domingo, 24 de abril de 2011

Uma banda em Åre para relaxar...



Deveria estar fazendo contagem regressiva para a abertura da loja que abre quarta-feira, dia 27 de abril. Adoro abril, adoro números terminados em sete e adoro quartas-feiras então fica combinado assim, abrimos quarta-feira dia 27 de abril. A abertura de uma loja é coisa complicada e pode demorar se você deixar, um monte de coisas vão ficar penduradas. Já me conformei que nem todos os produtos desejados vão chegar a tempo da abertura. Já me conformei com os impostos altíssimos para o café e o chá que vamos servir num pequeno balcão, já me conformei com a demora para liberação de produtos na alfândega norueguesa e já me conformei que nada vai ser de cara do jeito que eu sonhei, mas, aos poucos, chegamos lá. Contagem regressiva? Mas que nada, fomos dar umas bandas pela aí.



Enfim, são tantos, mas tantos, mas tantos detalhes que sinceramente, se eu não fosse muito relax eu teria pirado. Mas eu me dou ao direito de ir devagar, de relaxar e de descansar e, não esqueçam, somos apenas eu e Per neste projeto todo, nosso trabalho, nosso suor e nosso dinheirinho... Loucura? Total! Noruegueses não sabem o que os esperam por trás do meu balcão... mas vai ser tudo aos poucos, não dá para ser e ter tudo ao mesmo tempo agora. Por hora é um balção, lindo, feito de madeiras com mais de 100 anos que foram recicladas por nós depois de abandonadas no final da reforma da igreja de Malvik no nosso bairrinho-município.



Impressionante a relação que está se construindo entre nossa lojinha e as igrejas do meu pequeno município. Além de termos usado madeiras que foram retiradas da fachada da igreja de Malvik (que foi refeita com madeiras novas), nossa loja fica na rua de outra igreja, da igreja de Hommelvik, no simbólico endereço Kirkegata, 2, i.e., Rua da Igreja, nº2. Diante do meu incurável ateísmo acho tudo muito interessante já que, apesar da minha falta de fé admito que as igrejas sempre me serviram de inspiração estética. Acho-as belíssimas em geral, em especial as grandes e dramáticas catedrais.



No meio da correria, porque me dou o direito, fomos passear na Suécia. Cunhada tem chalé em Åre, ela estava de plantão no começo do feriado, o chalé vazio fomos nos despedir da neve e do frio. Eles sim, eu não. Frio e neve já vão tarde. Mas enfim, enquanto uns esquiam, ou se jogam no snowboard, eu sassarico, faço compras e até à biblioteca eu vou. Fomos à Åre como já está virando tradição familiar.

Já escrevi sobre Åre em outras postagens: Outras páscoas em Åre aqui
E imagens do Natal em Åre aqui.

Mas como foi meu aniversário na semana passada e eu tinha expressado o desejo de ir até Åre visitar a fábrica de chocolates e acertar um pedido de chocolates para a loja. Sim, agora é oficial, vamos vender os chocolates da fábrica de chocolate de Åre, aqui em inglês. Mas ainda não vamos abrir com eles. Mas em maio eles vão decorar nossas prateleiras.




E no fim, depois de muito se jogar na neve, Estela e Per estavam acabados. Quando eles desceram eu já estava no estacionamento, diante da entrada do bondinho que sobe até o restaurante lá no alto da montanha. Åre é a principal uma estação de esqui alpino da Suécia, fica no norte do país, mas aqui pertinho (1h30 da minha cozinha), junto ao meio-norte da Noruega. É super movimentada e apesar de parecer pequena ela tem montes de pistas e conta 20 elevadores, descobri ontem, para levar o povo todo lá para cima. É uma loucura de gente o inverno inteiro e principalmente na páscoa quando eles querem aproveitar os últimos dias, eu diria, as últimas horas da neve da estação durante este feriado tardio. Do carro eu, enquanto eu esperava, fiquei observando o movimento, fazendo fotos apesar do dia nublado, alguma antropologia social e pensando como são exóticos esses suecos.



Os dois desceram e fomos comer num restaurante bem no centro engarrafado da pequena Åre. Vejam a imagem da pequena snowboarder cansada e faminta...





