileiro.  No Brasil, quando falamos natas de leite nos referimos aquela camadinha de gordura que se forma na superfície do leite fervido, principalmente quando se ferve o leite mais gorduroso. 

Quando eu era criança minha mãe e minhas avós demoravam muito para conseguir encher um copo de natas para fazer pastel e, depois, com a epidemia de leites super-pasteurizados, de caixa, ficou impossível conseguir produzir natas de leite... uma tragédia. A alternativa é usar os derivados como o creme de leite fresco, creme azedo ou o creme fresco que uso nesta receita que nada mais é do que o "créme fraiche" dos franceses. Acho que em Portugal chamam de "natas frescas", por favor corrijam-me se eu estiver errada... 

As fotos que eu uso nesta receita são as mesmas da receita anterior, não pude fazer fotos ontem a noite e resolvi reutilizar minhas próprias fotos, já que visualmente o resultado é idêntico, mas o sabor desta receita é muito melhor. Espero que vocês aproveitem. 

Vou voltar por aqui e vou repostar outras receitas favoritas que eu melhorei com o passar dos anos...  Deu para matar as saudades? Então não suma pois eu não morri. 

Estou por aqui...



                  




Pastel de Natas de Atum
Massa:

1 pote de 300g  creme fresco com 35% de gordura
6 DL (3 copos de 200ml)  de farinha de trigo + duas colheres de sopa (se necessário)
Sal a gosto
1 gema para pincelar 
Água gelada (se necessário)

Numa tigela grande, coloque o creme fresco e adicione o sal e vá adicionando a farinha aos poucos e misturando a medida que adicione. Use as mãos ou uma colhe de pau e vá misturando até formar uma massa macia que descole das mãos. Se a massa ficar muito grudenta, adicione um pouco mais de farinha. Se a massa ficar meio seca e quebradiça, adicione algumas colheradas de água fria. 

Quando a massa estiver bem macia e soltando das mãos, forme uma bola e coloque na geladeira e deixe gelar por uma. Enquanto gela faça o recheio. (Receita do recheio segue no final da postagem).

Na hora de abrir, divida a massa em duas partes e forme duas bolas. Abra uma parte da massa até obter uma superfície com mais ou menos meio centímetro de espessura. Corte os pastéis usando a borda de um copo e atenção pois a largura do copo usado vai interferir no tamanho de cada pastel e na quantidade final de pastéis. Corte círculos de massa com a ajuda do copo, se preferir use um cortador de biscoitos grande, recheie com uma colher de sopa de recheio, feche pressionando o polegar e, se desejar, passe um garfo para pressionar e deixar aquelas marquinhas na massa. 

Antes de assar pincele a gema de ovo batida e misturada com um tantinho de leite e asse em forno pré-aquecido a 180C por 20 minutos, ou até que fique bem douradinho. 

Sirva quente. 

Obs. 1 Se usar a borda de um copo de requeijão comum para cortar os pastéis, esta massa rende cerca de 50 pastéis. 
Obs 2. Este pastel congela super bem depois de assado. Basta deixar esfriar totalmente antes embalar em pote hermeticamente fechado, ou em saco plástico. Os pasteiszinhos resistem bem no freezer por até 90 dias.







Recheio de Atum:

3 latas de atum de 100g em água e sal (a água deve ser totalmente drenada)
1 cebola grande picada 
2 dentes alho picadinho
Meia beringela picada 
Duas cenouras raladas
Caixa de tomate pelado
Salsinha picadinha a gosto 
Cebolinha picada a gosto
150g de azeitonas pretas fatiadas
sal (a gosto)
pimenta do reino (a gosto)
páprica doce em pó (a gosto)
1 colher de chá de extrato de tomate (opcional) 
Pimentão vermelho picadinho se desejar (opcional)

Como:

Numa panela refogue a cebola, o alho espremido ou fatiado, até ficarem macios. Adicione o extrato de tomate, o tomate pelado e quando a mistura ferver adicione as cenouras raladas, a beringela picada, a páprica em pó, sal e pimenta e cozinhe até amaciar. Deixe que cozinhe em fogo médio-alto até reduzir toda a água do refogado para não formar uma recheio aguado que escorra pela massa e fique pingando. Se a mistura estiver grossa demais adicione um pouco mais de água. Quando a mistura estiver cozida desligue o fogo e adicione o atum, a salsinha, cebolinha e a azeitona picada e misture para formar um recheio homogêneo. 

Teste o sal e a pimenta e use a mistura já quase fria como recheio para os pastéis.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...