Meu amor adora posar de sério, mas de sério ele tem é nada, pura timidez. Ou será cansaço? O pobre homem está visivelmente cansado. Ah, o amor...





Fomos comer no Wersens, um restaurante-bar movimentado e super legal que faz versões leves e modernas da comida tradicional sueca. A comida estava muito boa, barata e ótimo serviço. O couvert, gratuito diga-se de passagem, vinha com uma manteiga sensacional, feita ali mesmo. Coisa de louco. Eu pedi um prato muito típico, um bolo-biff de carne de porco com batatas, que na verdade é um grande bife de carnes de porco e boi moídas servido com molho de creme de cebolas, salada de pepino agridoce (não aparece na foto) e arandos, ou como se diz aqui, tyttebær. Essas frutinhas, que os suecos chamam de lingon, são um acompanhamento clássico para carnes e as tradicionais bolas de carne suecas.




As frutinhas são deliciosas mas em geral o que se vê são geléias ou compotas cheias de açúcar e que ganharam o mundo via Ikea. Os arandos-tyttebær, como os da foto são, eu diria, uma espécie de especiaria nórdica, e estavam maravilhosos. Suculentos, saborosos e docinhos, mesmo sem adição de açúcar. Saber colher na hora certa, congelar e depois descongelar com todo cuidado é um trunfo num país frio como esses. Per escolheu uma perna de porco servida no osso com lascas de cebola, purê de batata e ervas e um molho caramelizado de qualquer coisa que não lembro o que. Estelita traçou um espaguete a bolonhesa pois não é boba, nem nada.






Em breve eu volto. Prometo. Com fotos de um prato de páscoa e de um bolo de aniversário.

7 comentários:

Bina USA disse...

Que delicia seu post, amei a ordem cronologica dele. Sinceramente, me senti viajando com voces!

Grande abraco.
Bina
binausa.blogspot.com

Cecília disse...

Claúdia, desejo muita sorte para a abertura desta semana!!! Tenho muita pena de estar aqui tão longe da tua lojinha, pois de certeza iria ser tua cliente!!!! adoro este tipo de lojas!Vou a algumas desse género aqui em Portugal e quando vou à Noruega também me apaixonei por algumas do género.
Boa sorte!!!

Claudia disse...

Bina,

Obrigada, e que bom que deu para entender porque no fim eu achei que tava a maior confusão...


Cecília,

Obrigada. Estou com o estômago revirando de nervoso.



Beijos,

Cláudia

Dani disse...

É amanhã! Toda sorte do mundo, paciência até as coisas ficarem do jeitinho que querem - afinal, grande parte da graça vem do desafio. É claro que começar com tudo perfeito é lindo, mas ir fazendo os ajustes com o tempo é mais excitante - eu acho!

É angraçado ver toda esta neve, aqui tivemos sol e calor a semana passada até ontem, atípico para o mês de abril na Ilha. Veranico de verdade, uma delícia!

Beijocas!

Claudia disse...

Dani,

Estou nervosíssima e a imprensa local vai aparecer para cobrir a abertura, pode? Lugar pequeno é uma coisa. Tem dia que eu sonho que estou na loja vazia que não tenho nada para oferecer. E outros dias eu acordo pensando que eu estava era louca na hora que decidimos abrir uma loja, louca varrida!!!

Eu vi no jornal que está fazendo um calor inédito em todo o Reino Unido, na Escócia parece que nunca fez tanto calor em abril. Em Oslo e no sul está quente, fez 18C no feriado. Inveja do calor de Oslo!!!! Aqui continua frio, entre 7C e 10C mas neve é só nas montanhas, a coisa aqui está bem melhor e todo o gelo já se foi.

As montanhas ao redor de Trondheim ainda estão brancas, mas as pistas de esqui em Åre estavam cheias mas a estação de esqui estava vivendo os últimos momentos dessa estação...agora só em dezembro.


Beijos querida!

Claudia

angela disse...

vai dar tudo certo. É uma cois do bem.

Claudia Lima disse...

Claudia desejo sucesso a vcs na abertura da loja.
Boa sorte! :)